Ar­te­sãos dão sub­sí­dio à Lei

Jornal de Angola - - CULTURA - MANUEL AL­BA­NO |

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Cul­tu­ra, Cor­né­lio Ca­ley, in­cen­ti­vou quar­ta-fei­ra, em Lu­an­da, os cri­a­do­res de arte a par­ti­ci­pa­rem com con­tri­bui­ções va­li­o­sas pa­ra a me­lho­ria e en­ri­que­ci­men­to do pro­jec­to da po­lí­ti­ca na­ci­o­nal do ar­te­sa­na­to.

Du­ran­te um en­con­tro de aus­cul­ta­ção, re­a­li­za­do pe­lo Mi­nis­té­rio da Cul­tu­ra e co­or­de­na­do pe­lo Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal das In­dús­tri­as Cul­tu­rais (INIC), na tra­di­ci­o­nal “Ma­ka à quar­ta-fei­ra”, na União dos Es­cri­to­res An­go­la­nos (UEA), so­bre a me­lho­ria da no­va Lei do Ar­te­sa­na­to, Cor­né­lio Ca­ley afir­mou que o país, sem­pre, es­te­ve bem re­pre­sen­ta­do no ex­te­ri­or, com obras que es­pe­lham o mo­sai­co cultural an­go­la­no. As pe­ças de ar­te­sa­na­to, res­sal­tou, têm con­tri­buí­do pa­ra a di­vul­ga­ção da cultural na­ci­o­nal no es­tran­gei­ro, ra­zão da im­por­tân­cia da va­lo­ri­za­ção do sector. “De­ve­mos tra­ba­lhar uni­dos e per­mi­tir que es­ses en­con­tros tra­gam sub­sí­di­os vá­li­dos pa­ra o me­lho­ra­men­to do pro­jec­to.”

O go­ver­nan­te fe­li­ci­tou a ini­ci­a­ti­va da clas­se ar­tís­ti­ca e es­pe­ra que ca­da cri­a­dor pos­sa, com a sua ex­pe­ri­ên­cia, apre­sen­tar uma pro­pos­ta, no sen­ti­do de “ter­mos um pro­jec­to fi­nal com êxi­to”, que con­si­ga sa­tis­fa­zer os in­te­res­ses de to­dos.

Cor­né­lio Ca­ley con­si­de­rou que a apro­va­ção da fu­tu­ra lei vai per­mi­tir cri­ar me­lho­res con­di­ções pa­ra os cri­a­do­res no exer­cí­cio das su­as ac­ti­vi­da­des, bem com a sua re­gu­la­men­ta­ção. “Os tra­ba­lhos pro­du­zi­dos pe­los ar­tis­tas ser­vem de iden­ti­fi­ca­ção na­ci­o­nal, por este mo­ti­vo, de­vem ser va­lo­ri­za­dos.”

O di­rec­tor do Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal das In­dús­tri­as Cul­tu­rais, Ga­bri­el Ca­bu­ço, apon­tou a apro­va­ção do pro­jec­to co­mo um fac­tor im­por­tan­te pa­ra per­mi­tir um mai­or de­sen­vol­vi­men­to da in­dús­tria cultural em Angola.

Os be­ne­fí­ci­os da apro­va­ção da lei, dis­se, vão per­mi­tir aos ar­te­sãos cri­ar con­di­ções ju­rí­di­cas pa­ra in­cen­ti­var a cri­a­ção ar­tís­ti­ca e o sur­gi­men­to de no­vos pro­mo­to­res. “Há a ne­ces­si­da­de da in­dus­tri­a­li­za­ção do sector pa­ra uma mai­or ex­por­ta­ção das pe­ças fei­tas em Angola.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.