Agen­tes cor­rup­tos de­vem ser de­nun­ci­a­dos

Jornal de Angola - - SOCIEDADE - MAR­CE­LI­NO WAMBO |

A Uni­da­de de Vi­a­ção e Trân­si­to na Hu­am­bo pe­diu, do­min­go, aos au­to­mo­bi­lis­tas pa­ra de­nun­ci­a­rem os pre­su­mí­veis agen­tes re­gu­la­do­res de trân­si­to que in­cor­re­rem no cri­me de cor­rup­ção.

O pe­di­do foi fei­to pe­lo che­fe de de­par­ta­men­to de Co­mu­ni­ca­ção e Ima­gem da Uni­da­de de Vi­a­ção e Trân­si­to, ins­pec­tor Pau­lo Chin­de­le Cas­sin­da, pa­ra quem os ci­da­dãos de­vem que­brar o re­ceio de de­nun­ci­ar even­tu­ais ca­sos de cor­rup­ção, pra­ti­ca­dos por agen­tes re­gu­la­do­res de trân­si­to.

O ins­pec­tor in­sis­tiu na ne­ces­si­da­de de to­dos os ci­da­dãos co­la­bo­ra­rem com as au­to­ri­da­des po­li­ci­ais quan­do se sen­ti­rem le­sa­dos, pa­ra que, de for­ma exem­plar, os in­frac­to­res se­jam pu­ni­dos.

Os even­tu­ais ca­sos de cor­rup­ção, acres­cen­tou, de­vem ser en­ca­mi­nha­dos ao Ga­bi­ne­te Ju­rí­di­co do Co­man­do Pro­vin­ci­al do Hu­am­bo da Po­lí­cia Na­ci­o­nal, ao Gui­chet de Re­cla­ma­ções, ao Ga­bi­ne­te do co­man­dan­te de Vi­a­ção e Trân­si­to e ao Tri­bu­nal Pro­vin­ci­al.

O ins­pec­tor Pau­lo Cas­sin­da sa­li­en­tou que a mis­são do agen­te re­gu­la­dor de trân­si­to, na via pú­bli­ca, não se re­su­me à pu­ni­ção, uma vez que o seu pa­pel é tam­bém edu­car os au­to­mo­bi­lis­tas so­bre a ne­ces­si­da­de de evi­ta­rem a trans­gres­são das re­gras de trân­si­to.

Fis­ca­li­za­ção do trân­si­to

“A in­ten­si­fi­ca­ção das ope­ra­ções de fis­ca­li­za­ção do trân­si­to nas es­tra­das na­ci­o­nais pe­los agen­tes re­gu­la­do­res de trân­si­to vi­sam, es­sen­ci­al­men­te, pre­ve­nir e trans­mi­tir in­for­ma­ções ne­ces­sá­ri­as aos au­to­mo­bi­lis­tas pa­ra exer­ce­rem me­lhor a sua ac­ti­vi­da­de”, de­cla­rou o ins­pec­tor da Po­lí­cia.

Al­guns au­to­mo­bi­lis­tas afir­ma­ram ao Jor­nal de Angola que a pre­sen­ça de agen­tes fis­ca­li­za­do­res do trân­si­to é ne­ces­sá­ria, mas la­men­ta­ram o com­por­ta­men­to de al­guns, que, por in­cor­re­rem no cri­me de cor­rup­ção, man­cham a boa ima­gem e re­pu­ta­ção da cor­po­ra­ção.

DO­MIN­GOS CADÊNCIA

O edi­fí­cio que al­ber­ga há anos o Co­man­do Ge­ral da Po­lí­cia es­tá lo­ca­li­za­do na Bai­xa de Luanda

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.