Po­si­ção do PADDA é nor­mal e po­si­ti­va

Jornal de Angola - - POLÍTICA - BERNARDINO MANJE |

Abel Chivukuvuku, re­e­lei­to ter­ça­fei­ra pre­si­den­te da CA­SA-CE, con­si­de­rou on­tem nor­mal e até po­si­ti­vo o po­si­ci­o­na­men­to do PADDA-AP, que é con­tra a trans­for­ma­ção da­que­la co­li­ga­ção em par­ti­do po­lí­ti­co.

Em de­cla­ra­ções à im­pren­sa no fi­nal da pri­mei­ra reu­nião do Con­se­lho De­li­be­ra­ti­vo Na­ci­o­nal da CASACE após o II Con­gres­so Or­di­ná­rio re­a­li­za­do ter­ça e quar­ta-fei­ra, Chivukuvuku mi­ni­mi­zou a po­si­ção da­que­le par­ti­do co­li­ga­do, afir­man­do que a mes­ma é ra­zoá­vel e po­si­ti­va.

“O PADDA-AP tem dú­vi­das se po­de­re­mos con­se­guir fa­zer a trans­for­ma­ção co­mo a qu­e­re­mos. O úni­co re­ceio do PADDA é se va­mos per­der a si­gla, a ti­tu­la­ri­da­de do pa­tri­mó­nio e do gru­po par­la­men­tar”, dis­se o lí­der da CA­SA-CE, es­cla­re­cen­do que, com a trans­for­ma­ção, o que se pre­ten­de é a fu­são con­sa­gra­da na Lei dos Par­ti­dos Po­lí­ti­cos.

“Qu­e­re­mos uma trans­for­ma­ção que ga­ran­ta a ma­nu­ten­ção da si­gla CA­SA (se­ria in­gé­nuo adop­tar­mos ou­tra si­gla), a ti­tu­la­ri­da­de do pa­tri­mó­nio e do gru­po par­la­men­tar”, acla­rou Abel Chivukuvuku, lem­bran­do que a de­ci­são rei­te­ra­da dos con­gres­sos até ago­ra re­a­li­za­dos pe­la CA­SA-CE é de que se is­so não for ga­ran­ti­do, a trans­for­ma­ção pa­ra par­ti­do não se efec­ti­va ago­ra.

Por es­ta ra­zão, o po­lí­ti­co con­si­de­rou a po­si­ção do PADDA-AP, li­de­ra­do por Alexandre Se­bas­tião An­dré, ra­zoá­vel e po­si­ti­va, de aler­ta e de (ne­ces­si­da­de de um) debate in­ter­no. Chivukuvuku dei­xou cla­ro que a CA­SA-CE é uma or­ga­ni­za­ção plu­ral e de­mo­crá­ti­ca e que es­se debate in­ter­no é ne­ces­sá­rio e po­si­ti­vo. O lí­der da CA­SA-CE dis­se exis­ti­rem, no en­tan­to, ju­ris­tas que acre­di­tam que o re­ceio do PADDAAP é in­fun­da­do. Chivukuvuku in­for­mou tam­bém que já te­ve uma reu­nião com re­pre­sen­tan­tes do Tri­bu­nal Cons­ti­tu­ci­o­nal, no fi­nal da qual fi­cou mais tran­qui­lo e se­re­no, pois acre­di­ta que to­do o pro­ces­so de trans­for­ma­ção da CA­SA-CE em par­ti­do po­lí­ti­co vai cor­rer bem.

De­pois da de­ci­são po­lí­ti­ca, ma­ni­fes­ta­da no Con­gres­so, Abel Chivukuvuku diz res­ta­rem ago­ra pro­ce­di­men­tos ad­mi­nis­tra­ti­vos e le­gais pa­ra a trans­for­ma­ção da CA­SA-CE em par­ti­do.

Elo­gi­os à im­pren­sa

O pre­si­den­te da CA­SA-CE te­ceu elo­gi­os aos ór­gãos de co­mu­ni­ca­ção so­ci­al que fi­ze­ram a co­ber­tu­ra do II Con­gres­so e da pri­mei­ra reu­nião do Con­se­lho De­li­be­ra­ti­vo Na­ci­o­nal (CDN) da­que­la for­ma­ção po­lí­ti­ca, pe­lo tra­ba­lho efec­tu­a­do. “Não há de­mo­cra­cia sem livre cir­cu­la­ção de idei­as e de ide­ais. Is­so faz-se atra­vés da co­mu­ni­ca­ção so­ci­al pú­bli­ca apar­ti­dá­ria, isen­ta e equi­li­bra­da. De­se­ja­mos que no país te­nha­mos evo­lu­ção pa­ra este de­si­de­ra­to. En­tre­tan­to, de­ve­mos aqui agra­de­cer o pa­pel de to­dos os ór­gãos de co­mu­ni­ca­ção so­ci­al pú­bli­cos e pri­va­dos que fi­ze­ram a co­ber­tu­ra dos nos­sos tra­ba­lhos”, dis­se.

Abel Chivukuvuku agra­de­ceu tam­bém o pa­pel de­sem­pe­nha­do pe­los ór­gãos do Mi­nis­té­rio do In­te­ri­or que ga­ran­ti­ram o as­se­gu­ra­men­to do Con­gres­so e dos ho­téis on­de es­ta­vam alo­ja­dos os de­le­ga­dos. Na pri­mei­ra reu­nião do CDN par­ti­ci­pa­ram 453 dos 470 mem­bros efec­ti­vos e 15 su­plen­tes elei­tos pe­lo II Con­gres­so Or­di­ná­rio. Le­o­nel Go­mes foi re­con­du­zi­do nas fun­ções de se­cre­tá­rio exe­cu­ti­vo na­ci­o­nal e pa­ra ad­jun­to foi elei­to Mu­an­za Ma­lu­quis­sa.

Con­se­lho Pre­si­den­ci­al

Ain­da on­tem, foi cons­ti­tuí­do o Con­se­lho Pre­si­den­ci­al, com­pos­to por 29 mem­bros efec­ti­vos e oi­to su­plen­tes. Pre­si­di­do por Abel Chivukuvuku, o con­se­lho é in­te­gra­do pe­los seis vi­ce-pre­si­den­tes. O vi­ce­pre­si­den­te An­dré Men­des de Car­va­lho con­ti­nua a di­ri­gir o gru­po par­la­men­tar, Manuel Fer­nan­des ocu­pa-se dos as­sun­tos po­lí­ti­cos e elei­to­rais, Lin­do Ber­nar­do Ti­to da co­mu­ni­ca­ção, imagem e mar­ke­ting, Ce­si­nan­da Xa­vi­er das ques­tões da so­ci­e­da­de ci­vil, Wil­li­am To­net dos as­sun­tos ju­rí­di­cos e cons­ti­tu­ci­o­nais, en­quan­to Alexandre Se­bas­tião An­dré das ma­té­ri­as ins­ti­tu­ci­o­nais.

O pre­si­den­te da CA­SA-CE tem co­mo con­se­lhei­ros Carlos Ti­a­go Kan­dan­da, Si­kon­da Lo­len­do, Fe­lé An­tó­nio, Ana­til­de de Jesus Frei­re Cam­pos e Ari­e­te Ro­sa­li­na Go­mes Isa­ac. Ra­fa­el Agui­ar e Odeth Lu­do­vi­na Ba­ca Jo­a­quim fo­ram re­con­du­zi­dos nos pos­tos de se­cre­tá­ri­os na­ci­o­nais das or­ga­ni­za­ções ju­ve­nil e fe­mi­ni­na. Carlos Pi­nho, o se­gun­do can­di­da­to mais vo­ta­do pa­ra a li­de­ran­ça da CA­SA-CE, é o co­or­de­na­dor da Co­mis­são de An­ga­ri­a­men­to de Fun­dos, ór­gão cri­a­do pa­ra aju­dar na sus­ten­ta­ção da co­li­ga­ção. Fé­lix Mi­ran­da con­ti­nua a ser o se­cre­tá­rio na­ci­o­nal de in­for­ma­ção e mar­ke­ting, en­quan­to Ma­cha­do Jorge, que pre­si­diu à co­mis­são elei­to­ral pa­ra o II Con­gres­so Or­di­ná­rio, foi in­di­ca­do ins­pec­tor-ge­ral na­ci­o­nal. A Co­mis­são de Dis­ci­pli­na e Au­di­to­ria de 11mem­bros é co­or­de­na­da por João Di­as Ki­pi­pa.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.