Ár­bi­tros ten­tam su­bir de grau

Jornal de Angola - - DESPORTO -

Du­as du­plas an­go­la­nas de ár­bi­tros de an­de­bol par­ti­ci­pam de 21 a 28 de Se­tem­bro, em Braz­za­vil­le, Congo, no es­tá­gio de pas­sa­gem ao grau con­ti­nen­tal, or­ga­ni­za­do pe­la Con­fe­de­ra­ção Afri­ca­na da mo­da­li­da­de (CAHB). Al­dair Lu­tu­cu­ta, Vla­di­mir Tchi­e­ma, To­más Chi­tan­gue e Es­cu­ri­nho An­tó­nio são os ár­bi­tros ins­cri­tos pe­la Fe­de­ra­ção An­go­la­na de An­de­bol (FAAND), pa­ra ten­ta­rem au­men­tar o nú­me­ro de du­plas na­ci­o­nais com a in­síg­nia do con­ti­nen­te.

Se­gun­do co­mu­ni­ca­ção ofi­ci­al da en­ti­da­de que re­ge o an­de­bol em Áfri­ca, o in­glês e o fran­cês se­rão as lín­guas uti­li­za­das pa­ra mi­nis­trar as au­las ao lon­go do es­tá­gio. O se­cre­tá­rio exe­cu­ti­vo da FAAND, An­tó­nio San­tos, ga­ran­tiu que es­tão cri­a­das as con­di­ções ad­mi­nis­tra­ti­vas pa­ra que os an­go­la­nos par­ti­ci­pem na ac­ção for­ma­ti­va. O di­ri­gen­te as­se­gu­rou ain­da que os juí­zes es­tão pre­pa­ra­dos pa­ra as­si­mi­lar as ma­té­ri­as nas lín­guas de tra­ba­lho da Con­fe­de­ra­ção, ao con­trá­rio de ou­tras oca­siões, on­de a bar­rei­ra lin­guís­ti­ca li­mi­tou a pro­gres­são dos qua­dros na­ci­o­nais.

O pre­si­den­te do Con­se­lho Na­ci­o­nal de Ár­bi­tros (CNA), Fer­nan­do Ama­do, mos­trou-se op­ti­mis­ta em re­la­ção à su­bi­da de ca­te­go­ria dos ár­bi­tros es­co­lhi­dos pe­la FAAND, ten­do em con­ta “os indicadores po­si­ti­vos que os jovens já têm apre­sen­ta­do, so­bre­tu­do, o To­más Chi­tan­gue e o Es­cu­ri­nho An­tó­nio que par­ti­ci­pa­ram no es­tá­gio an­te­ri­or, on­de ti­ve­ram bom apro­vei­ta­men­to, ape­sar de não te­rem as­cen­di­do na al­tu­ra”, dis­se. An­go­la es­ta­rá as­sim re­pre­sen­ta­da na ac­ção for­ma­ti­va por du­as du­plas mas­cu­li­nas, con­tra­ri­an­do o ins­tru­ti­vo da Con­fe­de­ra­ção afri­ca­na que so­li­ci­ta uma du­pla fe­mi­ni­na, pe­lo me­nos. Fer­nan­do Ama­do ex­pli­cou que as du­plas fe­mi­ni­nas no ac­ti­vo em An­go­la não se en­qua­dram nas ida­des exi­gi­das pe­la CAHB (28 anos, no má­xi­mo). “Te­re­mos uma du­pla de Ben­gue­la (Lu­tu­cu­ta/Tchi­e­ma) e mais um ár­bi­tro da­que­la pro­vín­cia (Chi­tan­gue) que for­ma­rá du­pla com ou­tro de Lu­an­da (An­tó­nio). Ac­tu­al­men­te, o Pe­dro Pin­to e o Hélvio Go­mes for­mam a nos­sa úni­ca du­pla con­ti­nen­tal e não te­mos, por en­quan­to, qual­quer du­pla in­ter­na­ci­o­nal no ac­ti­vo. A nos­sa ex­pec­ta­ti­va é ter­mi­nar o man­da­to com três du­plas do con­ti­nen­te e ten­tar, no pró­xi­mo ano, che­gar à ca­te­go­ria de ár­bi­tros IHF”, re­ve­lou o di­ri­gen­te.

NU­NO FLASH

Es­tá­gio po­de au­men­tar o nú­me­ro de du­plas na­ci­o­nais de jui­zes com ca­te­go­ria con­ti­nen­tal

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.