Go­ver­no de­nun­cia vi­o­la­ções ao ces­sar-fo­go pe­los jiha­dis­tas

Jornal de Angola - - PARTADA -

O Exér­ci­to sí­rio de­nun­ci­ou que, na noi­te de se­gun­da-fei­ra, ocor­re­ram vá­ri­as vi­o­la­ções da tré­gua por par­te de gru­pos ar­ma­dos em di­fe­ren­tes par­tes do seu ter­ri­tó­rio, no­ti­ci­ou on­tem a agên­cia de no­tí­ci­as “Sa­na”.

Fon­tes mi­li­ta­res ci­ta­das pe­la agên­cia dis­se­ram que or­ga­ni­za­ções ar­ma­das lan­ça­ram bom­bas con­tra po­si­ções mi­li­ta­res na área das aca­de­mi­as mi­li­ta­res, no bair­ro de Al Ra­mu­za, no sul da ci­da­de de Alep­po (nor­te). Um ata­que si­mi­lar acon­te­ceu na mes­ma ho­ra nas pro­xi­mi­da­des da área de Cas­te­lo, ao nor­te do mes­mo po­vo­a­do.

Na noi­te de se­gun­da-fei­ra, gru­pos ar­ma­dos dis­pa­ra­ram com me­tra­lha­do­ras con­tra pon­tos mi­li­ta­res em Ka­fra­nan e nu­ma es­tra­da na pro­vín­cia de Alep­po, acres­cen­ta­ram as fon­tes, que não fa­la­ram de ví­ti­mas.

O Co­man­do Su­pre­mo das For­ças Ar­ma­das sí­ri­as anun­ci­ou, na se­gun­da-fei­ra, o iní­cio de um ces­sar­fo­go que vai du­rar se­te di­as. A tré­gua foi acei­te pe­la Co­li­ga­ção Na­ci­o­nal Síria (CNFROS) e pe­lo Exér­ci­to Li­vre Sí­rio (ELS).

O anún­cio do Exér­ci­to sí­rio foi di­vul­ga­do no mes­mo dia em que a agên­cia de no­tí­ci­as Efe no­ti­ci­ou que os sons das bom­bas e dos con­fron­tos nas pro­xi­mi­da­des de Da­mas­co não fo­ram ou­vi­dos, on­tem, na ca­pi­tal da Síria, Da­mas­co, gra­ças à tré­gua que co­me­çou on­tem em to­do o país.

En­tre­tan­to, mei­os de co­mu­ni­ca­ção so­ci­al rus­sos no­ti­ci­a­ram, on­tem, que mi­li­ta­res rus­sos ins­ta­la­ram um pon­to de ob­ser­va­ção na via do Cas­tel­lo, ei­xo vi­tal pa­ra le­var aju­da hu­ma­ni­tá­ria aos bair­ros re­bel­des de Alep­po, a gran­de ci­da­de do nor­te da Síria. As agên­ci­as In­ter­fax e a RIA No­vos­ti tam­bém no­ti­ci­a­ram a ins­ta­la­ção de um “cen­tro de ob­ser­va­ção mó­vel”, sem pre­ci­sa­rem se o exér­ci­to sí­rio, que con­tro­la aque­la via, se re­ti­rou.

O acor­do de ces­sar-fo­go con­cluí­do, na sex­ta-fei­ra, en­tre Washing­ton e Mos­co­vo pre­vê um aces­so hu­ma­ni­tá­rio sem en­tra­ve às zo­nas si­ti­a­das, co­mo acon­te­ce em Alep­po, atra­vés da “des­mi­li­ta­ri­za­ção” da via do Cas­tel­lo.

Se­gun­do o Al­mas­dar­news, um ‘si­te’ pro-go­ver­no, o al­to co­man­dan­te do exér­ci­to sí­rio deu or­dem às tro­pas de eli­te que se en­con­tram na­que­la via pa­ra re­cu­a­rem um qui­ló­me­tro, pa­ra fa­ci­li­tar, aos sol­da­dos rus­sos, a cri­a­ção de um cor­re­dor hu­ma­ni­tá­rio ao lon­go do ca­mi­nho.

Gru­pos de mi­li­ta­res rus­sos, pa­ra mis­sões de ob­ser­va­ção, de­vem ser des­ta­ca­dos pa­ra Al-Mash­raqa, nor­te da pro­vín­cia de Alep­po, e pa­ra Ha­ma (cen­tro), in­di­cou o exér­ci­to rus­so na se­gun­da-fei­ra à noi­te.

As tré­guas acor­da­das en­tra­ram em vi­gor na tar­de de se­gun­da-fei­ra. Co­mo no an­te­ri­or ces­sar-fo­go de fi­nal de Fe­ve­rei­ro, que du­rou al­gu­mas se­ma­nas, es­tão ex­cluí­dos os gru­pos re­bel­des Es­ta­do Is­lâ­mi­co e a Fren­te Fa­teh al-Sham, exF­ren­te al-Nus­ra, que re­nun­ci­ou à sua fi­li­a­ção à Al-Qa­e­da.

Tam­bém on­tem, a Síria in­for­mou que as su­as de­fe­sas an­ti-aé­re­as der­ru­ba­ram um avião is­ra­e­li­ta que ti­nha ata­ca­do uma po­si­ção mi­li­tar síria na pro­vín­cia de Qu­nei­tra, si­tu­a­da na fron­tei­ra com as Co­li­nas de Go­lã, ocu­pa­das por Is­ra­el.

Num co­mu­ni­ca­do, o Exér­ci­to sí­rio ex­pli­cou que o avião foi aba­ti­do, on­tem, no su­do­es­te de Qu­nei­tra, e que um “dro­ne” foi tam­bém der­ru­ba­do a oes­te da re­gião de Sa­sa. O Exér­ci­to is­ra­e­li­ta des­men­tiu es­tas in­for­ma­ções.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.