Cres­ce pro­du­ção de mi­lho e la­ran­ja em seis me­ses

Jornal de Angola - - ECONOMIA -

A pro­du­ção dos cam­po­ne­ses im­plan­ta­dos no Pe­rí­me­tro Ir­ri­ga­do das Gangelas, nos úl­ti­mos seis me­ses, foi de 150 to­ne­la­das, anun­ci­ou a di­rec­to­ra téc­ni­ca da uni­da­de de apoio da­que­le em­pre­en­di­men­to, Jo­se­fa da Sil­va.

Em de­cla­ra­ções à An­gop, a res­pon­sá­vel in­for­mou que, nes­se pe­río­do, fo­ram pro­du­zi­das 66 to­ne­la­das de mi­lho, 64,5 de la­ran­ja, dez de man­ga e 3,5 de goi­a­ba, nú­me­ros que con­si­de­rou es­ta­rem aquém do pre­vis­to, já que foi pla­ni­fi­ca­do o cul­ti­vo de 677 hec­ta­res, mas só foi pos­sí­vel atin­gir 30 por cen­to, de­vi­do às di­fi­cul­da­des que os cam­po­ne­ses en­fren­tam na aqui­si­ção de in­puts. A pre­vi­são de co­lhei­ta era de mais de mil to­ne­la­das.

“A fal­ta de se­men­tes, fer­ti­li­zan­tes e ou­tros mei­os agrí­co­las es­tão a di­fi­cul­tar a nos­sa pro­du­ção”, dis­se Jo­se­fa da Sil­va, pa­ra quem quan­do es­tes pro­du­tos sur­gem no mer­ca­do são co­mer­ci­a­li­za­dos a pre­ços ele­va­dos, pe­lo que os pro­du­to­res não ar­ris­cam, ten­do em con­ta que en­ca­re­ce a pro­du­ção e a co­mer­ci­a­li­za­ção dos ali­men­tos. Na épo­ca an­te­ri­or, o pe­rí­me­tro, com uma ex­ten­são bru­ta de 6.220 hec­ta­res, 1.520 dos quais con­sa­gra­dos à agri­cul­tu­ra, pro­du­ziu du­as mil to­ne­la­das de pro­du­tos di­ver­sos.Ac­tu­al­men­te es­tão a tra­ba­lhar no pe­rí­me­tro 78 pro­du­to­res.

Re­a­bi­li­ta­do em 2005, pos­sui uma bar­ra­gem com ca­pa­ci­da­de pa­ra re­ten­ção de três mi­lhões de me­tros cú­bi­cos de água, que nos pró­xi­mos tem­pos po­de ge­rar dois me­gawatts de ener­gia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.