COR­SI­NO TOLENTINO TROU­XE UM ABRAÇO DA ACA­DE­MIA DE LE­TRAS DE CA­BO-VER­DE

Jornal Cultura - - MENSAGENS -

Mag­ní icos mem­bros da Aca­de­mia An­go­la­na de Le­tras e dis­tin­ta mi­nis­tra da Cul­tu­ra, Ca­ro­li­na Cer­quei­ra. Foi-me pe­di­do pe­la Aca­de­mia Ca­bo-ver­di­a­na de Le­tras de vos trans­mi­tir um abraço ca­bo-ver­di­a­no de to­dos aque­les que vos têm no co­ra­ção. Além dis­so, que­ria su­bli­nhar a coin­ci­dên­cia de es­tar­mos a par­ti­ci­par em An­go­la num con­gres­so or­ga­ni­za­do pe­la Uni­ver­si­da­de Ca­tó­li­ca de An­go­la, so­bre a Lín­gua Por­tu­gue­sa e a In­ter­na­ci­o­na­li­za­ção do Ensino. É uma lin­da coin­ci­dên­cia, da­do que ter­mi­na no dia da proclamação da Aca­de­mia An­go­la­na de Le­tras, 15 de Se­tem­bro", su­bli­nha o es­cri­tor e na­ci­o­na­lis­ta ca­bo-ver­di­a­no.

Nas su­cin­ta mas ca­lo­ro­sa in­ter­ven­ção, fez tam­bém sa­ber: "Co­mo sa­be­rão, da­qui­lo que se ou­viu no ma­ni­fes­to so­bre a mis­são da Aca­de­mia An­go­la­na de Le­tras, ela de­sem­pe­nha­rá um pa­pel mui­to im­por­tan­te, não ape­nas en­quan­to or­ga­ni­za­ção da sociedade ci­vil mas tam­bém co­mo par­cei­ra do go­ver­no e das uni­ver­si­da­des e de to­das en­ti­da­des in­te­res­sa­das no de­sen­vol­vi­men­to da cul­tu­ra e do uso da lín­gua por­tu­gue­sa. De­vo di­zer, e mui­to ra­pi­da­men­te, que te­nho mui­to pra­zer e hon­ra de es­tar aqui e en­con­tra-vos. Sai­bam que in lu­en­ci­a­ram mui­to, e con­ti­nu­am a in lu­en­ci­ar a mi­nha ati­tu­de, o meu com­por­ta­men­to e a mi­nha ca­pa­ci­da­de de tra­ba­lhar. Porquê? Por­que so­nham. So­nham os nos­sos paí­ses. So­nham na lín­gua co­mum: a Lín­gua Por­tu­gue­sa, com as par­ti­cu­la­ri­da­des ne­ces­sá­ri­as. E fa­zem da re­a­li­da­de es­te en­con­tro en­tre o so­nho e o dia-a-dia. É por is­so que fa­rei che­gar a men­sa­gem à Aca­de­mia Ca­bo-ver­di­a­na de Le­tras, a ser sa­bi­do pe­la dou­to­ra Ve­ra Du­ar­te, que é a pre­si­den­te, que su­ce­deu uma pes­soa que vos foi mui­to que­ri­da, que é Cor­si­no For­tes.

En­tão di­rec­tor ge­ral da Fun­da­ção Ca­lous­te Gul­ben­ki­an e mem­bro fun­da­dor da Aca­de­mia das Ci­ên­ci­as e Hu­ma­ni­da­des de Ca­bo-Ver­de, Cor­si­no Tolentino ter­mi­nou agra­de­cen­do pe­la opor­tu­ni­da­de de par­ti­lhar e as­sis­tir a es­te ac­to, e de­se­jou igual­men­te mui­ta fe­li­ci­da­de na re­a­li­za­ção dos so­nhos e ob­jec­ti­vos des­ta aca­de­mia que se­gu­ra­men­te de­fen­de­rá os mais pro­fun­dos in­te­res­ses das lín­guas e cul­tu­ras an­go­la­nas e afri­ca­nas, em ge­ral.

Cor­si­no Tolentino

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.