DES­DE O TEM­PO DE… DI­O­GO CÃO

Folha 8 - - DESTAQUE -

E não adi­an­ta, de fac­to, fa­zer com­pa­ra­ções. An­go­la é ca­so úni­co. E a sor­te é ter um “guia su­pre­mo” co­mo Jo­sé Eduardo dos San­tos e um par­ti­do co­mo o MPLA, cu­jas an­ces­trais raí­zes re­mon­tam ao tem­po em que Di­o­go Cão apor­tou por es­tas ban­das. Se­gun­do o pre­si­den­te, “An­go­la es­tá a li­dar com a cri­se me­lhor do que ou­tros paí­ses. Exem­plo dis­so são a bai­xa pro­gres­si­va dos pre­ços dos bens es­sen­ci­ais, da in­fla­ção, e a ta­xa de ju­ros, a re­cu­pe­ra­ção da ac­ti­vi­da­de das em­pre­sas e dos ní­veis do em­pre­go”. Es­ta­ria Eduardo dos San­tos a fa­lar de An­go­la? Ele diz que sim. Du­ran­te a in­ter­ven­ção, a pro­pó­si­to da di­ver­si­fi­ca­ção da eco­no­mia, pa­ra re­du­zir o peso das ex­por­ta­ções de pe­tró­leo, o che­fe de Es­ta­do re­cor­dou que es­sa “não é uma ideia no­va”, só que “não ha­via con­di­ções ob­jec­ti­vas” no país “pa­ra avan­çar­mos mais de­pres­sa”, re­cor­dan­do os dois mi­lhões de mi­nas im­plan­ta­das no fi­nal do con­fli­to ar­ma­do, em 2002. Pois é. São as mi­nas, foi Jo­nas Sa­vim­bi, foi o co­lo­ni­a­lis­mo. Mas, mes­mo as­sim, co­mo não se can­sam de enal­te­cer os seus la­cai­os, ain­da foi pos­sí­vel a Jo­sé Eduardo dos San­tos ser o lí­der mi­li­tar que der­ru­bou o re­gi­me de “apartheid” e que só acei­tou de­por as ar­mas qu­an­do a Na­mí­bia e a Áfri­ca do Sul fo­ram li­vres e os seus lí­de­res pu­de­ram cons­truir re­gi­mes li­vres e de­mo­crá­ti­cos. Foi, aliás, gra­ças a Jo­sé Eduardo dos San­tos que Por­tu­gal adop­tou a de­mo­cra­cia, que a es­cra­va­tu­ra foi abo­li­da, que D. Afonso Hen­ri­ques es­cor­ra­çou os mou­ros, que Ba­rack Obama foi elei­to e que os ri­os pas­sa­ram a cor­rer pa­ra o mar. Por al­gu­ma ra­zão o di­vi­no ca­ris­ma de Jo­sé Eduardo dos San­tos tor­nou-o o mais po­pu­lar po­lí­ti­co mun­di­al, pe­lo me­nos des­de que Di­o­go Cão por cá an­dou. Tão po­pu­lar que ba­te aos pon­tos Nel­son Man­de­la, Mar­tin Luther King e até mes­mo Cris­ti­a­no Ro­nal­do ou Li­o­nel Mes­si.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.