Le­ga­do de Ne­to pa­ra a ju­ven­tu­de

Ma­ria Eu­gé­nia Ne­to cha­ma a aten­ção pa­ra os ide­ais do Po­e­ta

Jornal de Angola - - PARTADA - MÁ­RIO COHEN |

Re­cor­dar os fei­tos de Agostinho Ne­to e aju­dar na trans­mis­são do seu le­ga­do à no­va ge­ra­ção é, pa­ra o mú­si­co Rui Min­gas, um de­ver de to­dos, de­vi­do à gran­di­o­si­da­de dos seus ide­ais e à sua im­por­tân­cia na cons­tru­ção de uma Na­ção me­lhor. Co­mo um dos mú­si­cos ho­me­na­ge­a­dos com a Or­dem Sa­gra­da Es­pe­ran­ça, Rui Min­gas agra­de­ceu a dis­tin­ção e des­ta­cou ain­da a im­por­tân­cia de se­rem re­a­li­za­dos mais ac­tos do gé­ne­ro.

Re­cor­dar os fei­tos de Agostinho Ne­to e aju­dar na trans­mis­são do seu le­ga­do à no­va ge­ra­ção é, pa­ra o mú­si­co Rui Min­gas, um de­ver de to­dos, de­vi­do à gran­di­o­si­da­de dos seus ide­ais e à sua im­por­tân­cia na cons­tru­ção de uma Na­ção me­lhor.

Co­mo um dos mú­si­cos ho­me­na­ge­a­dos com a Or­dem Sa­gra­da Es­pe­ran­ça, Rui Min­gas agra­de­ceu a dis­tin­ção e des­ta­cou ain­da a im­por­tân­cia de se­rem re­a­li­za­dos mais ac­tos do gé­ne­ro, por se­rem o re­co­nhe­ci­men­to da lu­ta pe­la pre­ser­va­ção da iden­ti­da­de dos ar­tis­tas an­go­la­nos.

Além de “ho­mem das le­tras”, con­ti­nu­ou, Agostinho Ne­to te­ve uma gran­de in­fluên­cia na so­ci­e­da­de da sua épo­ca, co­mo mé­di­co. Por is­so, acres­cen­ta, os seus fei­tos, de­ve­ri­am ser mais di­vul­ga­dos, por re­pre­sen­ta­rem o ti­po de al­truís­mo a ser im­ple­men­ta­do na cons­tru­ção de uma no­va Angola.

O mú­si­co, que vi­si­tou pe­la pri­mei­ra vez o Cen­tro Cul­tu­ral Agostinho Ne­to, em Ca­te­te, con­si­de­ra ain­da fun­da­men­tal exis­tir um es­tu­do mais pro­fun­do so­bre a po­e­sia do He­rói Na­ci­o­nal, as­sim co­mo a sua di­vul­ga­ção en­tre os jo­vens, em par­ti­cu­lar atra­vés do sis­te­ma de en­si­no.

A es­co­la, re­for­çou, tem um pa­pel fun­da­men­tal na pre­pa­ra­ção da no­va ge­ra­ção e a in­clu­são dos pen­sa­men­tos e en­si­na­men­tos de Ne­to no sis­te­ma de en­si­no é uma mais-va­lia. O mú­si­co in­cen­ti­vou ain­da os jo­vens a le­rem mais. Can­tor e com­po­si­tor, Rui Min­gas já foi mi­nis­tro do Des­por­to e em­bai­xa­dor de Angola em Por­tu­gal. É um dos au­to­res da can­ção “Me­ni­nos do Hu­am­bo”, ce­le­bri­za­da pe­lo mú­si­co por­tu­guês Pau­lo de Car­va­lho. Oriun­do de uma fa­mí­lia de in­flu­en­tes mú­si­cos an­go­la­nos, co­me­çou a dar os pri­mei­ros pas­sos com o seu tio Li­ceu Vi­ei­ra Di­as.

Os ide­ais

A pre­si­den­te da Fun­da­ção Agostinho Ne­to, Ma­ria Eu­gé­nia Ne­to, dis­se que os ide­ais de Ne­to pre­ci­sam de ser mais res­pei­ta­dos e di­vul­ga­dos à no­va ge­ra­ção, por re­pre­sen­ta­rem a ma­te­ri­a­li­za­ção do so­nho de uma épo­ca. “É obri­ga­ção de to­dos con­ti­nu­ar com es­te projecto.”

A atri­bui­ção da Or­dem Sa­gra­da Es­pe­ran­ça ser­ve tam­bém pa­ra ce­le­brar o 10º ani­ver­sá­rio da Fun­da­ção An­tó­nio Agostinho Ne­to, que tem tra­ba­lha­do, por anos, na pre­ser­va­ção da ima­gem e dos idei­as do seu pa­tro­no, nos do­mí­ni­os da in­ves­ti­ga­ção his­tó­ri­ca, atra­vés da na edi­ção de de­ze­nas de pu­bli­ca­ções em li­vros, DVD e CD, al­guns de­les tra­du­zi­dos em fran­cês, in­glês, ita­li­a­no, co­re­a­no, man­da­rim, es­pa­nhol e hin­di.

Além das dis­tin­ções, a ac­ti­vi­da­de fi­cou mar­ca­da com a apre­sen­ta­ção do do­cu­men­tá­rio “Angola aos meus olhos”, do ci­ne­as­ta ho­lan­dês Ro­e­land Ker­bosh, que foi ro­da­do pe­lo ca­nal de te­le­vi­são da Ho­lan­da Va­ra “Ach­ter het Ni­euws”. O do­cu­men­tá­rio ar­re­ca­dou um pré­mio no Fes­ti­val In­ter­na­ci­o­nal de Fil­mes e Te­le­vi­são de No­va Ior­que, em 1971.

Ou­tro fac­to mar­can­te foi o lan­ça­men­to dos li­vros “Agostinho Ne­to to­dos pa­ra o in­te­ri­or”, de Os­val­do Me­di­na, e “Man-Ngu­xi vi­da de gló­ria”, de Sa­mu­el Pe­que­no.

A dis­tin­ção ter­mi­nou com a aber­tu­ra da 6ª edi­ção da “Ex­po­si­ção in­ter­na­ci­o­nal de gas­tro­no­mia, cul­tu­ra e ar­tes”, com a par­ti­ci­pa­ção de mais de 20 paí­ses, com des­ta­que pa­ra Mo­çam­bi­que, Bra­sil, Áfri­ca do Sul, Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go, Itá­lia, Chi­na, Ma­li, Equa­dor, Is­ra­el, Cu­ba, Gha­na, Zâm­bia e Na­mí­bia.

KINDALA MA­NU­EL

Can­tor e com­po­si­tor foi dis­tin­gui­do com a Or­dem Sa­gra­da Es­pe­ran­ça em re­co­nhe­ci­men­to pe­lo seu con­tri­bu­to na di­vul­ga­ção da mú­si­ca angolana

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.