De­ti­do sus­pei­to de fa­zer ar­mas de fo­go em ca­sa

Jornal de Angola - - SOCIEDADE - CÉ­SAR ES­TE­VES |

Um ci­da­dão na­ci­o­nal, de 47 anos, foi de­ti­do há di­as pe­la Po­lí­cia Na­ci­o­nal, no mu­ni­cí­pio do Bun­go, pro­vín­cia do Uíge, por sus­pei­ta de fa­bri­car ar­mas de fo­go, no in­te­ri­or da sua mo­ra­dia.

A de­ten­ção foi di­vul­ga­da pe­la Po­lí­cia Na­ci­o­nal na sua pá­gi­na ofi­ci­al no Fa­ce­bo­ok, em cu­jo tex­to se lê ain­da que as ar­mas pre­su­mi­vel­men­te pro­du­zi­das pe­lo de­ti­do são pa­ra ca­ça fur­ti­va.

Pa­ra a pro­du­ção de ar­mas, avan­ça a Po­lí­cia Na­ci­o­nal, fo­ram en­con­tra­das na mo­ra­dia do sus­pei­to uma má­qui­na pa­ra fa­bri­co de ca­ça­dei­ras, no­ve ca­ça­dei­ras, 26 ca­nos, 43 mu­ni­ções de PKM e 27 de AKM, 69 car­tu­chos de ca­ça­dei­ra e dois ca­nos de ca­ra­bi­nas so­vié­ti­cas.

Es­te mês, o Go­ver­no, atra­vés do Mi­nis­té­rio do Am­bi­en­te, pu­bli­cou um De­cre­to Exe­cu­ti­vo que proí­be o co­mér­cio de ani­mais sel­va­gens, vi­vos ou aba­ti­dos, ao lon­go das es­tra­das, a fim de er­ra­di­car a ca­ça fur­ti­va, que ame­a­ça a so­bre­vi­vên­cia das es­pé­ci­es.

Em An­go­la, as au­to­ri­da­des de­sen­vol­vem há 14 anos um pro­gra­ma de de­sar­ma­men­to da po­pu­la­ção ci­vil em to­do o país. A en­tre­ga é fei­ta de for­ma vo­lun­tá­ria, po­den­do ser fei­ta tam­bém co­er­ci­va­men­te.

O de­sar­ma­men­to da po­pu­la­ção ci­vil co­me­çou tão lo­go foi al­can­ça­da a paz efec­ti­va em An­go­la, em Abril de 2002. Até ho­je, mi­lha­res de ci­da­dãos já en­tre­ga­ram vo­lun­ta­ri­a­men­te as ar­mas que ti­nham.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.