PRI­SÕES CO­MO NA IDA­DE MÉ­DIA

Folha 8 - - QUENTE -

Amai­o­ria das ce­las das nos­sas pri­sões é um au­tên­ti­co aten­ta­do à dig­ni­da­de hu­ma­na. Em cer­tas pri­sões, as ce­las li­mi­tam-se a um úni­co es­pa­ço fe­cha­do com ape­nas uma aber­tu­ra per­to do tec­to, su­fi­ci­en­te­men­te gran­de pa­ra dei­xar pas­sar ví­ve­res e ou­tros bens pa­ra os re­clu­sos, pe­que­na qu­an­to bas­te pa­ra não dei­xar pas­sar ho­mem. Se­gun­do in­for­ma­ções que re­ce­be­mos, exis­tem ain­da em mui­tas es­qua­dras ce­las de di­men­sões re­du­zi­das que, por ve­zes, al­ber­gam tan­ta gen­te que os re­clu­sos têm de dor­mir sen­ta­dos, ou com a ca­be­ça nas ná­de­gas do vi­zi­nho, o qual tem por tra­ves­sei­ro ou­tra bun­da (no Ca­zen­ga, Ma­bor, por es­ses la­dos, ha­via ce­las des­sas), em que a água es­ta­va ar­ma­ze­na­da em gar­ra­fas dis­pos­tas umas ao la­do das ou­tras nu­ma con­fu­são de gar­ga­los com as que ser­vem pa­ra re­co­lher a uri­na dos re­clu­sos, o que por ve­zes da­va ori­gem ao apa­re­ci­men­to de uma es­pé­cie de spray hu­ma­no saí­do da bo­ca de um re­clu­so que, por dis­trac­ção se ti­ves­se en­ga­na­do de gar­ra­fa. Mas, em to­do o ca­so, o pro­ble­ma mai­or, nes­se ti­po de ce­las, são as ne­ces­si­da­des mai­o­res, nor­mal­men­te ali­vi­a­das nu­ma gran­de ba­cia, a qual ser­ve pa­ra to­da a gen­te. E co­mo há sem­pre nas pri­sões um che­fe de ce­la, es­te im­põe a sua au­to­ri­da­de e pe­de aos su­ces­si­vos uten­tes que fe­chem bem a tam­pa da ba­cia “das mai­o­res”, pa­ra con­ser­var o meio am­bi­en­te mais ou me­nos res­pi­rá­vel. Ca­so con­trá­rio há ma­ka gros­sa. Che­ga a noi­te e é tem­po de fes­ta: Bai­le dos Mos­qui­tos. São cen­te­nas, es­fo­me­a­dos e en­tu­si­as­ma­dís­si­mos pe­ran­te tão opí­pa­ro re­pas­to, agi­tan­do-se num pi­ca-que-pi­ca-e-tor­na-a-pi­car, cau­san­do al­gu­ma per­tur­ba­ção em ca­so de ha­ver ocor­rên­cia de ce­nas de se­xo, as quais po­dem mui­to bem ver a luz da noi­te, se­ja em sur­di­na, se­ja des­ca­ra­da­men­te e em gran­de e es­pa­lha­fa­to­so apa­ra­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.