Te­nor Ema­nu­el Men­des ac­tua na Ale­ma­nha

CI­DA­DE DE OLDENBURGO Lí­ri­co an­go­la­no par­ti­ci­pa em Se­tem­bro na es­treia da Gran­de Ópe­ra “Mac­beth”

Jornal de Angola - - CULTURA -

O te­nor Ema­nu­el Men­des, um dos men­to­res da Com­pa­nhia Na­ci­o­nal de Ópe­ra de An­go­la, par­ti­ci­pa a 17 de Se­tem­bro, na ci­da­de de Oldenburgo, Ale­ma­nha, no es­pec­tá­cu­lo de es­treia da Gran­de Ópe­ra “Mac­beth”, do com­po­si­tor ita­li­a­no Giu­sep­pe Ver­di.

O ar­tis­ta, um dos fo­men­ta­do­res do can­to lí­ri­co em An­go­la, in­for­mou on­tem à An­gop, que a Gran­de Ópe­ra vai es­tar em car­taz até aos pri­mei­ros di­as do mês de Ou­tu­bro.

O mú­si­co dis­se ser a sua se­gun­da apa­ri­ção em even­tos de gran­de di­men­são, na­que­la ci­da­de eu­ro­peia, de­pois de ter par­ti­ci­pa­do, a 19 des­te mês, co­mo con­vi­da­do es­pe­ci­al, na Ga­la de Aber­tu­ra da Tem­po­ra­da Ope­rís­ti­ca de Ve­rão.

O te­nor acres­cen­tou que, nes­ta par­ti­ci­pa­ção na Gran­de Ópe­ra “Mac­beth”, faz pa­pel de pro­ta­go­nis­ta. “A ópe­ra é um te­a­tro can­ta­do e o meu per­so­na­gem é o Mac­duff, um No­bre Es­co­cês que aju­dou a res­ga­tar o tro­no usur­pa­do pe­lo im­pos­tor Mac­beth”, ex­pli­cou.

Ema­nu­el Men­des dis­se es­tar em con­ver­sa­ções com a ins­ti­tui­ção ale­mã pa­ra, bre­ve­men­te, fa­zer uma apre­sen­ta­ção de Ópe­ra no país, em par­ce­ria com a Com­pa­nhia Na­ci­o­nal de Ópe­ra de An­go­la.

O te­nor an­go­la­no in­for­mou que pa­ra a es­treia da Gran­de Ópe­ra de “Mac­beth”, con­vi­dou os em­bai­xa­do­res de An­go­la na Ale­ma­nha e o da Áus­tria.

Em re­la­ção a sua par­ti­ci­pa­ção na ga­la de aber­tu­ra da tem­po­ra­da ope­rís­ti­ca de Ve­rão na Ópe­ra de Oldenburgo, a 19 de Agos­to, dis­se que ser­viu pa­ra ho­me­na­ge­ar o Che­fe do Es­ta­do an­go­la­no, Jo­sé Edu­ar­do dos San­tos, pe­los seus 74 anos de ida­de, as­si­na­la­dos do­min­go.

Além de can­tar vá­ri­os te­mas a so­lo, in­for­mou, fez du­e­to com o te­nor aus­tría­co Phi­lip Kap­pel­ler e o Co­ro da Ópe­ra de Ol­den­burg, in­cluin­do os so­lis­tas mais des­ta­ca­dos des­ta ca­sa de Ópe­ra.

“Foi mui­to boa a par­ti­ci­pa­ção. Não que­ri­am pa­rar de aplau­dir. Foi emo­ci­o­nan­te. Can­tei o te­ma De­ba, acom­pa­nha­do pe­la pi­a­nis­ta ja­po­ne­sa Aki­ko No­zue”, es­cla­re­ceu o te­nor an­go­la­no.

Ema­nu­el Men­des ex­pli­cou que os con­vi­tes pa­ra es­sas du­as par­ti­ci­pa­ções sur­gi­ram em 2015, por al­tu­ra da sua par­ti­ci­pa­ção no Con­cur­so In­ter­na­ci­o­nal de Can­to Lí­ri­co, em Ames­ter­dão, Ho­lan­da.

“Pa­ra ser ad­mi­ti­do nes­te con­cur­so fiz uma au­di­ção pre­li­mi­nar em Det­mold (Ale­ma­nha). O cor­po de jú­ri, quan­do ou­viu, co­mu­ni­cou a al­gu­mas ca­sas de ópe­ra aqui na Ale­ma­nha, pa­ra que me ou­vis­sem a can­tar”, ex­pli­cou.

O ar­tis­ta ex­pli­cou que as ca­sas de ópe­ra não per­de­ram tem­po e o con­tac­ta­ram, pa­ra uma au­di­ção.

“Eles fi­ca­ram ma­ra­vi­lha­dos com o ta­len­to e qua­li­da­de ar­tís­ti­ca apre­sen­ta­da. Sem he­si­tar, con­vi­da­ram­me pa­ra can­tar na aber­tu­ra da tem­po­ra­da Ope­rís­ti­ca de ve­rão, aqui em Ol­dem­burg, e pa­ra fa­zer a Es­treia da Ópe­ra Mac­beth”.

Ema­nu­el Men­des, 32 anos de ida­de, é di­rec­tor-ge­ral e fun­da­dor da Com­pa­nhia Na­ci­o­nal de Ópe­ra de An­go­la e di­rec­tor ge­ral ad­jun­to pa­ra área ci­en­tí­fi­ca no Ins­ti­tu­to Su­pe­ri­or de Ar­tes de An­go­la - Isar­tes, per­ten­cen­te ao Mi­nis­té­rio do En­si­no Su­pe­ri­or.

De­ten­tor de uma car­rei­ra in­ter­na­ci­o­nal ca­da vez mais só­li­da, con­quis­tou vá­ri­os pré­mi­os no país e no es­tran­gei­ro. Par­ti­ci­pou em vá­ri­os con­cur­sos de mú­si­ca po­pu­lar em An­go­la e al­can­çou pré­mi­os em qua­se to­dos eles. Foi 2º clas­si­fi­ca­do no Pré­mio Ci­da­de de Lu­an­da da Can­ção 2004 e ter­cei­ro no Va­ri­an­te 2004, além de ter ac­tu­a­do no Es­tre­las ao Pal­co 2004 (imi­tan­do Os Ir­mãos Ka­fa­la - com Isaú Bap­tis­ta). Es­te­ve ain­da no Fes­ti­val da Can­ção de Lu­an­da - LAC-2006. No ex­te­ri­or, es­te­ve no Fes­ti­val Mu­si­ca­lia 2008, em Cu­ba (pri­mei­ro clas­si­fi­ca­do), e no Con­cur­so In­ter­na­ci­o­nal de Can­to Lí­ri­co Ci­da­de de Tru­jil­loPe­ru 2010 (me­lhor te­nor e se­gun­do clas­si­fi­ca­do). Ac­tu­ou tam­bém no 49.º Con­cur­so In­ter­na­ci­o­nal de Can­to Lí­ri­co “Fran­cis­co Viñas”Bar­ce­lo­na-2012 (se­gun­do me­lhor te­nor) e Bel­ve­de­re Sin­ging Com­pe­ti­ti­on 2015-Ames­ter­dão (fi­na­lis­ta). É um dos gran­des in­cen­ti­va­do­res da prá­ti­ca do Can­to Lí­ri­co em An­go­la, dan­do for­ma­ção aos in­te­res­sa­dos. É tam­bém mem­bro do Gru­po “Os Ly­rikhus”, com­pos­to tam­bém por Go­mes Do­min­gos e Bru­no Ne­to, além dos gui­tar­ris­tas Ân­ge­lo Bal­ta­zar e Isau Bap­tis­ta.

Ema­nu­el Men­des é fun­da­dor do Gru­po “Ban­tu Voi­ces”, com Amo­ro­so Lu­fu­ma, Pau­lo Vun­ge, Ralf­fe Ra­fa­el, Bru­no Ne­to, Guer­ra Ma­ti­as e Isau For­tu­na­to.

DR

Can­tor lí­ri­co par­ti­ci­pa na Ópe­ra no pa­pel de Mac­duff um no­bre es­co­cês que aju­dou a res­ga­tar o tro­no usur­pa­do pe­lo im­pos­tor Mac­beth

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.