Jo­sé Ro­dri­gues dei­xa ta­len­to na Es­cul­tu­ra

Jornal de Angola - - PARTADA - ÚL­TI­MA | 32

Ex­cep­ci­o­nal. As­sim se po­de de­fi­nir o ar­tis­ta plás­ti­co Jo­sé Ro­dri­gues, que mor­reu on­tem, aos 79 anos, no Por­to, e que du­ran­te anos mar­cou as be­las ar­tes com vá­ri­as pro­pos­tas es­té­ti­cas ino­va­do­ras e em­ble­má­ti­cas.

Con­si­de­ra­do por mui­tos co­mo o “es­cul­tor que não acre­di­ta­va no efé­me­ro”, Jo­sé Ro­dri­gues foi pa­ra a sua so­bri­nha, Su­za­na Guer­ra Mar­ques, uma fi­gu­ra in­con­tor­ná­vel das be­las ar­tes, cu­jo tra­ba­lho e ta­len­to sem­pre vão acom­pa­nhar a me­mó­ria das pes­so­as. “Era um gran­de ho­mem, de­di­ca­do em tu­do o que fa­zia”, dis­se.

De­ten­tor de um ta­len­to úni­co, que ao lon­go de anos não ficou li­mi­ta­do ape­nas à es­cul­tu­ra, mas tam­bém foi vi­sí­vel na ar­te de de­se­nhar, por du­ran­te anos ter fei­to, por exem­plo, re­tra­tos do es­cri­tor an­go­la­no An­tó­nio Ja­cin­to, que foi um dos seus con­tem­po­râ­ne­os.

Es­ta tam­bém foi, du­ran­te anos, a apre­ci­a­ção de mui­tos jovens ar­tis­tas que que­ri­am apren­der com um dos mais em­ble­má­ti­cos es­cul­to­res da se­gun­da me­ta­de do sé­cu­lo XX, em Por­tu­gal. Au­tor do cu­bo da Pra­ça da Ri­bei­ra e do Mo­nu­men­to ao Empresário, am­bos no Por­to, Jo­sé Ro­dri­gues mor­reu num hos­pi­tal no Por­to, on­de es­ta­va in­ter­na­do há cer­ca de uma se­ma­na.

Ape­sar de ter fei­to gran­de par­te da sua car­rei­ra no Por­to, Jo­sé Ro­dri­gues era na­tu­ral de Lu­an­da, on­de nas­ceu a 21 de Ou­tu­bro de 1936. A sua obra, que vi­a­ja da fi­gu­ra­ção à abs­trac­ção, trans­mi­te a vo­ca­ção à eter­ni­da­de que en­con­tra­mos no tra­ba­lho da pe­dra e me­tal des­de os pri­mór­di­os da ci­vi­li­za­ção até ho­je.

Cons­tan­te­men­te aten­to às mu­dan­ças de gos­to e es­ti­lo, que se fi­ze­ram sen­tir na prá­ti­ca ar­tís­ti­ca du­ran­te as qua­se cin­co dé­ca­das em que tra­ba­lhou, ti­nha uma cons­ci­ên­cia ra­ra do pa­pel que o ar­tis­ta de­ve exer­cer na so­ci­e­da­de. O seu tra­ba­lho no cam­po da es­cul­tu­ra, par­ti­cu­lar­men­te na fei­ta em es­pa­ços pú­bli­cos, tor­nou-o um no­me de re­fe­rên­cia do Por­to, pe­lo Mo­nu­men­to ao Empresário e pe­lo Cu­bo na Pra­ça da Ri­bei­ra, as­sim co­mo em mui­tas ci­da­des do Nor­te de Por­tu­gal, on­de de­sen­vol­veu uma es­té­ti­ca úni­ca, tam­bém pa­ten­te em Ma­cau, Bra­sil e Es­ta­dos Uni­dos.

Jo­sé Ro­dri­gues foi um dos fun­da­do­res da Co­o­pe­ra­ti­va Ár­vo­re no Por­to, em 1963, que di­ri­giu du­ran­te três dé­ca­das, e da es­co­la pro­fis­si­o­nal com o mes­mo no­me. Além dis­so, foi tam­bém um dos fun­da­do­res da Bi­e­nal de Cer­vei­ra, no fi­nal da dé­ca­da de 70, vi­la on­de fun­dou ain­da a Es­co­la Pro­fis­si­o­nal de Ofí­ci­os Ar­tís­ti­cos.

Des­de a al­tu­ra em que co­me­çou a sua ac­ti­vi­da­de ar­tís­ti­ca, Jo­sé Ro­dri­gues ficou tam­bém co­nhe­ci­do pe­la sua vo­ca­ção al­truís­ta e so­ci­al que en­con­tra eco nos mais jovens ar­tis­tas de ho­je. No Por­to, por exem­plo, re­cu­pe­rou a an­ti­ga Fá­bri­ca So­ci­al (de cha­péus), um es­pa­ço que usa­va co­mo ate­li­er e on­de es­tá ins­ta­la­da a fun­da­ção com o seu no­me, que tem sa­las de ex­po­si­ção e um au­di­tó­rio pa­ra te­a­tro e ar­tes per­for­ma­ti­vas.

On­tem, o pre­si­den­te da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal do Por­to, Rui Mo­rei­ra, de­cre­tou dois di­as de luto mu­ni­ci­pal. A câ­ma­ra ini­ci­ou es­te mês obras de res­tau­ro do Mo­nu­men­to ao Empresário, cu­ja con­clu­são es­ta pre­vis­ta pa­ra o fi­nal de Ou­tu­bro, da­ta de nas­ci­men­to do es­cul­tor. O fu­ne­ral re­a­li­za-se em Ma­to­si­nhos, ar­re­do­res do Por­to.

Jo­sé Ro­dri­gues re­a­li­zou os seus es­tu­dos ar­tís­ti­cos na Es­co­la Su­pe­ri­or de Be­las-Ar­tes do Por­to, on­de con­cluiu o cur­so de Es­cul­tu­ra. Com Ar­man­do Al­ves, Ân­ge­lo de Sou­sa e Jor­ge Pi­nhei­ro cons­ti­tuiu, em 1968, o gru­po Os Qu­a­tro Vin­tes, de­no­mi­na­ção ga­nha por te­rem ter­mi­na­do os seus cur­so com a dis­tin­ção má­xi­ma de 20 va­lo­res.

DR

DR

Jo­sé Ro­dri­gues foi de­ten­tor de um ta­len­to úni­co na es­cul­tu­ra e na ar­te de de­se­nhar

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.