O adeus de Fran­çois Hol­lan­de a Áfri­ca

Africa21 - - Antena21 -

A 27.ª ci­mei­ra Fran­ça-Áfri­ca, que te­ve lu­gar em Ba­ma­ko (Ma­li), a 13 e 14 de ja­nei­ro, na pre­sen­ça de 35 che­fes de Es­ta­do e de Go­ver­no, pro­por­ci­o­nou ao Pre­si­den­te fran­cês Fran­çois Hol­lan­de, em fim de man­da­to, a opor­tu­ni­da­de de se des­pe­dir dos seus «ami­gos» afri­ca­nos, qua­tro anos após o iní­cio da in­ter­ven­ção mi­li­tar fran­ce­sa no Ma­li pa­ra tra­var a ofen­si­va dos gru­pos ar­ma­dos is­la­mis­tas li­ga­dos à al-Qa­e­da que ti­nham in­va­di­do mais de me­ta­de do país. Sob o le­ma da «Par­ce­ria pe­la paz e a emer­gên­cia», a ci­mei­ra foi do­mi­na­da pe­las ques­tões de se­gu­ran­ça, pri­o­ri­da­de de Pa­ris e dos go­ver­nos eu­ro­peus na du­pla ver­ten­te da lu­ta con­tra o ter­ro­ris­mo e as mi­gra­ções, agen­da ca­da vez mais con­tes­ta­da pe­la so­ci­e­da­de ci­vil em Áfri­ca e em Fran­ça. Vá­ri­as ONG de­nun­ci­a­ram a «mi­li­ta­ri­za­ção» das re­la­ções eu­ro-afri­ca­nas, das quais as in­ter­ven­ções fran­ce­sas – Ser­val no Ma­li, ini­ci­a­da em ja­nei­ro de 2013 e su­ce­di­da pe­la Ope­ra­ção Barkha­ne alar­ga­da a cin­co paí­ses do Sahel, e a cri­a­ção da MINUSMA e da San­ga­ris na Re­pú­bli­ca Cen­tro-Afri­ca­na (RCA) um ano mais tar­de – fo­ram o si­nal mais for­te. Hol­lan­de re­a­fir­mou o com­pro­mis­so da Fran­ça de au­men­tar as ca­pa­ci­da­des afri­ca­nas de de­fe­sa com a for­ma­ção de 25.000 mi­li­ta­res afri­ca­nos por ano no pró­xi­mo trié­nio, de mo­bi­li­zar 23 mil mi­lhões de eu­ros atra­vés da Agên­cia Fran­ce­sa pa­ra o De­sen­vol­vi­men­to, em dez anos, e de cri­ar um Fun­do de in­ves­ti­men­to fran­co-afri­ca­no do­ta­do de 76 mi­lhões de eu­ros, mas a re­a­li­za­ção des­tas pro­mes­sas de­pen­de­rá da von­ta­de do seu su­ces­sor. Pe­lo con­trá­rio, o ba­lan­ço das in­ter­ven­ções mi­li­ta­res é atu­al e não é fa­mo­so. Se os gru­pos ar­ma­dos is­la­mis­tas fo­ram de­sa­lo­ja­dos dos ter­ri­tó­ri­os que ocu­pa­vam, con­ti­nu­am a fa­zer rei­nar a in­se­gu­ran­ça em boa par­te da re­gião sahe­lo-sa­ri­a­na. E tan­to no Ma­li co­mo na RCA, a si­tu­a­ção po­lí­ti­ca in­ter­na é qua­li­fi­ca­da de «pre­o­cu­pan­te» com acu­sa­ções re­cor­ren­tes de in­com­pe­tên­cia e cor­rup­ção con­tra os di­ri­gen­tes e de vi­o­la­ções dos di­rei­tos hu­ma­nos por par­te dos mi­li­ta­res fran­ce­ses e da ONU. Nos mei­os eco­nó­mi­cos sa­li­en­ta-se o de­clí­nio da pre­sen­ça fran­ce­sa em Áfri­ca fa­ce à Chi­na, Ín­dia e Tur­quia, que con­quis­ta­ram en­tre­tan­to as mai­o­res fa­ti­as dos mer­ca­dos afri­ca­nos.

Fran­çois Hol­lan­de com o seu ho­mó­lo­go do Ma­li, Ibrahim Bou­ba­car Kei­ta

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.