Cos­ta do Mar­fim e a ter­cei­ra re­pú­bli­ca

Africa21 - - Antena21 -

Ano no­vo, vi­da no­va pa­ra a Cos­ta do Mar­fim com a en­tra­da em vi­gor da no­va Cons­ti­tui­ção, apro­va­da em re­fe­ren­do por 93% dos elei­to­res, e a for­ma­ção do no­vo go­ver­no saí­do das elei­ções de de­zem­bro 2016. O Pre­si­den­te Alas­sa­ne Ou­at­ta­ra es­co­lheu Ama­dou Gon Cou­li­baly, de 57 anos, pa­ra che­fi­ar o exe­cu­ti­vo no lu­gar de Da­ni­el Ka­blan Dun­can, pro­mo­vi­do ao car­go de vi­ce-pre­si­den­te, cri­a­do pe­la no­va lei fun­da­men­tal. Oriun­do do PDCI, an­ti­go par­ti­do úni­co e ali­a­do do RDR de Ou­at­ta­ra no seio da atu­al mai­o­ria pre­si­den­ci­al (RHDP), Ka­blan Dun­can per­fi­la-se co­mo o nú­me­ro dois do Es­ta­do e can­di­da­to à su­ces­são de Ou­at­ta­ra que terminará o seu se­gun­do e úl­ti­mo man­da­to em 2020. Guil­lau­me So­ro, an­ti­go lí­der das For­ças No­vas, a re­be­lião con­tra o ex-pre­si­den­te Lau­rent Gbag­bo, que aju­dou Ou­at­ta­ra a con­quis­tar o po­der após a cri­se pós-elei­to­ral de 2010, en­tre­tan­to re­e­lei­to qua­se por una­ni­mi­da­de pre­si­den­te da as­sem­bleia na­ci­o­nal, vê afas­tar-se a pers­pe­ti­va de su­ce­der ao atu­al pre­si­den­te. Te­rá si­do es­ta a ra­zão po­lí­ti­ca por de­trás da re­be­lião mi­li­tar que eclo­diu a 8 de ja­nei­ro em Bou­a­ké, ex-ca­pi­tal dos «re­bel­des», e que se pro­pa­gou ra­pi­da­men­te às prin­ci­pais ci­da­des do país com o pre­tex­to de re­cla­mar as in­dem­ni­za­ções pro­me­ti­das aquan­do da in­cor­po­ra­ção dos ex-re­bel­des nas no­vas for­ças ar­ma­das na­ci­o­nais, uma das mui­tas pro­mes­sas não cum­pri­das pe­lo no­vo re­gi­me? Ou­at­ta­ra ga­ran­tiu aos mi­li­ta­res que as su­as rei­vin­di­ca­ções se­ri­am sa­tis­fei­tas e es­tes vol­ta­ram aos quar­téis sem der­ra­ma­men­to de san­gue, mas as che­fi­as das For­ças Ar­ma­das e de se­gu­ran­ça fo­ram de­mi­ti­das. Pas­sa­do o sus­to, foi a vez de de­ze­nas de sin­di­ca­tos da fun­ção pú­bli­ca ini­ci­a­rem uma gre­ve ge­ral pa­ra exi­gir au­men­tos sa­la­ri­ais com­pa­tí­veis com o bom an­da­men­to da eco­no­mia que cres­ce ao rit­mo anu­al de 8%. Des­con­ten­ta­men­to so­ci­al e frus­tra­ção po­lí­ti­ca an­dam de mãos da­das na Cos­ta do Mar­fim, co­mo se viu nas úl­ti­mas elei­ções le­gis­la­ti­vas, mar­ca­das pe­lo for­te au­men­to da abstenção (cer­ca de dois ter­ços) e dos elei­tos «in­de­pen­den­tes», dis­si­den­tes das for­ma­ções tra­di­ci­o­nais, que con­quis­ta­ram 75 man­da­tos con­tra 167 da mai­o­ria pre­si­den­ci­al de um to­tal de 254.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.