Mi­lha­res de ha­bi­tan­tes com mais água po­tá­vel

Es­tão a ser re­a­bi­li­ta­dos e ins­ta­la­dos no­vos sis­te­mas de cap­ta­ção e abas­te­ci­men­to na re­gião

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - JOÃO UPALE |

A po­pu­la­ção dos mu­ni­cí­pi­os da Bibala e do Camucuio, a nor­te da pro­vín­cia do Na­mi­be, be­ne­fi­ci­am, den­tro de 12 me­ses, de mais água po­tá­vel, no âm­bi­to do pro­gra­ma “Água pa­ra To­dos”, que vi­sa o re­for­ço do abas­te­ci­men­to nas co­mu­ni­da­des ru­rais.

O pro­jec­to em cur­so no Na­mi­be é fi­nan­ci­a­do pe­lo Governo da Chi­na e es­tá ava­li­a­do em 30 mi­lhões de dó­la­res, apro­va­do no âm­bi­to da re­la­ção bi­la­te­ral en­tre os dois paí­ses, cu­ja ne­go­ci­a­ção abar­ca vá­ri­os pro­jec­tos a ní­vel das águas e elec­tri­ci­da­de, em be­ne­fí­cio de mais de 30 mil ha­bi­tan­tes.

A as­si­na­tu­ra do ac­to de con­sig­na­ção dos pro­jec­tos de re­a­bi­li­ta­ção e ex­pan­são dos sis­te­mas de abas­te­ci­men­to de água às se­des dos dois mu­ni­cí­pi­os foi fei­ta pe­lo se­cre­tá­rio de Es­ta­do de Ener­gia.

Jo­a­quim Ventura as­se­gu­rou que o Governo an­go­la­no vai con­ti­nu­ar a apos­tar se­ri­a­men­te no me­lho­ra­men­to da re­de de abas­te­ci­men­to de água em to­das as pro­vín­ci­as.

“Os dois pro­jec­tos vão fa­zer tam­bém com que se bai­xem os ín­di­ces de al­gu­mas do­en­ças con­traí­das pe­lo con­su­mo de água im­pró­pria”.

Os pro­jec­tos são am­bi­ci­o­sos, afi­an­çou o se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Ener­gia, que re­ve­lou es­ta­rem dis­po­ní­veis pa­ra o mu­ni­cí­pio da Bibala 78 cha­fa­ri­zes e 1.500 li­ga­ções do­mi­ci­liá­ri­as e Camucuio vai con­tar com 16 fon­te­ná­ri­os es­pa­lha­dos em vá­ri­os bair­ros da se­de mu­ni­ci­pal e com li­ga­ções do­mi­ci­liá­ri­as. “Es­ta­mos a fa­lar de cer­ca de 25 mil pes­so­as da Bibala e dez mil em Camucuio, que vão be­ne­fi­ci­ar des­tes sis­te­mas, pa­ra que dei­xem de ir bus­car água em lo­cais dis­tan­tes das su­as re­si­dên­ci­as”, dis­se o se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Ener­gia.

Com­ba­te à se­ca

Em re­la­ção à se­ca, dis­se o se­cre­tá­rio de Es­ta­do da Ener­gia, exis­te um pro­gra­ma es­pe­cí­fi­co, que aguar­da pe­la dis­po­ni­bi­li­da­de fi­nan­cei­ra pa­ra a sua exe­cu­ção, pois, jus­ti­fi­cou, o ob­jec­ti­vo do Exe­cu­ti­vo é “eliminar as con­sequên­ci­as da se­ca”, não com ac­ções con­cre­tas, por ca­da épo­ca em que se ve­ri­fi­car a es­ti­a­gem, mas com a cri­a­ção de uma in­fra-es­tru­tu­ra que per­mi­te o ar­ma­ze­na­men­to de água, que po­de ser usa­da no ano se­guin­te, ca­so ha­ja se­ca.

Jo­a­quim Ventura es­cla­re­ceu que a em­pre­sa que vai exe­cu­tar a em­prei­ta­da “es­tá obri­ga­da” a con­tra­tar jo­vens lo­cais.

In­for­mou ain­da que, no âm­bi­to des­te con­tra­to, es­sa em­pre­sa vai ocu­par-se da as­sis­tên­cia téc­ni­ca, ope­ra­ção e ma­nu­ten­ção do re­fe­ri­do sis­te­ma, de­ven­do pa­ra is­so “en­si­nar” os jo­vens tra­ba­lha­do­res da mu­ni­ci­pa­li­da­de a ma­ni­pu­la­rem as má­qui­nas, du­ran­te os três anos que se­rá obri­ga­da a fi­car na lo­ca­li­da­de a ope­rar o sis­te­ma, fa­zen­do to­da a ma­nu­ten­ção pos­sí­vel e trans­mi­tir co­nhe­ci­men­tos su­fi­ci­en­tes, pa­ra a ges­tão do mes­mo equi­pa­men­to. O vi­ce-go­ver­na­dor pro­vin­ci­al pa­ra a Área Téc­ni­ca e In­fra-es­tru­tu­ras, António Cor­reia dis­se que o pro­gra­ma “Água pa­ra To­dos” con­tem­pla du­as ver­ten­tes, a pri­mei­ra é o abas­te­ci­men­to de água nas zo­nas ru­rais pa­ra as pes­so­as e ani­mais e a se­gun­da pa­ra o abas­te­ci­men­to de água nas se­des mu­ni­ci­pais. António Cor­reia, que se di­ri­gia à po­pu­la­ção do Camucuio, lem­brou que a pro­vín­cia do Na­mi­be tra­ba­lha nes­te pro­jec­to já “há um bom tem­po”, com iní­cio no mu­ni­cí­pio do Tômbwa e es­tá ago­ra em cur­so em Vi­rei, Camucuio e Bibala. Re­co­nhe­ceu ha­ver al­guns sis­te­mas de for­ne­ci­men­to de água na pe­ri­fe­ria ou nas zo­nas ru­rais que apre­sen­tam di­fi­cul­da­des, mas pro­me­teu “en­con­trar for­mas” de re­por o seu fun­ci­o­na­men­to, pa­ra me­lho­rar o abas­te­ci­men­to de água à po­pu­la­ção, ga­do e pa­ra a agri­cul­tu­ra.

DOMBELE BER­NAR­DO

Po­pu­la­ção da re­gião dei­xa de per­cor­rer lon­gas dis­tân­ci­as ou de re­cor­rer aos ri­os e ca­cim­bas pa­ra ter água po­tá­vel pa­ra o con­su­mo diá­rio

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.