47.000

Jornal de Angola - - POLÍTICA -

re­ser­va­tó­ri­os de água, ofi­ci­nas, cap­ta­ção de água po­tá­vel a ou­tros lo­cais.

Sil­ves­tre Tu­lum­ba ga­ran­te que o pro­jec­to foi de­se­nha­do pa­ra fa­zer fun­ci­o­nar vá­ri­as ver­ten­tes li­ga­das à pro­du­ção, transformação e dis­tri­bui­ção de ali­men­tos pa­ra o bem-es­tar das fa­mí­li­as. Su­bli­nha que, na uni­da­de de bo­vi­ni­cul­to­ra, se­rão ex­traí­dos 80 mi­lhões de li­tros de lei­te a se­rem pro­du­zi­dos por 10 mil va­cas lei­tei­ras. In­di­ca que o com­ple­xo de sui­ni­cul­tu­ra se­rá cons­ti­tuí­do por 2.000 por­cas re­pro­du­to­ras e 47 mil suí­nos pa­ra aba­te.

A uni­da­de de pro­du­ção e transformação de açú­car vai pro­du­zir 300 mil to­ne­la­das des­te pro­du­to e 300 me­gawatts (mwh) de elec­tri­ci­da­de. “Te­re­mos ain­da a pro­du­ção hor­tí­co­la nu­ma área de 500 hec­ta­res, com pro­du­ções anu­ais de 15 mil to­ne­la­das de ba­ta­ta, 7.500 de ce­nou­ra e 5.000 de ce­bo­la”, as­se­gu­ra.

Na pri­mei­ra fa­se do pro­jec­to, a uni­da­de de mo­a­gem vai pro­du­zir fa­ri­nha e fa­re­lo e, até o iní­cio de 2018, ar­ran­ca a fá­bri­ca de ra­ções, per­mi­tin­do, as­sim, o fun­ci­o­na­men­to to­tal de to­das as áre­as. “Es­te é o nos­so ob­jec­ti­vo. Am­bi­ci­o­na­mos que a in­dús­tria agro-in­dus­tri­al es­te­ja a pro­du­zir de for­ma in­te­gra­da no se­gun­do se­mes­tre de 2018”, adi­an­ta, acres­cen­tan­do que a vi­são so­ci­al é par­te in­te­gran­te e fun­da­men­tal des­te pro­jec­to “fei­to por an­go­la­nos pa­ra an­go­la­nos”.

Des­ta­can­do os enor­mes re­cur­sos hí­dri­cos e as ter­ras ará­veis em abun­dân­cia na re­gião de Ca­lu­e­que, Sil­ves­tre Tu­lum­ba ape­la à en­tre­ga e co­la­bo­ra­ção de to­dos “pa­ra que o país se tor­ne num for­te pro­du­tor de ali­men­tos”.

Ar­gu­men­ta, o em­pre­sá­rio, que o pro­jec­to foi ali­nha­do pa­ra tor­nar to­das as áre­as pro­du­ti­vas e au­to-su­fi­ci­en­tes com uma apos­ta sé­ria, pa­ra se aca­bar com a de­pen­dên­cia das im­por­ta­ções, até do mi­lho, que po­de ser pro­du­zi­do em gran­de es­ca­la no país e no Cu­ne­ne, em par­ti­cu­lar.

Em Ca­lu­e­que, além da agro-in­dús­tria, es­tá pre­vis­ta a cri­a­ção de uma di­nâ­mi­ca re­de de ar­ma­zéns e de dis­tri­bui­ção da pro­du­ção pa­ra to­do o país. O le­ma adop­ta­do no pro­jec­to é “Cri­a­mos o ama­nhã, ao se­me­ar, co­lher, trans­for­mar, pro­du­zir, dis­tri­buir e con­su­mir”.

No­vo ae­ro­por­to

A im­ple­men­ta­ção do pro­jec­to agro-in­dus­tri­al es­tá a per­mi­tir cons­truir um no­vo ae­ro­por­to, com ca­pa­ci­da­de de al­ber­gar ae­ro­na­ves de pe­que­no, mé­dio e gran­de por­tes. Mi­guel Cris­tó­vão, co­or­de­na­dor do pro­jec­to, ex­pli­ca que a pis­ta vai ter mais de 2.800 me­tros de com­pri­men­to e 200 de lar­gu­ra, in­cluin­do os pas­sei­os e ber­mas.

A par do ae­ro­por­to, na ba­se da vi­la, já es­tá con­cluí­dos o re­fei­tó­rio com ca­pa­ci­da­de de 300 lu­ga­res sen­ta­dos, uma sa­la mul­tiu­sos com 120 lu­ga­res e cin­co blo­cos de dor­mi­tó­ri­os com 28 suí­tes ca­da blo­co, in­di­ca Mi­guel Cris­tó­vão, es­cla­re­cen­do que um sig­ni­fi­ca­ti­vo nú­me­ro de equi­pa­men­tos es­tá en­vol­vi­do na aber­tu­ra de pi­ca­das den­tro do pro­jec­to, que po­dem atin­gir cer­ca de 600 qui­ló­me­tros, 18 dos quais de ta­pe­te as­fál­ti­co des­de Ca­lu­e­que até à bar­ra­gem do Ru­a­ca­ná.

A con­cre­ti­za­ção do pro­jec­to Agro-In­dus­tri­al Eso­park Ho­ri­zon­te-2020 es­tá a per­mi­tir a cons­tru­ção de es­tra­das e de in­fra-es­tru­tu­ras pa­ra cap­ta­ção e dis­tri­bui­ção de água, se­gun­do o em­pre­sá­rio que li­de­ra o pro­jec­to.

O ae­ro­por­to, diz o ad­mi­nis­tra­dor co­mu­nal de Tchi­ta­to, Mbam­bi Ke­a­ne dos San­tos, cons­ti­tui um re­for­ço ao de­sen­vol­vi­men­to da re­gião. Em Ca­lu­e­que, já exis­te uma pis­ta de pe­que­na di­men­são, on­de só po­dem, por en­quan­to, ater­rar ae­ro­na­ves de pe­que­no por­te. “A cons­tru­ção do no­vo ae­ro­por­to no pe­rí­me­tro do pro­jec­to Ezo­park Ho­ri­zon­te-2020 vai di­na­mi­zar, se­gu­ra­men­te, o cres­ci­men­to da re­gião”, afir­ma Mbam­bi dos San­tos.

NI­LO MA­TEUS

Cri­a­ção de ga­do de al­ta se­lec­ção vai pro­por­ci­o­nar a dis­po­ni­bi­li­da­de de gran­des quan­ti­da­des de car­ne e lei­te no mer­ca­do na­ci­o­nal e o seu ex­ce­den­te vai ser di­rec­ci­o­na­do à ex­por­ta­ção pa­ra os mer­ca­dos dos paí­ses que fa­zem fron­tei­ra com An­go­la

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.