ANÁ­LI­SE DA EX­PRES­SÃO “SÔ SANTO” PO­E­MA DE VIRIATO DA CRUZ NEOLOGISMO FONO-MORFOLÓGICO

Jornal Cultura - - LETRAS -

GONÇALVES HANDYMAN MALHA

Eis um po­e­ma que ocu­pou um lu­gar de des­ta­que no ín­di­ce dos de­fen­so­res do ver­ná­cu­lo. Com uma lin­gua­gem com ri­ca se­lec­ção de pa­la­vras ex­traí­das na lín­gua kim­bun­du. On­de o kim­bun­du e o por­tu­guês se ca­sam sem com­ple­xos, mar­ca­dos com vá­ri­os fe­nó­me­nos lin­guís­ti­cos. Ex.: Cha­ru­to para Cha­lu­to. Tro­ca do /r/ pe­lo /l/, por lamb­da­cis­mo, de­for­man­do-se a pro­nún­cia do vo­cá­bu­lo. le­xi­cal nu­ma de­ter­mi­na­da lín­gua, ou a no­va in­ter­pre­ta­ção de uma pa­la­vra já exis­ten­te na lín­gua é de ini­da co­mo neologismo. Os mes­mos au­to­res ex­pla­nam que por neologismo en­ten­de-se tam­bém co­mo a uni­da­de le­xi­cal que, oriun­da du­ma lín­gua es­tran­gei­ra, é adop­ta­da por ou­tra lín­gua.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.