Sa­gra­da Es­pe­ran­ça em mãos ex­pe­ri­en­tes

Jornal de Angola - - PARTADA - MANUELA GOMES |

O vi­ce-pre­si­den­te do MPLA, João Lou­ren­ço, con­si­de­rou on­tem que a Fundação Sa­gra­da Es­pe­ran­ça, que tem a res­pon­sa­bi­li­da­de de pre­ser­var e cui­dar do acer­vo his­tó­ri­co e pa­tri­mo­ni­al do par­ti­do, es­tá em bo­as mãos, ten­do Ro­ber­to de Al­mei­da na sua li­de­ran­ça. “Es­pe­ra­mos que apro­vei­te o me­lhor pos­sí­vel os qua­dros des­ta or­ga­ni­za­ção”, fri­sou João Lou­ren­ço du­ran­te a ce­ri­mó­nia de to­ma­da de pos­se.

O vi­ce-pre­si­den­te do MPLA, João Lou­ren­ço, con­si­de­rou on­tem que a Fundação Sa­gra­da Es­pe­ran­ça, que tem a res­pon­sa­bi­li­da­de de pre­ser­var e cui­dar do acer­vo his­tó­ri­co e pa­tri­mo­ni­al do par­ti­do, fi­ca­rá em bo­as mãos, ten­do Ro­ber­to de Al­mei­da na sua li­de­ran­ça.

Ao in­ter­vir na ce­ri­mó­nia da to­ma­da de pos­se do no­vo pre­si­den­te do Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção da Fundação Sa­gra­da Es­pe­ran­ça, o vi­ce-pre­si­den­te do MPLA re­fe­riu que Ro­ber­to de Al­mei­da te­rá a res­pon­sa­bi­li­da­de de con­du­zir a or­ga­ni­za­ção, ma­ni­fes­tan­do a cer­te­za de que “fi­ca­rá em bo­as mãos”. “Es­pe­ra­mos que apro­vei­te o me­lhor pos­sí­vel os qua­dros des­ta or­ga­ni­za­ção”, fri­sou.

João Lou­ren­ço de­se­jou êxi­tos a Ro­ber­to de Al­mei­da no cum­pri­men­to da sua no­va mis­são e res­pon­sa­bi­li­da­de co­mo pre­si­den­te do Con­se­lho de Ad­mi­nis­tra­ção da Fundação Sa­gra­da Es­pe­ran­ça.

Ro­ber­to de Al­mei­da ren­deu ho­me­na­gem ao pri­mei­ro pre­si­den­te da Fundação Sa­gra­da Es­pe­ran­ça, Afon­so Van-Dú­nem “Mbin­da”, co­mo um des­bra­va­dor dos tri­lhos por on­de ca­mi­nhou aque­la or­ga­ni­za­ção des­de a sua cri­a­ção. Su­bli­nhou que, des­de a cri­a­ção da fundação, em 1998, pas­sos gi­gan­tes­cos fo­ram da­dos, jus­ti­fi­can­do o seu ca­riz vin­ca­da­men­te hu­ma­nis­ta com ac­ções de re­le­vo nas áre­as edu­ca­ti­va, cul­tu­ral e de in­ves­ti­ga­ção. Ao re­cém-em­pos­sa­do, dis­se, ca­be a res­pon­sa­bi­li­da­de de pros­se­guir uma am­pla mis­são pa­ra va­lo­ri­za­ção dos re­cur­sos humanos, pre­ser­var a iden­ti­da­de cul­tu­ral, res­ga­tar e pro­mo­ver os va­lo­res na­ci­o­nais fun­da­men­tais.

Ro­ber­to de Al­mei­da au­gu­rou que a fundação vai pres­tar uma va­li­o­sa con­tri­bui­ção pa­ra o pro­ces­so de for­ma­ção e de­sen­vol­vi­men­to so­ci­al e eco­nó­mi­co, equi­li­bra­do e sus­ten­tá­vel do país.

O PCA ces­san­te, Ma­nu­el Nu­nes Jú­ni­or, dis­se ter a cer­te­za de que sob a di­rec­ção de Ro­ber­to de Al­mei­da aque­la or­ga­ni­za­ção se­rá mais for­te e con­ti­nu­a­rá a sua tra­jec­tó­ria na pro­cu­ra da ex­ce­lên­cia pa­ra me­lhor ser­vir os gran­des an­sei­os do po­vo an­go­la­no.

A Fundação Sa­gra­da Es­pe­ran­ça vai den­tro em bre­ve con­tar com no­vas ins­ta­la­ções, uma se­de cons­truí­da de raiz na Mar­gi­nal de Lu­an­da. O edi­fí­cio, de­no­mi­na­do “Ki­lam­ba”, os­ten­ta o no­me de gu­er­ra do pri­mei­ro Pre­si­den­te de An­go­la, An­tó­nio Agos­ti­nho Ne­to.

Ro­ber­to An­tó­nio Vic­tor Francisco de Al­mei­da nas­ceu aos 5 de Fe­ve­rei­ro de 1941, em Ka­xi­ca­ne, mu­ni­cí­pio de Ico­lo e Ben­go.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.