Po­e­ma de Ál­va­ro San­tos

Jornal Cultura - - Letras -

Até qu­an­do?

Até qu­an­do ó vós tre­vas con­ti­nu­a­reis a im­pe­rar so­bre a se­pul­tu­ra do sol? Até qu­an­do ó noi­te con­ti­nu­a­rás a apri­si­o­nar a au­ro­ra nos la­bi­rin­tos das tu­as am­bi­ções? Até qu­an­do ó ven­tos con­ti­nu­a­reis a tro­pe­çar so­bre os vos­sos pró­pri­os pas­sos? Até qu­an­do ó es­tre­las con­ti­nu­a­reis a ne­gar-me o néc­tar dos vos­sos sei­os? Até qu­an­do ó des­ti­no con­ti­nu­a­rás ador­me­ci­do na­que­le lei­to de bam­bú? Não sou po­e­ta nun­ca pro­nun­ci­ei pa­la­vra al­gu­ma nun­ca fui na­da nun­ca so­nhei nun­ca vi­vi nun­ca ti­ve ilu­sões al­gu­mas Po­deis di­zer tu­do o que qui­ser­des de mim po­deis fa­zer tu­do o que qui­ser­des de mim po­deis lan­çar- me aos bra­ços do va­zio ao aper­to do na­da po­deis ofe­re­cer-me es­pi­nhos cra­vos Nun­ca hei de pro­nun­ci­ar pa­la­vra al­gu­ma Po­deis des­pir-me a al­ma ar­ran­car-me a pe­le da po­e­sia po­deis tran­car- me as por­tas dos vos­sos co­ra­ções po­deis vi­ver abra­ça­dos ao uni­ver­so de pa­pel que cri­as­tes só pa­ra vós po­deis in­ven­tar tu­do de mim Nun­ca hei de pro­nun­ci­ar pa­la­vra al­gu­ma Di­zei ao mun­do que sois os úni­cos se­res do mun­do que já­não exis­te mais na­da nem nin­guém Di­zei tu­do de mim e de to­dos Nun­ca hei de pro­nun­ci­ar pa­la­vra al­gu­ma Não sou po­e­ta nun­ca pro­nun­ci­ei pa­la­vra al­gu­ma nun­ca fui na­da nun­ca so­nhei nun­ca vi­vi Quem foi que pro­nun­ci­ou o meu no­me? Quem viu-me pas­sar e cla­mou por mim Quem pro­fe­ti­zou so­bre os meus anos? Dis­se­ram- me que eu era fi­lho das es­tre­las que vi­nha de um pla­ne­ta que não exis­te que o meu san­gue era ver­de que os meus so­nhos de­sa­bro­cha­vam dos sei­os das pal­mei­ras e que os meus anos des­pon­ta­vam dos as­tros Já­não me im­por­ta até qu­an­do o des­ti­no con­ti­nu­a­rá ador­me­ci­do na­que­le lei­to de bam­bú A mim im­por­ta so­men­te que al­guém um dia pro­nun­ci­ou o meu no­me e me dis­se que eu era fi­lho das es­tre­las!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.