Ener­gia de Laú­ca che­ga ao Hu­am­bo

Pro­jec­tos de elec­tri­fi­ca­ção e li­ga­ções do­mi­ci­li­a­res fi­cam con­cluí­dos no pró­xi­mo ano

Jornal de Angola - - PARTADA - JUSTINO VI­TO­RI­NO | Hu­am­bo SAMPAIO JÚNIOR | Ben­gue­la

O mi­nis­tro da Ener­gia e Águas, João Bap­tis­ta Bor­ges, lan­çou on­tem, na ci­da­de do Hu­am­bo, dois pro­jec­tos do sec­tor eléc­tri­co, no­me­a­da­men­te a cons­tru­ção da li­nha de trans­por­te de ener­gia en­tre Laú­ca e o Hu­am­bo e a ex­ten­são da rede de dis­tri­bui­ção eléc­tri­ca à re­gião do Pla­nal­to Cen­tral. Tra­ta-se de uma li­nha com 400 qui­ló­me­tros e tem um pra­zo de exe­cu­ção de 18 me­ses. É uma li­nha de al­ta ten­são que vai in­ter­li­gar Laú­ca com Wa­ku Cun­go.

O mi­nis­tro da Ener­gia e Águas, João Bap­tis­ta Bor­ges, lan­çou on­tem, na ci­da­de do Hu­am­bo, dois pro­jec­tos do sec­tor eléc­tri­co, no­me­a­da­men­te a cons­tru­ção da li­nha de trans­por­te de ener­gia en­tre Laú­ca e o Hu­am­bo, e a ex­ten­são da rede de dis­tri­bui­ção eléc­tri­ca à re­gião do Pla­nal­to Cen­tral.

Se­gun­do João Bap­tis­ta Bor­ges, que fa­la­va no ac­to de con­sig­na­ção de pro­jec­tos de elec­tri­fi­ca­ção e li­ga­ções do­mi­ci­li­a­res no Hu­am­bo, tra­ta-se de uma li­nha com 400 qui­ló­me­tros e tem um pra­zo de exe­cu­ção de 18 me­ses. Tra­ta-se de uma li­nha de al­ta ten­são que vai in­ter­li­gar Laú­ca (Ma­lan­je) com Wa­ku Cun­go (Cu­an­za Sul), ter­mi­nan­do no pla­nal­to cen­tral.

Co­mo be­ne­fí­cio, o mi­nis­tro ci­tou que vai le­var ener­gia do Laú­ca pa­ra Wa­ku Cun­go e pa­ra o Hu­am­bo, per­mi­tin­do des­ta for­ma que as ci­da­des do Hu­am­bo e Wa­ku Cun­go pos­sam ter uma ener­gia com mai­or ca­pa­ci­da­de pa­ra aten­der to­do o cres­ci­men­to po­pu­la­ci­o­nal e ser­vir tam­bém as ne­ces­si­da­des da in­dús­tria que se vai im­plan­tan­do nes­tes pó­los.

João Bap­tis­ta Bor­ges acres­cen­tou ser um pro­jec­to que tem tam­bém a sin­gu­la­ri­da­de de per­mi­tir a in­ter­li­ga­ção da re­gião nor­te com o cen­tro do país e que a li­nha vai fa­zer par­te do sis­te­ma eléc­tri­co na­ci­o­nal.

No fu­tu­ro, pro­jec­ta-se a con­ti­nu­a­ção da mes­ma li­nha pa­ra o Lu­ban­go, e ha­ve­rá in­ter­li­ga­ção en­tre Laú­ca, Hu­am­bo e Lu­ban­go. O se­gun­do pro­jec­to tem a ver com a ex­ten­são da rede de dis­tri­bui­ção no Hu­am­bo, e re­co­nhe­ceu que es­ta re­gião re­gis­ta um cres­ci­men­to de­mo­grá­fi­co mui­to al­to e as­sis­te-se ao cres­ci­men­to das cin­tu­ras pe­ri­fé­ri­cas, que não têm in­fra-es­tru­tu­ras.

O pro­jec­to vai per­mi­tir fa­zer cer­ca de 30 mil no­vas li­ga­ções nas áre­as aci­ma re­fe­ri­das, no­vas ou re­cen­te­men­te ha­bi­ta­das, po­den­do be­ne­fi­ci­ar até 180 mil pes­so­as.

Qu­an­to aos dois pro­jec­tos, o mi­nis­tro re­fe­riu que ou­tros be­ne­fí­ci­os são os em­pre­gos que mui­tos jo­vens vão po­der ter du­ran­te a cons­tru­ção da li­nha de trans­por­te e a cons­tru­ção da rede de dis­tri­bui­ção, e se­rão em­pre­ga­das cen­te­nas de pes­so­as do Hu­am­bo e Cu­an­za Sul e du­ran­te a fa­se de ope­ra­ção, quan­do as ins­ta­la­ções es­ti­ve­rem con­cluí­das, se­rão re­cru­ta­dos tam­bém de­ze­nas de téc­ni­cos que vão tra­ba­lhar nes­sas ins­ta­la­ções.

Es­ses pro­jec­tos, fri­sou, es­tão in­cluí­dos no Pro­gra­ma de De­sen­vol­vi­men­to do sec­tor eléc­tri­co apro­va­do pe­lo Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca. O Mi­nis­té­rio da Ener­gia e Águas vai as­se­gu­rar o acom­pa­nha­men­to das obras em es­trei­ta co­or­de­na­ção com o Go­ver­no da pro­vín­cia do Hu­am­bo e tu­do in­di­ca que den­tro de um ano a po­pu­la­ção vai be­ne­fi­ci­ar des­ses pro­jec­tos.

Elec­tri­fi­ca­ção em Ben­gue­la

Na pro­vín­cia de Ben­gue­la te­ve igual­men­te iní­cio o pro­jec­to de elec­tri­fi­ca­ção e li­ga­ções do­mi­ci­li­a­res na re­gião li­to­ral, apro­va­do pe­lo Des­pa­cho Pre­si­den­ci­al nº 93/16, ava­li­a­do em 90 mi­lhões de dó­la­res, com pra­zo de exe­cu­ção de 18 me­ses. In­se­ri­das no Pro­gra­ma de In­ves­ti­men­tos Pú­bli­cos, as ac­ções es­tru­tu­ran­tes vão au­men­tar a ca­pa­ci­da­de de ofer­ta e ex­pan­são dos ser­vi­ços de dis­tri­bui­ção de ener­gia eléc­tri­ca com a cons­tru­ção de no­vas su­bes­ta­ções, pos­tos de trans­for­ma­ção e re­des do­mi­ci­li­a­res nos mu­ni­cí­pi­os do Lo­bi­to, Ben­gue­la, Ca­tum­be­la e Baía Far­ta.

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Ener­gia, Jo­a­quim Ven­tu­ra, que co­lo­cou a pri­mei­ra pe­dra pa­ra sim­bo­li­zar o ar­ran­que do pro­jec­to, no ac­to re­a­li­za­do nas ime­di­a­ções do bair­ro 11 de No­vem­bro, mu­ni­cí­pio da Baía Far­ta, anun­ci­ou que co­me­çou uma no­va era com o pro­gra­ma de elec­tri­fi­ca­ção nas ci­da­des do Lo­bi­to, Ca­tum­be­la e Baía Far­ta, pa­ra me­lho­rar a qua­li­da­de de vida de cer­ca de 45 mil fa­mí­li­as.

“Es­ta­mos num pro­ces­so de ex­ten­são pa­ra elec­tri­fi­ca­ção de al­guns bair­ros ti­dos co­mo áre­as cin­zen­tas. Es­se as­pec­to vai de­sa­pa­re­cer com o re­for­ço da ca­pa­ci­da­de de dis­tri­bui­ção, ins­ta­lan­do no­vas in­fra-es­tru­tu­ras no sec­tor de dis­tri­bui­ção. Já não ima­gi­na­mos a vida diá­ria das fa­mí­li­as sem a ener­gia eléc­tri­ca”, fri­sou.

O go­ver­na­dor pro­vin­ci­al de Ben­gue­la, Isa­ac dos An­jos, dis­se que com a con­clu­são do pro­jec­to de elec­tri­fi­ca­ção, cer­ca de 45 mil fa­mí­li­as em Ben­gue­la se­rão be­ne­fi­ci­a­das pe­la pri­mei­ra vez com o for­ne­ci­men­to de ener­gia eléc­tri­ca da rede pú­bli­ca, dei­xan­do de fa­zer uso das fon­tes al­ter­na­ti­vas com pe­que­nos ge­ra­do­res.

DOMBELE BERNARDO

Mi­nis­tro da Ener­gia e Águas ori­en­tou na pro­vín­cia do Hu­am­bo a ce­ri­mó­nia de con­sig­na­ção de vá­ri­os pro­jec­tos do sec­tor

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.