“A PRINCESA DO PAPÁ” DE SANTUS LUWAWA

O au­tor Santus Luwawa, pseu­dó­ni­mo li­te­rá­rio de An­ge­li­no Luwawa Mus­sin­da, co­lo­cou a 10 de No­vem­bro a dis­po­si­ção dos aman­tes da lei­tu­ra, o con­jun­to de fá­bu­las mo­ti­va­ci­o­nais, in­ti­tu­la­da “A princesa do Papá”. A edi­ção da obra es­tá a car­go da Editora Paulinas.

Folha 8 - - CULTURA - TEX­TO DE PEDROWSKI TECA

Oli­vro de 70 pá­gi­nas re­tra­ta o con­to “Rei­no da Poeira”, on­de se vi­ve a paz e o amor e “res­pei­ta­vam tan­to as mu­lhe­res ao pon­to de ne­nhum ho­mem ter du­as ou mais, e ne­nhum pai aban­do­na­va os seus fi­lhos”. Se­gun­do a si­nop­se da obra, no tex­to po­de-se per­ce­ber a re­la­ção en­tre a princesa So­los­si Nda­tun­gat­chan­gue, fi­lha pri­mo­gé­ni­ta e ama­da pe­lo seu pai, o Rei e o res­to da co­mu­ni­da­de. Se­gun­do o au­tor, a obra tem co­mo ob­jec­ti­vo trans­mi­tir va­lo­res que au­xi­li­am os pais a edu­car os seus fi­lhos fa­ce aos de­sa­fi­os da con­tem­po­ra­nei­da­de. “Quem lê um li­vro não é a mes­ma pes­soa. A ten­dên­cia é in­cu­tir uma hi­gi­e­ne men­tal”, sa­li­en­ta Santus Luwawa em en­tre­vis­ta ao F8. “Ex­plo­rem um pou­co o li­vro. Ten­tem apren­der o que a princesa diz, prin­ci­pal­men­te a car­ta que ela dei­xa pa­ra os lei­to­res. Que os pais têm e de­vem sen­tir que to­do fi­lho é um prín­ci­pe e to­da fi­lha é uma princesa. Quem edu­ca um fi­lho ou uma fi­lha co­mo um prín­ci­pe ou princesa, é um rei ou uma rai­nha”, des­ta­cou o au­tor. “A Princesa do Papá” é o pri­mei­ro li­vro de Santus Luwawa. O au­tor re­ve­lou ter em car­tei­ra mais ou­tras 4 obras ain­da não pu­bli­ca­das. A Editora Paulinas, que evan­ge­li­za com cul­tu­ra usan­do os mei­os de co­mu­ni­ca­ção, pu­bli­cou dois mil exem­pla­res do li­vro, que po­dem ser ad­qui­ri­dos na li­vra­ria com o mes­mo no­me.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.