Pe­tro fo­ra da Ta­ça dos Cam­peões

Re­pre­sen­tan­te da clas­se mas­cu­li­na au­sen­te pe­lo ter­cei­ro ano con­se­cu­ti­vo

Jornal de Angola - - DESPORTO -

A equi­pa sé­ni­or fe­mi­ni­na de andebol do 1.º de Agos­to é a úni­ca re­pre­sen­tan­te an­go­la­na à tri­gé­si­ma oitava edi­ção do Cam­pe­o­na­to Afri­ca­no dos Clu­bes Cam­peões, que a ca­pi­tal do Bur­qui­na Fa­so, Ou­ga­dou­gou, aco­lhe de 21 a 30 de Ou­tu­bro pró­xi­mos.

Se­gun­do co­mu­ni­ca­do ofi­ci­al da Con­fe­de­ra­ção Afri­ca­na de Andebol (CAHB), An­go­la não ins­cre­veu ne­nhum clu­be, en­tre os dez mas­cu­li­nos con­fir­ma­dos. Pa­ra o sec­tor fe­mi­ni­no, ape­nas a for­ma­ção militar fi­gu­ra na lis­ta das oi­to equi­pas que cum­pri­ram as obri­ga­ções ad­mi­nis­tra­ti­vas e fi­nan­cei­ras, pa­ra ga­ran­tir par­ti­ci­pa­ção na pro­va.

O sor­teio pa­ra a edi­ção de 2016 é re­a­li­za­do na se­de da CAHB, em Abid­jan, Costa do Mar­fim, quar­ta-fei­ra pró­xi­ma, as 10h00. De fo­ra fi­cou, igual­men­te, o cam­peão con­go­lês, ASEL, in­di­ca­do co­mo equi­pa de re­ser­va, pa­ra a pro­va re­ser­va­da às se­nho­ras.

Há cer­ca de dois me­ses do CAN fe­mi­ni­no, a de­cor­re­rem Luanda, de 28 de No­vem­bro a 7 de De­zem­bro, o des­ta­que vai pa­ra as du­as equi­pas dos Ca­ma­rões, FAP e TKC, re­ve­lan­do a cla­ra in­ten­ção de con­fe­rir ro­da­gem com­pe­ti­ti­va a to­das as atle­tas se­lec­ci­o­ná­veis.

Nai­ro­bi Wa­ter do Qué­nia, HC He­ri­ta­ge da RDC, ASPAC do Be­nin, Ban­da­ma HBC da Costa do Mar­fim, AS Onea do Bur­qui­na Fa­so e 1º de Agos­to de An­go­la, são as res­tan­tes for­ma­ções con­fir­ma­das. Sem a con­fir­ma­ção do Pe­tro de Luanda e Pro­gres­so Sam­bi­zan­ga, o 1º de Agos­to tem nas du­as equi­pas dos Ca­ma­rões, as úni­cas opo­nen­tes que po­dem ins­pi­rar al­gu­ma pre­o­cu­pa­ção, ten­do em con­ta a fra­ca qua­li­da­de com­pe­ti­ti­va das re­pre­sen­ta­ções do Be­nin, Bur­qui­na Fa­so, Qué­nia, RDC e mes­mo Costa do Mar­fim. Por ou­tro la­do, ex­cep­ção fei­ta às jo­ga­do­ras do clu­be militar, ou­tras an­de­bo­lis­tas, te­o­ri­ca­men­te em con­di­ções de in­te­grar a Se­lec­ção Na­ci­o­nal, fi­cam de fo­ra da mai­or reu­nião an­de­bo­lís­ti­ca de clu­bes do con­ti­nen­te, que tem si­do uma an­te­câ­ma­ra à pro­va das nações.

Com de­za­no­ve tí­tu­los de cam­peão afri­ca­no no seu his­to­ri­al, o Pe­tro de Luanda con­se­guiu a pri­mei­ra vi­tó­ria nes­ta com­pe­ti­ção em 1993, em Tu­nes, sob ori­en­ta­ção de Be­to Fer­rei­ra. Per­deu o cep­tro em 1994, re­cu­pe­rou-o em 1995 e vol­tou a per­dê-lo em 1996, no Be­nin. Daí pa­ra fren­te con­se­guiu o mais lon­go ci­clo de vi­tó­ri­as con­se­cu­ti­vas de que há me­mó­ria, em com­pe­ti­ções con­ti­nen­tais de andebol, triun­fan­do des­de 1997, em Ni­a­mey, Ní­ger, até 2013, em Mar­ra­ke­ch, Mar­ro­cos.

Pe­lo ter­cei­ro ano con­se­cu­ti­vo, An­go­la não está re­pre­sen­ta­da na com­pe­ti­ção mas­cu­li­na, com o 1.º de Agos­to a ab­di­car da par­ti­ci­pa­ção, ape­sar de ter ga­nho os dois úl­ti­mos cam­pe­o­na­tos na­ci­o­nais. Em vés­pe­ra do Mun­di­al de Fran­ça, de 11 a 29 de Ja­nei­ro, qua­tro equi­pas do Nor­te de Áfri­ca, as­se­gu­ram a par­ti­ci­pa­ção, e os Ca­ma­rões ins­cre­vem 2 re­pre­sen­tan­tes, tal co­mo fi­ze­ram na pro­va fe­mi­ni­na.

An­go­la per­de as­sim a opor­tu­ni­da­de de con­fe­rir mai­or ro­da­gem com­pe­ti­ti­va à se­lec­ção mas­cu­li­na, nu­ma al­tu­ra em que os jo­ga­do­res fi­ca­ram qua­se 3 me­ses sem com­pe­ti­ção.

Za­ma­lek e Al Ahly, do Egip­to, FAP e Mi­nuh, dos Ca­ma­rões, JSK da RDC, Wi­dad Sma­ra de Mar­ro­cos, Cai­man do Con­go, Po­li­ce HBC do Rwan­da e AS Dou­a­ne do Bur­qui­na Fa­so, são os dez clu­bes que lu­tam pe­lo tí­tu­lo con­ti­nen­tal mas­cu­li­no.

JOAO GO­MES

Mi­li­ta­res vão de­fen­der o tí­tu­lo con­ti­nen­tal de clu­bes sem con­tar com a con­cor­rên­cia e a opo­si­ção das gran­des ri­vais do­més­ti­cas na pro­va

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.