Or­ça­men­to re­vis­to vai à vo­ta­ção fi­nal

VO­TA­ÇÃO FI­NAL GLO­BAL Ma­nu­el Nu­nes Jú­ni­or ga­ran­te que país man­tém rit­mo de cres­ci­men­to

Jornal de Angola - - PARTADA - ADELINA INÁ­CIO|

O Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do Re­vis­to de 2016 vai ho­je à vo­ta­ção fi­nal glo­bal de­pois de ser dis­cu­ti­do e apro­va­do na es­pe­ci­a­li­da­de. O do­cu­men­to pro­pos­to pe­lo Exe­cu­ti­vo com­por­ta re­cei­tas na or­dem de seis tri­liões, 959 bi­liões, 728 mi­lhões, 851 mil e 527 kwan­zas. O pre­si­den­te da Co­mis­são de Eco­no­mia e Fi­nan­ças da As­sem­bleia Na­ci­o­nal, Ma­nu­el Nu­nes Jú­ni­or, ga­ran­tiu que o Or­ça­men­to re­vis­to que en­tra em vi­gor lo­go após a sua apro­va­ção vai per­mi­tir ao país man­ter o rit­mo de cres­ci­men­to.

O Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do Re­vis­to de 2016 vai ho­je à vo­ta­ção fi­nal glo­bal de­pois de ser dis­cu­ti­do e apro­va­do na es­pe­ci­a­li­da­de. O do­cu­men­to pro­pos­to pe­lo Exe­cu­ti­vo com­por­ta re­cei­tas na or­dem de seis tri­liões, 959 bi­liões, 728 mi­lhões, 851 mil e 527 kwan­zas.

O pre­si­den­te da Co­mis­são de Eco­no­mia e Fi­nan­ças da As­sem­bleia Na­ci­o­nal, Ma­nu­el Nu­nes Jú­ni­or, ga­ran­tiu que o Or­ça­men­to re­vis­to que en­tra em vi­gor lo­go após a sua apro­va­ção vai per­mi­tir ao país man­ter o rit­mo de cres­ci­men­to.

O de­pu­ta­do fa­lou do au­men­to nas des­pe­sas de in­ves­ti­men­tos pú­bli­cos no do­cu­men­to re­vis­to e sa­li­en­tou que an­tes da re­vi­são do Or­ça­men­to a per­cen­ta­gem do Pro­du­to In­ter­no Bru­to atri­buí­da aos in­ves­ti­men­tos pú­bli­cos era de 5.7 por cen­to e com a re­vi­são pas­sou a 7.7 por cen­to, equi­va­len­te a 6.5 bi­liões de dó­la­res alo­ca­dos pa­ra os in­ves­ti­men­tos pú­bli­cos.

“Is­so é mui­to im­por­tan­te, por­que o cres­ci­men­to do país nos úl­ti­mos anos tem si­do pu­xa­do pe­lo in­ves­ti­men­to pú­bli­co, e o au­men­to dos in­ves­ti­men­tos é im­por­tan­te pa­ra o cres­ci­men­to eco­nó­mi­co do país”, dis­se, su­bli­nhan­do que o cres­ci­men­to do país é es­sen­ci­al pa­ra se con­ti­nu­ar com os mes­mos ní­veis de de­sen­vol­vi­men­to na edu­ca­ção e saú­de.

As ou­tras re­cei­tas tri­bu­tá­ri­as de­vem ser ga­ran­ti­das pe­las não pe­tro­lí­fe­ras. “Es­se é ou­tro ele­men­to que é re­le­van­te e que de­no­ta o gran­de es­for­ço que es­tá a ser fei­to pe­lo Exe­cu­ti­vo no sen­ti­do de en­con­trar re­cur­so tri­bu­tá­rio fo­ra do sec­tor pe­tro­lí­fe­ro pa­ra fa­zer fa­ce à si­tu­a­ção ac­tu­al”, dis­se o de­pu­ta­do.

O Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do re­vis­to, que dá es­pe­ci­al aten­ção ao au­men­to das des­pe­sas de ca­pi­tal, foi ela­bo­ra­do com ba­se nu­ma pro­jec­ção ma­cro­e­co­nó­mi­ca com uma ta­xa de cres­ci­men­to de 1,1 por cen­to, va­lor abai­xo de 3,3 por cen­to do or­ça­men­to ini­ci­al, um pre­ço mé­dio do bar­ril do pe­tró­leo de USD 40,90, con­tra USD 45 do OGE ini­ci­al.

O do­cu­men­to apon­ta uma ta­xa de in­fla­ção de 38,5 por cen­to, con­tra 11 por cen­to do Or­ça­men­to ini­ci­al, e um dé­fi­ce na pers­pec­ti­va de com­pro­mis­so de 5,9 por cen­to, con­tra 5,5 por cen­to da pre­vi­são ini­ci­al.

No Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do re­vis­to o Pro­du­to In­ter­no Bru­to foi pro­jec­ta­do a AKZ 16.879,6 bi­liões, en­quan­to a pro­du­ção pe­tro­lí­fe­ra anu­al es­tá es­ti­ma­da em 654,6 mi­lhões de bar­ris de pe­tró­leo, con­tra 689,4 mi­lhões do OGE ini­ci­al. As re­cei­tas fis­cais, ex­cluin­do de­sem­bol­sos de fi­nan­ci­a­men­tos e vendas de ac­ti­vos, es­tão pro­jec­ta­das em cer­ca de três tri­liões, 484 bi­liões, 622 mi­lhões, 127 mil e 371 kwan­zas dos re­cur­sos or­di­ná­ri­os do Te­sou­ro, re­pre­sen­tan­do 50,06 por cen­to do to­tal da re­cei­ta, sen­do 44,4 por cen­to pro­ve­ni­en­te de im­pos­tos.

Dos re­cur­sos pro­ve­ni­en­tes dos im­pos­tos, 22 por cen­to são re­cei­tas

pe­tro­lí­fe­ras e 22,4 por cen­to re­pre­sen­tam as re­cei­tas fis­cais não pe­tro­lí­fe­ras. As con­tri­bui­ções so­ci­ais par­ti­ci­pam com 2,2 por cen­to do to­tal das re­cei­tas fis­cais.

SAN­TOS PE­DRO

Reu­nião ex­tra­or­di­ná­ria ho­je da As­sem­bleia Na­ci­o­nal foi con­vo­ca­da pa­ra a dis­cus­são e vo­ta­ção fi­nal do Or­ça­men­to Ge­ral do Es­ta­do re­vis­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.