A LU­TA CON­TI­NUA

Jornal Cultura - - LETRAS -

Uma his­tó­ria la­cri­me­jan­do Na en­fer­ma ma­dru­ga­da do meu par­to an­te­ci­pa­do por sua cau­sa se­nhor is­cal Seu amor pe­las hu­ma­nas ize­ram meu pon­to inal Cor­ro no mo­vi­men­to da fo­me do dia-a-dia da pá­tria an­go­la­na Não des­can­so mo­mo a lou­ca na fa­ve­la do ar­re­ou do tem­po Ndi­li­la vo­katy ye­la­vo­co yu­ti­ma yan­gue Ofe­la iye­lis­sa uti­ma yen­da ka ia va­li Om­be­la yo­lom­be­lo vi­e­ne ka im­pin­tin­la ate eta­li Ndi­lu­po­ca­mõ vom­be­la yo nd­ja­la Ela­vo­ko emus­su­ca tchi­tec teck Mo kat­chis­sun­go yo ar­rei­ou yo tem­bo A lu­ta con­ti­nua… En­gra­vi­do-me no or­gas­mo des­ta fo­me que a mim deu a ter­ra mas não o no­me que tem o pão e me ofe­re­ce a fo­me É ape­nas o pão se­nhor is­cal Que por ele sin­to o ven­to da mor­te dos ilhos que mes­mo mor­ren­do não te­rão se­pul­cro is­cal O tem­po le­vou de mim a ver­da­dei­ra vai­da­de quan­do a pá­tria mer­gu­lha­da no fo­go ti­nha se­de de paz Des­cul­pe, mas a lu­ta con­ti­nua

(Sat­chi­mu­co, Po­e­ta So­fre­dor, Huí­la)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.