Sa­bo­res do mun­do nas ter­ras de Ne­to

A PAR­TIR DO PRÓ­XI­MO ANO Pro­jec­tos são ex­ten­si­vos a ha­bi­tan­tes de di­ver­sos bair­ros dos mu­ni­cí­pi­os da Jam­ba e Ma­ta­la

Jornal de Angola - - PARTADA - DO­MIN­GOS MUCUTA ARÃO MAR­TINS |

A po­pu­la­ção das se­des dos mu­ni­cí­pi­os de Ca­cu­la, Jam­ba e Ma­ta­la, na pro­vín­cia da Huíla, vai ter mais água po­tá­vel a par­tir do pró­xi­mo ano, de­pois da con­clu­são das obras de ex­ten­são do sis­te­ma de abas­te­ci­men­to, em cur­so des­de an­te­on­tem.

O iní­cio das obras em Ca­cu­la foi tes­te­mu­nha­do pe­lo se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Ener­gia e Águas, Jo­a­quim Ven­tu­ra, e pe­lo go­ver­na­dor da Huíla, João Mar­ce­li­no Tyi­pin­ge.

O no­vo sis­te­ma de cap­ta­ção e for­ne­ci­men­to de água po­tá­vel do mais re­cen­te mu­ni­cí­pio da Huíla, cu­jas obras es­tão ava­li­a­das em 14,3 mi­lhões de dó­la­res, vai be­ne­fi­ci­ar mais de 10 mil pes­so­as, abas­te­ci­das ac­tu­al­men­te com res­tri­ções.

O sis­te­ma, que tem co­mo fon­te de cap­ta­ção o rio Ecam­ba, vai bom­be­ar 95 me­tros cú­bi­cos de água por ho­ra pa­ra os re­ser­va­tó­ri­os da es­ta­ção de tra­ta­men­to.

As obras in­clu­em a ins­ta­la­ção de con­du­tas de 355 mi­lí­me­tros, re­ser­va­tó­ri­os, re­des de dis­tri­bui­ção de 37 qui­ló­me­tros de ex­ten­são, 439 li­ga­ções do­mi­ci­liá­ri­as e 578 li­ga­ções às tor­nei­ras de quin­tais, além de oi­to cha­fa­ri­zes.

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Ener­gia e Águas co­lo­cou na ter­ça-fei­ra a pri­mei­ra pe­dra pa­ra a cons­tru­ção de um sis­te­ma se­me­lhan­te no mu­ni­cí­pio da Jam­ba, or­ça­do em 20 mi­lhões de dó­la­res, e ou­tro no mu­ni­cí­pio da Ma­ta­la, cu­jo va­lor não foi re­ve­la­do. Es­ti­ma-se que mais de 50 mil pes­so­as con­su­mam água tra­ta­da após a con­clu­são das obras nos dois mu­ni­cí­pi­os.

No qua­dro da me­lho­ria das con­di­ções so­ci­ais, es­tão a ser ins­ta­la­das re­des de elec­tri­ci­da­de nos bair­ros do Cu­awa, Qui­lem­bas e Tcha­vo­la. A ad­mi­nis­tra­do­ra de Ca­cu­la, Cár­men Duarte, fe­li­ci­tou o go­ver­no cen­tral por es­ta ini­ci­a­ti­va, que vi­sa me­lho­rar a qua­li­da­de de vida da po­pu­la­ção.

O go­ver­na­dor da Huíla, João Mar­ce­li­no Tyi­pin­ge, con­si­de­rou que es­te é o pri­mei­ro pas­so pa­ra ele­var as con­di­ções de vida em Ca­cu­la, que as­cen­deu à ca­te­go­ria de mu­ni­cí­pio há me­nos de cin­co anos.

O se­cre­tá­rio de Es­ta­do Jo­a­quim Ven­tu­ra dis­se que o pro­jec­to vai cri­ar em­pre­go du­ran­te a exe­cu­ção das obras e au­men­tar a qua­li­da­de de vida da po­pu­la­ção.

“O ní­vel de do­en­ças vai di­mi­nuir, por­que a água vai ter um pa­drão de qua­li­da­de acei­tá­vel pa­ra a saú­de hu­ma­na e ne­nhu­ma se­nho­ra vai mais an­dar lon­gas dis­tân­ci­as pa­ra lavar a rou­pa”, as­si­na­lou.

Bol­sas de es­tu­do

O pro­gra­ma de can­di­da­tu­ras pa­ra bol­sas de es­tu­do de Washing­ton, ao abri­go da Ini­ci­a­ti­va Pre­si­den­ci­al pa­ra Jo­vens Lí­de­res Afri­ca­nos (YALI), que acon­te­ce to­dos os anos, nos Es­ta­dos Uni­dos da Amé­ri­ca (EUA), foi apre­sen­tan­do aos es­tu­dan­tes uni­ver­si­tá­ri­os do Lu­ban­go, ca­pi­tal da pro­vín­cia da Huíla.

O re­pre­sen­tan­te da sec­ção de Im­pren­sa, Cul­tu­ra e Edu­ca­ção da Em­bai­xa­da dos EUA em Angola, Manuel Mun­gon­go, ex­pli­cou que as ins­cri­ções em Angola abrem no pró­xi­mo dia 21 e têm o pra­zo de um mês. Manuel Mun­gon­go ex­pli­cou que o pro­gra­ma “Young Afri­can Le­a­der Ini­ti­a­ti­ve” (YALI) con­ta com o al­to pa­tro­cí­nio do Pre­si­den­te Ba­rack Oba­ma e vi­sa in­cre­men­tar o en­vol­vi­men­to en­tre os EUA e a no­va va­ga de lí­de­res do con­ti­nen­te afri­ca­no.

“Pa­ra is­so, a ini­ci­a­ti­va le­va anu­al­men­te pa­ra os Es­ta­dos Uni­dos cer­ca de mil jo­vens di­ri­gen­tes, on­de os con­tem­pla­dos re­ce­bem, além de for­ma­ção aca­dé­mi­ca, for­ma­ção so­bre li­de­ran­ça e acom­pa­nha­men­to de men­to­res, com vis­ta ao de­sen­vol­vi­men­to de opor­tu­ni­da­des úni­cas em Áfri­ca, pon­do em prá­ti­ca os no­vos en­si­na­men­tos ao ser­vi­ço do cres­ci­men­to eco­nó­mi­co, da pros­pe­ri­da­de e do for­ta­le­ci­men­to das ins­ti­tui­ções de­mo­crá­ti­cas”, dis­se.

Pa­ra o ca­so de Angola, re­fe­riu, a Em­bai­xa­da dos EUA tem uma equi­pa da sec­ção de Im­pren­sa, Cul­tu­ra e Edu­ca­ção cons­ti­tuí­da por seis mem­bros, que es­tão a re­a­li­zar pa­les­tras de es­cla­re­ci­men­to so­bre os cri­té­ri­os e mol­des de can­di­da­tu­ra ao pro­gra­ma.

No ano pas­sa­do fo­ram be­ne­fi­ci­a­dos três es­tu­dan­tes da pro­vín­cia da Huíla. “To­dos os anos, com a aber­tu­ra das ins­cri­ções, te­mos mais de 600 can­di­da­tu­ras e o ano pas­sa­do fo­ram atri­buí­das 18 bol­sas”, dis­se.

Sem adi­an­tar o nú­me­ro de bol­sas a se­rem atri­buí­das es­te ano, Manuel Mun­gon­go es­cla­re­ceu ape­nas que a can­di­da­tu­ra é aber­ta a jo­vens ta­len­to­sos e lí­de­res nas su­as co­mu­ni­da­des, com ida­des en­tre 18 e 35 anos. “Os jo­vens que pro­mo­vem a hi­gi­e­ne no seu bair­ro e mo­bi­li­zam os vi­zi­nhos pa­ra ac­ções co­mu­ni­tá­ri­as são pre­fe­ren­ci­ais”, res­sal­tou o res­pon­sá­vel da Em­bai­xa­da.

A ses­são de es­cla­re­ci­men­to con­tou com a par­ti­ci­pa­ção de es­tu­dan­tes uni­ver­si­tá­ri­os do Ins­ti­tu­to Su­pe­ri­or de Ci­ên­ci­as da Edu­ca­ção (ISCED), Uni­ver­si­da­de Man­du­me Ya Nde­mu­fayo (UMN) e ins­ti­tui­ções su­pe­ri­o­res par­ti­cu­la­res.

KINDALA MANUEL

Ca­te­te aco­lheu ex­po­si­ção de gas­tro­no­mia

ARÃO MAR­TINS

Ser­vi­ço de dis­tri­bui­ção de água po­tá­vel es­tá a ser es­ten­di­do a zo­nas mais lon­gín­quas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.