Exér­ci­to ex­pul­sou ta­li­bãs do cen­tro do Afe­ga­nis­tão

Jornal de Angola - - OPINIÃO -

A che­ga­da de re­for­ços e o apoio aé­reo de for­ças es­tran­gei­ras im­pe­di­ram o avan­ço dos ta­li­bãs em Trinkot, ca­pi­tal da pro­vín­cia de Uruz­gan, no cen­tro do Afe­ga­nis­tão, on­de os re­bel­des lan­ça­ram um ata­que à cidade, in­for­ma­ram on­tem fon­tes ofi­ci­ais.

“O ru­mo do com­ba­te mu­dou com­ple­ta­men­te na tar­de com a che­ga­da de re­for­ços de Kan­dahar e o apoio aé­reo das for­ças es­tran­gei­ras que aju­da­ram as tro­pas em al­gu­mas par­tes a ex­pul­sar os ta­li­bãs das áre­as es­tra­té­gi­cas da cidade”, dis­se o por­ta­voz do go­ver­no pro­vin­ci­al, Dost Muham­mad Nayab.

Os ta­li­bãs rom­pe­ram no iní­cio da ma­nhã o es­que­ma de se­gu­ran­ça de Trinkot e che­ga­ram até ao cen­tro da cidade, a pou­cas cen­te­nas de me­tros dos edi­fí­ci­os do go­ver­no e da po­lí­cia. Mo­ra­do­res, ser­vi­do­res pú­bli­cos e fun­ci­o­ná­ri­os de ONG op­ta­ram por dei­xar a cidade ao ve­rem o avan­ço pra­ti­ca­men­te sem re­sis­tên­cia dos ta­li­bãs. Mui­tos de­les se re­fu­gi­a­ram no ae­ro­por­to pró­xi­mo da cidade.

Nayab in­di­cou que tu­do mu­dou com o en­vio dos re­for­ços, o que per­mi­tiu “re­sis­tir e de­ter com­ple­ta­men­te a ofen­si­va ta­li­bã. Eles so­fre­ram du­ras bai­xas”, dis­se o por­ta­voz, sem in­di­car o nú­me­ro de mor­tos e fe­ri­dos. Os bom­bar­de­a­men­tos dos aviões nor­te-ame­ri­ca­nos e os ata­ques de ar­ti­lha­ria pe­sa­da con­ti­nu­a­vam con­tra as po­si­ções dos re­bel­des. “Ac­tu­al­men­te, a si­tu­a­ção de se­gu­ran­ça es­tá com­ple­ta­men­te sob con­tro­lo das nos­sas tro­pas na cidade. A si­tu­a­ção de for­ma ge­ral tam­bém es­tá a nor­ma­li­zar-se”, dis­se Nayab, ten­do in­for­ma­do que as pes­so­as pou­co a pou­co co­me­ça­ram a re­gres­sar pa­ra as su­as ca­sas.

O por­ta-voz do go­ver­no da pro­vín­cia afir­mou que as au­to­ri­da­des es­tão a pla­ni­fi­car uma con­tra-ofen­si­va em gran­de es­ca­la pa­ra ex­pul­sar os re­bel­des dos ar­re­do­res de Trinkot. “Es­pe­ra­mos que até ama­nhã à tar­de eles já es­te­jam lon­ge das ime­di­a­ções da cidade”, com­ple­tou.

O che­fe de uma emis­so­ra lo­cal, Ni­a­ma­tul­lah Farya­di, que ti­nha fu­gi­do pa­ra o ae­ro­por­to, con­fir­mou o re­gres­so dos mo­ra­do­res a Trinkot. “As pes­so­as es­tão ago­ra con­fi­an­tes que a cidade não cai­rá nas mãos dos ta­li­bãs”, dis­se Farya­di.

Trinkot é a ter­cei­ra cidade que os ta­li­bãs in­va­dem nos úl­ti­mos 12 me­ses, de­pois de te­rem fei­to o mes­mo em Lash­kar­gah, na pro­vín­cia de Hel­mand, ain­da con­tro­la­da em par­te pe­los re­bel­des e pal­co de com­ba­tes con­tra tro­pas do go­ver­no, e Kun­duz, no nor­te do país.

Kun­duz, in­clu­si­ve, che­gou a ser com­ple­ta­men­te con­tro­la­da pe­lo gru­po em Se­tem­bro do ano pas­sa­do.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.