Os brin­que­dos e o seu sig­ni­fi­ca­do

Jornal de Angola - - LAZER -

Um brin­que­do é um ob­jec­to ou uma ac­ti­vi­da­de lú­di­ca, vol­ta­do úni­ca e es­pe­ci­al­men­te pa­ra o la­zer, e ge­ral­men­te as­so­ci­a­do a cri­an­ças, tam­bém usa­do, por ve­zes, pa­ra des­cre­ver ob­jec­tos com a mes­ma fi­na­li­da­de, vol­ta­da pa­ra adul­tos. Na pe­da­go­gia, um brin­que­do é qual­quer ob­jec­to que a cri­an­ça pos­sa usar no ac­to de brin­car.

Al­guns brin­que­dos per­mi­tem às cri­an­ças di­ver­tir-se en­quan­to, ao mes­mo tem­po, as en­si­nam so­bre um da­do as­sun­to. Brin­que­dos, mui­tas ve­zes, aju­dam no de­sen­vol­vi­men­to da vi­da so­ci­al da cri­an­ça, es­pe­ci­al­men­te aque­les usa­dos em jo­gos co­o­pe­ra­ti­vos.

Os brin­que­dos são de vi­tal im­por­tân­cia pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to e a edu­ca­ção da cri­an­ça, por pro­pi­ci­a­rem o de­sen­vol­vi­men­to sim­bó­li­co, es­ti­mu­la­rem a sua ima­gi­na­ção, a sua ca­pa­ci­da­de de ra­ci­o­cí­nio e a sua au­to-es­ti­ma. Po­dem ser uti­li­za­dos em tra­ta­men­to psi­co­te­ra­pêu­ti­co na lu­do­te­ra­pia, com cri­an­ças com pro­ble­mas emo­ci­o­nais cau­sa­dos por fac­to­res va­ri­a­dos, que apre­sen­tam dis­túr­bi­os de com­por­ta­men­to ou bai­xo ren­di­men­to es­co­lar.

Ca­miõe­zi­nhos, car­ri­nhos em mi­ni­a­tu­ra, bo­ne­cas, bo­las, ur­sos de pe­lú­cia e ou­tros são exem­plos de brin­que­dos. O ac­to de brin­car em si, ge­ral­men­te, não exi­ge um brin­que­do que se­ja um ob­jec­to tan­gí­vel, po­de acon­te­cer com jo­gos sim­bó­li­cos (faz-de-con­ta).

Des­de os tem­pos an­ti­gos que os brin­que­dos ti­ve­ram um im­por­tan­te pa­pel na vi­da das cri­an­ças. Por mi­lha­res de anos, cri­an­ças brin­ca­ram com brin­que­dos dos mais va­ri­a­dos ti­pos. Bo­li­nhas de gu­de fo­ram usa­das por cri­an­ças no con­ti­nen­te afri­ca­no há mi­lha­res de anos.

Na Gré­cia An­ti­ga e no Im­pé­rio Ro­ma­no, brin­que­dos co­muns eram bar­qui­nhos e es­pa­das de ma­dei­ra, en­tre os me­ni­nos, e bo­ne­cas en­tre as me­ni­nas, du­ran­te a Ida­de Mé­dia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.