Fu­tu­ro da dis­ci­pli­na pre­o­cu­pa pro­mo­tor

Jornal de Angola - - CULTURA - ARMINDO PEREIRA |

O pro­mo­tor da Ro­das & Even­tos, Isa­que Rodrigues "Za­zá", es­tá pre­o­cu­pa­do com o fu­tu­ro do Karting em Luanda, en­quan­to mai­or pó­lo de de­sen­vol­vi­men­to da mo­da­li­da­de no país, fa­ce à re­du­ção con­si­de­rá­vel de pi­lo­tos nas clas­ses de Ca­de­tes e Max, no cam­pe­o­na­to pro­vin­ci­al (TKL), sob a égi­de da As­so­ci­a­ção Pro­vin­ci­al dos Des­por­tos Mo­to­ri­za­dos da ca­pi­tal (APDML).

Em de­cla­ra­ções ao Jor­nal de Angola, ao fa­zer o ba­lan­ço das qua­tro pro­vas até aqui dis­pu­ta­das, aque­le res­pon­sá­vel mos­trou-se pre­o­cu­pa­do com o nú­me­ro de pi­lo­tos que mar­cou pre­sen­ça no Gran­de Pré­mio Mul­ti­par­ques, na are­na com o mes­mo no­me, há duas se­ma­nas. O ac­tu­al mo­men­to de aus­te­ri­da­de fi­nan­cei­ra é apon­ta­do, por Za­zá Rodrigues, co­mo um fac­tor li­ga­do a es­ta re­du­ção.

Em 2014, os pi­lo­tos da ca­te­go­ria Max (júnior) che­ga­ram a 14. Re­du­ziu pa­ra qua­se me­ta­de no ano se­guin­te e es­te ano são ape­nas qua­tro pi­lo­tos a cor­re­rem no Cam­pe­o­na­to Pro­vin­ci­al de Karting de Luanda. “As di­fi­cul­da­des são as mes­mas. Há fal­ta de pa­tro­cí­nio, quer pa­ra quem organiza quer pa­ra quem com­pe­te. De la­men­tar a fra­ca pre­sen­ça dos Ca­de­tes (cor­rem a tí­tu­lo de exi­bi­ção) e Max, que na úl­ti­ma pro­vam mar­ca­ram pre­sen­ça com ape­nas três pi­lo­tos. Até cer­to pon­to, es­ta si­tu­a­ção po­de com­pro­me­ter o fu­tu­ro da mo­da­li­da­de e de ou­tras ca­te­go­ri­as do au­to­mo­bi­lis­mo”, la­men­tou.

No to­can­te às de­mais clas­ses, DD2 e KZ, a par­ti­ci­pa­ção tem si­do re­gu­lar, com um ní­vel com­pe­ti­ti­vo mu­to equi­li­bra­do. Se­gun­do ain­da Za­zá Rodrigues, quer os pi­lo­tos quer a or­ga­ni­za­ção es­tão mais cons­ci­en­tes de que nesta al­tu­ra "a me­lhor saí­da pa­ra col­ma­tar a cri­se é a união de to­dos", o que tem sur­ti­do efei­tos po­si­ti­vos.

“De um mo­do ge­ral, fe­liz­men­te com mai­or ou me­nor di­fi­cul­da­de em Luanda, con­se­gui­mos or­ga­ni­zar to­das as pro­vas até ao mo­men­to. Gra­ças a Deus con­ta­mos com o pa­tro­cí­nio da Mul­ti­par­ques e o pa­ga­men­to das quo­tas dos nos­sos as­so­ci­a­dos e as­sim te­mos con­se­gui­do le­var o bar­co a bom por­to”, su­bli­nhou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.