PE­NA­LI­ZA­ÇÃO DO ABOR­TO

MA­NI­FES­TA­ÇÃO DAS MU­LHE­RES FOR­ÇA O MPLA A ADIAR APROVAÇÃO DO NO­VO CÓ­DI­GO PE­NAL

Folha 8 - - POLÍTICA -

Os pro­tes­tos con­tra a proi­bi­ção em ab­so­lu­to do abor­to, pre­vis­ta no pro­jec­to de Lei do no­vo Có­di­go Pe­nal, pro­du­zi­ram eco jun­to da ban­ca­da par­la­men­tar do MPLA, que adi­ou a aprovação fi­nal glo­bal do tex­to, para “ou­vir um pou­co mais as pes­so­as”. A de­ci­são sur­giu após um gru­po de mu­lhe­res, de­no­mi­na­do Ond­jan­go Fem- inis­ta, to­mou a di­an­tei­ra na lu­ta con­tra o tex­to em de­ba­te e, além de ou­tras ini­ci­a­ti­vas, mar­can­do para 18.03.2017, a “Mar­cha das Mu­lhe­res pe­la Des­pe­na­li­za­ção do Abor­to”, que par­ti­rá do Ce­mi­té­rio da Santa Ana ao Lar­go das He­roí­nas, em Lu­an­da. Jun­tou-se às vo­zes con­tes­ta­tá­ri­as, a em­pre­sá­ria Isa­bel dos Santos, que as­su­miu, na re­de so­ci­al Ins­ta­gram, a sua opo­si­ção à pe­na­li­za­ção da in­ter­rup­ção vo­lun­tá­ria da gra­vi­dez, que com­pa­rou à “cri­mi­na­li­za­ção das mu­lhe­res”. De­pois de ter de­cla­ra­do que “o prin­cí­pio ge­ral da­qui­lo que é a po­lí­ti­ca do Es­ta­do em re­la­ção ao abor­to es­tá con­sa­gra­do no fu­tu­ro Có­di­go Pe­nal”, o lí­der da ban­ca­da par­la­men­tar do MPLA, Vir­gí­lio de Fon­tes Pe­rei­ra, re­co­nhe­ceu a ne­ces­si­da­de de alar­gar “um pou­co mais a dis­cus­são so­bre de­ter­mi­na­das ques­tões que es­tão in­se­ri­dos na pro­pos­ta”, ten­do em con­ta a con- tes­ta­ção ge­ra­da à vol­ta do tex­to, no­me­a­da­men­te nas re­des so­ci­ais. “Fal­ta ou­vir um pou­co mais as pes­so­as”, as­su­miu o de­pu­ta­do à saí­da de uma reu­nião do gru­po par­la­men­tar do MPLA, para acer­to dos te­mas que se­rão dis­cu­ti­dos na pró­xi­ma reu­nião ple­ná­ria da As­sem­bleia Na­ci­o­nal, mar­ca­da para a pró­xi­ma se­ma­na. Se­gun­do Vir­gí­lio de Fon­tes Pe­rei­ra, a aprovação fi­nal do no­vo Có­di­go Pe­nal, que es­ta­va in­cluí­da na agen­da, foi re­ti­ra­da dos tra­ba­lhos “até que es­te­jam cri­a­das con­di­ções” para que a ma­té­ria vol­te a ser abor­da­da em se­de par­la­men­tar. “Ape­sar de to­do o gran­de es­for­ço que o Exe­cu­ti­vo fez, pro­mo­ven­do ac­ções de aus­cul­ta­ção, ou­vin­do or­ga­ni­za­ções da so­ci­e­da­de ci­vil, em al­gu­mas ques­tões es­pe­cí­fi­cas, in­cluin­do tam­bém as ex­cep­ções à cri­mi­na­li­za­ção do abor­to, se ca­lhar é pre­ci­so ou­vir um pou­co mais ou­tros ac­to­res so­ci­ais”, ad­mi­tiu o

res­pon­sá­vel, de­ter­mi­na­do em “não pre­ci­pi­tar a abor­da­gem” qu­an­do ain­da é pos­sí­vel fa­zer pon­tes. A po­si­ção do MPLA sur­ge de­pois de a em­pre­sá­ria Isa­bel dos Santos ter me­di­a­ti­za­do a dis­cus­são, ao par­ti­lhar na sua con­ta do Ins­ta­gram um “ma­ni­fes­to” da ad­vo­ga­da Ana Paula Go­di­nho, que considera um re­tro­ces­so a eli­mi­na­ção dos ar­ti­gos so­bre “o abor­to não pu­ní­vel” no pro­jec­to de lei do no­vo Có­di­go Pe­nal - que per­mi­ti­am a in­ter­rup­ção vo­lun­tá­ria da gra­vi­dez nos ca­sos de mal­for­ma­ções do fe­to, vi­o­la­ção ou em si­tu­a­ções que co­lo­cas­sem a vi­da da mu­lher em ris­co. O “con­ge­la­men­to” da aprovação do no­vo Có­di­go vai ao en­con­tro não ape­nas do rep­to de Isa­bel dos Santos, mas de vá­ri­as an­go­la­nas, que con­vo­ca­ram mes­mo uma mar­cha con­tra a cri­mi­na­li­za­ção do abor­to em ab­so­lu­to, agen­da­da para sá­ba­do, 18 de Mar­ço. Aliás, mu­lhe­res de vá­ri­os es­tra­tos da so­ci­e­da­de pe­di­ram, du­ran­te um en­con­tro pro­mo­vi­do pe­lo Gru­po de Mu­lhe­res Par­la­men­ta­res da As­sem­bleia Na­ci­o­nal, o apro­fun­da­men­to das dis­cus­sões à vol­ta do abor­to. Já a igre­ja ca­tó­li­ca la­men­tou a “ba­na­li­za­ção” com que a ques­tão do abor­to es­tá a ser abor­da­da. “Nós, co­mo igre­ja, la­men­ta­mos que o as­sun­to vi­da seja ba­na­li­za­do des­ta ma­nei­ra, por­que a vi­da é um va­lor ab­so­lu­to, um va­lor ina­li­e­ná­vel, um va­lor que não pas­sa so­bre as me­sas de ne­go­ci­a­ções”, re­fe­riu o por­ta-voz da Con­fe­rên­cia Epis­co­pal de An­go­la e São To­mé (CEAST), Manuel Im­bam­ba. Com VOA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.