Ava­li­a­ção po­si­ti­va do re­gis­to elei­to­ral

Ad­mi­nis­tra­ções mu­ni­ci­pais vão in­ten­si­fi­car a divulgação dos pos­tos pa­ra ori­en­tar os ci­da­dãos

Jornal de Angola - - PARTADA -

O pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção do re­gis­to elei­to­ral, ini­ci­a­do no dia 25 de Agos­to, con­ti­nua em to­do o país, a rit­mo con­si­de­ra­do po­si­ti­vo pe­los re­pre­sen­tan­tes do Par­ti­do de Re­no­va­ção So­ci­al (PRS) e co­li­ga­ção elei­to­ral CA­SA-CE no Cu­ne­ne. Em de­cla­ra­ções à An­gop, os re­pre­sen­tan­tes do PRS e da CA­SA-CE afir­ma­ram que o pro­ces­so es­tá a de­cor­rer num rit­mo sa­tis­fa­tó­rio em fun­ção do que se cons­ta­ta di­a­ri­a­men­te nos pos­tos de re­gis­to elei­to­ral.

O pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção do re­gis­to elei­to­ral, ini­ci­a­do no dia 25 de Agos­to, con­ti­nua em to­do o país, a rit­mo con­si­de­ra­do po­si­ti­vo pe­los re­pre­sen­tan­tes do Par­ti­do de Re­no­va­ção So­ci­al (PRS) e co­li­ga­ção elei­to­ral CA­SA-CE no Cu­ne­ne.

Em de­cla­ra­ções à An­gop, os re­pre­sen­tan­tes do PRS e da CASACE afir­ma­ram que o pro­ces­so es­tá a de­cor­rer num rit­mo sa­tis­fa­tó­rio em fun­ção do que se cons­ta­ta di­a­ri­a­men­te nos pos­tos cri­a­dos pa­ra o efei­to. Pa­ra o se­cre­tá­rio pro­vin­ci­al do PRS no Cu­ne­ne, Mi­guel Vi­to­ri­no, o pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção do re­gis­to elei­to­ral, que já vai na se­gun­da se­ma­na, tem o en­vol­vi­men­to po­si­ti­vo dos bri­ga­dis­tas, cu­jo trabalho, no seu en­ten­der, cor­res­pon­de às ex­pec­ta­ti­vas.

“Te­mos os nos­sos fis­cais no ter­re­no que di­a­ri­a­men­te nos in­for­mam so­bre o an­da­men­to do pro­ces­so. Não exis­tem di­fi­cul­da­des e tam­bém a ade­rên­cia da po­pu­la­ção aos pos­tos tem si­do sa­tis­fa­tó­ria”, afir­mou. O se­cre­tá­rio pro­vin­ci­al da CA­SA-CE, Flá­vio Ota­vi­a­no, re­fe­riu que o ba­lan­ço pro­vi­só­rio até ao mo­men­to é po­si­ti­vo, pe­lo fac­to de to­dos os ci­da­dãos com ca­pa­ci­da­de elei­to­ral mos­tra­rem pre­o­cu­pa­ção com a ac­tu­a­li­za­ção dos seus da­dos pa­ra vo­ta­rem nas pró­xi­mas elei­ções. Flá­vio Ota­vi­a­no su­bli­nhou que os mi­li­tan­tes e a po­pu­la­ção em ge­ral es­tão mo­bi­li­za­dos pa­ra par­ti­ci­pa­rem ac­ti­va­men­te no plei­to elei­to­ral que se avi­zi­nha.

Sen­si­bi­li­za­ção

No Hu­am­bo, a reu­nião me­to­do­ló­gi­ca so­bre a or­ga­ni­za­ção par­ti­dá­ria do MPLA re­co­men­dou aos res­pon­sá­veis das es­tru­tu­ras de ba­se re­do­bra­rem os es­for­ços na sen­si­bi­li­za­ção da po­pu­la­ção so­bre o re­gis­to elei­to­ral. De acor­do com o co­mu­ni­ca­do da reu­nião, re­a­li­za­da on­tem na ci­da­de do Hu­am­bo, os par­ti­ci­pan­tes con­si­de­ra­ram im­pe­ri­o­so que as es­tru­tu­ras do MPLA a to­dos os ní­veis re­for­cem o trabalho de sen­si­bi­li­za­ção e mo­bi­li­za­ção dos ci­da­dãos elei­to­res pa­ra que aflu­am mas­si­va­men­te aos pos­tos.

“É pre­ci­so que o par­ti­do, den­tro das su­as res­pon­sa­bi­li­da­des, ele­ve a cons­ci­en­ci­a­li­za­ção dos ci­da­dãos so­bre a ne­ces­si­da­de do cum­pri­men­to dos de­ve­res cí­vi­cos, pa­ra que em 2017 es­te­jam le­gi­ti­ma­dos pa­ra a escolha dos fu­tu­ros di­ri­gen­tes do país”, adi­an­ta o co­mu­ni­ca­do.

O even­to, ori­en­ta­do pe­lo 2º se­cre­tá­rio do MPLA no Hu­am­bo, Ar­man­do Ca­pun­da, ser­viu pa­ra tra­çar os me­ca­nis­mos pa­ra a im­ple­men­ta­ção das li­nhas mes­tras cons­tan­tes na Mo­ção de Es­tra­té­gia do Lí­der do par­ti­do, Jo­sé Eduardo dos San­tos, apro­va­da no VII Con­gres­so Or­di­ná­rio pa­ra o man­da­to 2017/2021. Du­ran­te a reu­nião, os par­ti­ci­pan­tes fo­ram ca­pa­ci­ta­dos so­bre o pla­no es­tra­té­gi­co de re­cru­ta­men­to de no­vos mi­li­tan­tes no pe­río­do 2016/2019, a me­to­do­lo­gia de tra­ta­men­to que de­ve ser da­do ao li­vro de re­gis­to e de con­tro­lo de mi­li­tan­tes, além de ma­té­ri­as li­ga­das ao pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção do re­gis­to elei­to­ral pre­sen­ci­al.

Pro­ces­so atin­ge Ca­ta­ta

O pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção do re­gis­to elei­to­ral atin­giu on­tem a co­mu­na da Ca­ta­ta, mu­ni­cí­pio da Caá­la (Hu­am­bo), ti­da co­mo zo­na de di­fí­cil aces­so, de­vi­do ao mau es­ta­do da es­tra­da. Lo­ca­li­za­da a 83 qui­ló­me­tros da ci­da­de da Caá­la, a co­mu­na da Ca­ta­ta re­ce­beu uma equi­pa de ope­ra­do­res, in­for­mou a che­fe de re­par­ti­ção dos Re­gis­tos da ad­mi­nis­tra­ção mu­ni­ci­pal, Lu­ci­a­na Es­pe­ran­ça. Os ope­ra­do­res vão in­ten­si­fi­car o pro­ces­so nes­te mês pa­ra ca­das­trar to­dos os elei­to­res da co­mu­na da Ca­ta­ta, de­vi­do à épo­ca de chu­vas que se avi­zi­nha.

Ape­lo às mu­lhe­res

No Uí­ge, a se­cre­tá­ria mu­ni­ci­pal da OMA, Fá­ti­ma An­tó­nio Len­go, ape­lou às mu­lhe­res a afluí­rem aos pos­tos de re­gis­to elei­to­ral, com vis­ta a ha­bi­li­ta­rem-se pa­ra as elei­ções de 2017. Ao in­ter­vir na ce­ri­mó­nia de aber­tu­ra da ter­cei­ra reu­nião do Co­mi­té Mu­ni­ci­pal da­que­la or­ga­ni­za­ção fe­mi­ni­na no mu­ni­cí­pio se­de da pro­vín­cia, a res­pon­sá­vel in­for­mou que es­tá em cur­so o pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção dos da­dos, de­ven­do as mu­lhe­res que têm os seus car­tões apre­sen­tar-se nos pos­tos de re­gis­to elei­to­ral.

Na Huí­la, o di­rec­tor pro­vin­ci­al dos Re­gis­tos, An­tó­nio Ve­nân­cio, ori­en­tou as sec­ções mu­ni­ci­pais a di­vul­ga­rem e pu­bli­ca­rem mais os lo­cais on­de os ci­da­dãos de­vem di­ri­gir-se pa­ra ac­tu­a­li­zar os seus da­dos.

Ao fa­lar à An­gop, a pro­pó­si­to do pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção do re­gis­to elei­to­ral, An­tó­nio Ve­nân­cio dis­se que a di­rec­ção pro­vin­ci­al dos Re­gis­tos vai reu­nir com as ad­mi­nis­tra­ções mu­ni­ci­pais a fim de tra­ba­lha­rem mais nes­te sen­ti­do, já que exis­tem mui­tas re­cla­ma­ções dos ci­da­dãos. “Va­mos acon­se­lhar as ad­mi­nis­tra­ções mu­ni­ci­pais, con­cre­ta­men­te as re­par­ti­ções, pa­ra pu­bli­ci­ta­rem os lo­cais on­de es­tão a fun­ci­o­nar os pos­tos”, re­al­çou. An­tó­nio Ve­nân­cio pe­diu às au­to­ri­da­des tra­di­ci­o­nais e res­pon­sá­veis de igre­jas pa­ra acon­se­lha­rem os ci­da­dãos a ac­tu­a­li­za­rem o re­gis­to elei­to­ral, por se tra­tar de um de­ver cí­vi­co e de ci­da­da­nia.

Se­gu­ran­ça das fron­tei­ras

A Po­lí­cia de Guar­da Fron­tei­ra na pro­vín­cia da Lun­da Nor­te es­tá em pron­ti­dão pa­ra as­se­gu­rar a se­gu­ran­ça e pre­ve­nir a en­tra­da ile­gal de es­tran­gei­ros du­ran­te o pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção e re­gis­to elei­to­ral, ga­ran­tiu o che­fe do De­par­ta­men­to Na­ci­o­nal do Ga­bi­ne­te de Es­tu­dos, In­for­ma­ção e Aná­li­se (GEIA), su­pe­rin­ten­den­te–che­fe Jo­sé Min­ga.

O ofi­ci­al fa­lou no âm­bi­to da vi­si­ta de con­tro­lo aos pos­tos fron­tei­ri­ços da re­gião, de uma de­le­ga­ção che­fi­a­da pe­lo co­man­dan­te na­ci­o­nal da ins­ti­tui­ção, co­mis­sá­rio-che­fe An­tó­nio Pe­dro Kan­de­la. Jo­sé Min­ga in­for­mou que a ins­ti­tui­ção en­con­tra-se num pro­ces­so de mo­der­ni­za­ção, pa­ra cor­res­pon­der ca­bal­men­te ao seu pa­pel ope­ra­ti­vo jun­to das fron­tei­ras com a Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go (RDC).

VIGAS DA PURIFICAÇÃO

Au­to­ri­da­des es­tão a des­do­brar as bri­ga­das pa­ra as lo­ca­li­da­des com mai­or con­cen­tra­ção de pes­so­as pa­ra ace­le­rar o pro­ces­so

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.