A (IM)PARÁVEL MÁ­QUI­NA DO MPLA

Folha 8 - - CULTURA -

Diz a An­gop que 408 no­vos mi­li­tan­tes in­gres­sa­ram nas fi­lei­ras do MPLA, no mu­ni­cí­pio do Lu­ban­go (Huí­la), no âm­bi­to de cam­pa­nhas de sen­si­bi­li­za­ção e mo­bi­li­za­ção das es­tru­tu­ras de ba­se em prol da­que­la or­ga­ni­za­ção po­lí­ti­ca. Ex­pli­ca a An­gop que “os no­vos mi­li­tan­tes fo­ram re­cru­ta­dos nos bair­ros La­lu­la e Bu­la Ma­tady, ar­re­do­res des­ta ur­be, sen­do que com o in­gres­so de no­vos mem­bros o nú­me­ro ele­va-se pa­ra 53.600 mi­li­tan­tes nú­me­ro que con­si­de­rou sa­tis­fa­tó­rio pa­ra res­pon­der aos de­sa­fi­os do par­ti­do ru­mo ao pro­gres­so mul­ti­fa­cé­ti­co do país”. Re­cru­tar tam­bém sig­ni­fi­ca “ali­ci­ar”. Qu­an­to a “mul­ti­fa­cé­ti­co” não sa­be­mos o que sig­ni­fi­ca por­que a palavra não exis­te. Além dis­so não nos foi pos­sí­vel con­sul­tar o di­ci­o­ná­rio por­tu­guês/ MPLA. Ao fa­lar no ac­to de apre­sen­ta­ção dos no­vos mem­bros e de­pois dos mes­mos te­rem re­ce­bi­do os seus car­tões, o pri­mei­ro se­cre­tá­rio mu­ni­ci­pal do MPLA, Adri­a­no Al­ber­to Pe­dro, su­bli­nhou que o tra­ba­lho de mo­bi­li­za­ção vai con­ti­nu­ar pa­ra o cres­ci­men­to do par­ti­do nu­ma al­tu­ra que se pre­ten­de atin­gir a ci­fra de 100 mil no­vos mem­bros em 2017. Por es­te an­dar, se­gun­do as con­tas dos acó­li­tos de sua ma­jes­ta­de o rei de An­go­la, Jo­sé Edu­ar­do dos Santos, an­tes de 2017 o MPLA te­rá 25.789. 024 mi­li­tan­tes. “A or­ga­ni­za­ção es­tá em­pe­nha­da em ac­ções de mo­bi­li­za­ção, na ba­se de com­pro­mis­so as­su­mi­do pe­lo ór­gão in­ter­mé­dio, is­to é, os Co­mi­tés de Ac­ção, na pers­pec­ti­va de atra­vés dis­so po­der es­tar mais or­ga­ni­za­do e con­ti­nu­ar a me­lho­rar a vi­da dos ci­da­dãos a to­dos ní­veis”, dis­se.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.