VAI­DA­DE DO CHE­FE CUS­TA CA­RO AOS AN­GO­LA­NOS

Folha 8 - - QUENTE -

Omo­nu­men­to em hon­ra do Sol­da­do Des­co­nhe­ci­do, lo­ca­li­za­do en­tre a rua do Iº Con­gres­so do MPLA e a Avenida 4 de Fe­ve­rei­ro, jun­to à Mar­gi­nal de Lu­an­da, já foi vi­si­ta­do por vá­ri­as in­di­vi­du­a­li­da­des, co­mo foi re­fe­ri­do pe­la me­dia. Mar­ce­lo Re­be­lo de Sou­sa, pre­si­den­te de Por­tu­gal, é uma de­las. Em­bo­ra is­so não se­ja re­le­van­te, sa­be­mos que, com o pas­sar do tem­po, lu­gar se­rá da­do à ad­mi­ra­ção do mun­do in­tei­ro pe­ran­te tan­ta gran­de­za ar­qui­tec­tó­ni­ca. Mais uma pro­va, em to­do o ca­so, da enor­me me­ga­lo­ma­nia do ex-pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca. Tan­tas ca­rên­ci­as em An­go­la e “tor­ra­dos” fo­ram mais de 12 mi­lhões de dó­la­res pa­ra in­glês ver. Acon­te­ce, po­rém, se der­mos al­gum cré­di­to à An­go­la-on­li­ne, que. em me­nos de du­as se­ma­nas, de­pois de ser inau­gu­ra­do pe­lo pró­prio JES, o mo­nu­men­to es­tá pres­tes a cair, pois “a es­tru­tu­ra es­tá a fen­der-se na par­te su­pe­ri­or e a qual­quer mo­men­to po­de ar­re­ar, o que le­vou ra­pi­da­men­te os téc­ni­cos a co­me­çar o tra­ba­lho re­pa­ra­ção pa­ra evi­tar o pi­or...”. po­de-se ler no seu si­te. Obras fei­tas à pres­sa pa­ra se­rem inau­gu­ra­das em tem­po útil, quer di­zer de mo­do a dar bri­lho a JES, era apa­ná­gio do re­gi­me sob a li­de­ran­ça de JES.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.