Hi­dro­e­lé­tri­ca de Laú­ca em fa­se de con­clu­são

Africa21 - - Insumos -

O en­chi­men­to do re­ser­va­tó­rio da hi­dro­e­lé­tri­ca da Laú­ca, na pro­vín­cia do Cu­an­za Nor­te, em An­go­la, tem iní­cio es­te mês, de­ven­do du­rar 120 di­as. Uma vez ter­mi­na­do, o ar­ran­que da pro­du­ção de ener­gia elé­tri­ca po­de­rá ocor­rer no pró­xi­mo mês de ju­lho. De­vi­do a es­sa ope­ra­ção, os ha­bi­tan­tes das al­dei­as lo­ca­li­za­das na área da al­bu­fei­ra es­tão a ser re­a­lo­ja­das no mu­ni­cí­pio de Mus­sen­de, na vi­zi­nha pro­vín­cia do Cu­an­za Sul. Nes­te mo­men­to, es­tão igual­men­te a ser ins­ta­la­das as li­nhas de trans­por­te de ener­gia que vão li­gar Laú­ca a Ca­pan­da, cu­jas obras fi­cam con­cluí­das no fi­nal des­te mês. Se­rão ain­da cons­truí­das, no âm­bi­to do pro­je­to Laú­ca, as li­nhas de trans­por­te de ener­gia de Laú­ca/Cam­bam­be, Laú­ca/ Ca­cu­so/Ca­lan­du­la e Ma­lan­je. Con­si­de­ra­do o mai­or pro­je­to de en­ge­nha­ria ci­vil e me­câ­ni­ca de An­go­la, a Bar­ra­gem de Laú­ca es­tá lo­ca­li­za­da a 47 qui­ló­me­tros do Apro­vei­ta­men­to Hi­dro­e­lé­tri­co de Ca­pan­da, si­tu­a­da em Ma­lan­je, e a 400 qui­ló­me­tros de Lu­an­da. Com um in­ves­ti­men­to de cin­co mil mi­lhões de dó­la­res, en­vol­ven­do a cons­tru­ção, pro­du­ção, for­ne­ci­men­to e co­lo­ca­ção em ser­vi­ço do sis­te­ma de trans­por­te de ener­gia, o em­pre­en­di­men­to hi­dro­e­lé­tri­co de Laú­ca é a ter­cei­ra bar­ra­gem em cons­tru­ção no lei­to do rio Cu­an­za, de­pois de Cam­bam­be e Ca­pan­da, e a se­gun­da mai­or bar­ra­gem em cons­tru­ção no con­ti­nen­te afri­ca­no. A en­tra­da em fun­ci­o­na­men­to da cen­tral prin­ci­pal, a par­tir do pri­mei­ro se­mes­tre do pró­xi­mo ano, vai be­ne­fi­ci­ar mais de cin­co mi­lhões de pes­so­as das re­giões nor­te, cen­tro e sul do país. O pro­je­to sur­giu a par­tir de um es­tu­do de in­ven­tá­rio re­a­li­za­do na dé­ca­da de 1950, so­li­ci­ta­do pe­la en­tão SONEFE à em­pre­sa Hy­dro­te­ch­nic Cor­po­ra­ti­on (USA). Foi re­to­ma­do em 2008, com a re­a­li­za­ção dos es­tu­dos de vi­a­bi­li­da­de so­li­ci­ta­dos pe­lo Go­ver­no an­go­la­no à bra­si­lei­ra Ode­bre­cht. Laú­ca em­pre­ga 7.643 tra­ba­lha­do­res na­ci­o­nais e 385 es­tran­gei­ros. Oriun­dos de to­das as pro­vín­ci­as do país, os tra­ba­lha­do­res an­go­la­nos, na sua mai­o­ria jo­vens, re­ce­bem for­ma­ção em di­ver­sas ma­té­ri­as. No fu­tu­ro, vão ga­ran­tir a ma­nu­ten­ção da bar­ra­gem.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.