Au­di­to­res do Tri­bu­nal de Con­tas es­tão aten­tos às Fi­nan­ças Pú­bli­cas

Cur­so de su­pe­ra­ção pa­ra au­di­to­res é fi­nan­ci­a­do pe­la União Europeia

Jornal de Angola - - PARTADA -

O pre­si­den­te do Tri­bu­nal de Con­tas (TC), Ju­lião António, re­co­men­dou on­tem, em Luanda, que as ins­ti­tui­ções de con­tro­lo das fi­nan­ças pú­bli­cas pas­sem a dar uma aten­ção es­pe­ci­al ao aper­fei­ço­a­men­to teó­ri­co e prá­ti­co, com pro­gra­mas in­ter­nos, uni­ver­si­tá­ri­os e in­ter­na­ci­o­nais, no­ti­ci­ou a An­gop.

Ao in­ter­vir na aber­tu­ra do cur­so de pós-gra­du­a­ção em Fi­nan­ças Pú­bli­cas pa­ra au­di­to­res do Tri­bu­nal de Con­tas, re­fe­riu que a ac­ção for­ma­ti­va se en­qua­dra no pro­ces­so de for­ta­le­ci­men­to dos tri­bu­nais do país.

As ne­ces­si­da­des es­pe­cí­fi­cas dos tri­bu­nais em Angola, em ter­mos de for­ma­ção, nem sem­pre po­dem ser aten­di­das pe­los pla­nos cur­ri­cu­la­res que as uni­ver­si­da­des ou cen­tros de for­ma­ção ofe­re­cem ao pú­bli­co, con­si­de­rou Ju­lião António.

Es­ta for­ma­ção, ex­pli­cou, foi con­ce­bi­da es­pe­ci­fi­ca­men­te pa­ra os au­di­to­res do Tri­bu­nal de Con­tas e in­clui ma­té­ri­as do per­fil dos fun­ci­o­ná­ri­os e au­di­to­res do tri­bu­nal, com vis­ta a me­lho­rar o seu de­sem­pe­nho e a ges­tão fi­nan­cei­ra.

Pro­jec­ta­do pe­lo Pro­gra­ma das Na­ções Uni­das pa­ra o De­sen­vol­vi­men­to (PNUD) e fi­nan­ci­a­do pe­la União Europeia em 6,5 mi­lhões de eu­ros (1.210 mi­lhões de kwan­zas), o cur­so de­cor­re até De­zem­bro de 2017. Con­ta com pre­lec­to­res por­tu­gue­ses e a co­la­bo­ra­ção de pro­fes­so­res an­go­la­nos.

Ju­lião António afir­mou que há uma gran­de pre­o­cu­pa­ção do Es­ta­do em me­lho­rar a ges­tão fi­nan­cei­ra pú­bli­ca, com a adop­ção de po­lí­ti­cas pa­ra o com­ba­te à po­bre­za. Is­so, pros­se­guiu, é fei­to atra­vés do au­men­to dos ser­vi­ços bá­si­cos às po­pu­la­ções, cri­a­ção de in­fra-es­tru­tu­ras, lu­ta pe­la igual­da­de do gé­ne­ro, in­cen­ti­vos fis­cais, alar­ga­men­to da ba­se tri­bu­tá­ria e mo­der­ni­za­ção dos ser­vi­ços pú­bli­cos.

A che­fe-ad­jun­ta do pe­lou­ro da co­o­pe­ra­ção da de­le­ga­ção da União Europeia em Angola, Marta Bri­tes, res­sal­tou no en­con­tro a im­por­tân­cia da ac­ção for­ma­ti­va, sa­li­en­ta­do que a ges­tão das fi­nan­ças pú­bli­cas é “im­por­tan­te em qual­quer mo­men­to da vida de uma na­ção.”

Dis­se que es­te pro­jec­to faz par­te de um pro­gra­ma mai­or de co­o­pe­ra­ção da União Europeia com os paí­ses mem­bros da Co­mu­ni­da­de dos Paí­ses de Lín­gua Por­tu­gue­sa (CPLP), de que Angola faz par­te.

MO­TA AMBRÓSIO

Pro­jec­to de for­ma­ção do Pro­gra­ma das Na­ções pa­ra o De­sen­vol­vi­men­to vai me­lho­rar o de­sem­pe­nho e ges­tão fi­nan­cei­ra do erá­rio pú­bli­co

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.