Pe­tro e 1º Agos­to anu­lam obs­tá­cu­los

DIS­PU­TA RENHIDA NO TOPO E NA CAUDA DA TABELA Can­di­da­tos ven­cem e man­têm ex­pec­ta­ti­va na lu­ta pe­la con­quis­ta do tí­tu­lo

Jornal de Angola - - PARTADA - AN­TÓ­NIO DE BRITO |

O 1º de Agos­to man­tém-se fir­me na li­de­ran­ça do cam­pe­o­na­to ru­mo à con­quis­ta do dé­ci­mo tí­tu­lo da mai­or fes­ta fu­te­bo­lís­ti­ca na­ci­o­nal, que lhe fo­ge há dez anos. A for­ma­ção militar re­for­çou on­tem o co­man­do da com­pe­ti­ção, ao ven­cer o Des­por­ti­vo da Huí­la por con­for­tá­veis (4-1), no Es­tá­dio do Fer­ro­via, em par­ti­da re­fe­ren­te à 25ª jor­na­da do Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal de Fu­te­bol da I Di­vi­são, Girabola Zap, com Ary Pa­pel e Go­go­ró a bi­sa­rem em ca­da me­ta­de do de­sa­fio.

Dany Tra­ça mar­cou o go­lo de hon­ra dos mi­li­ta­res da Re­gião da Sul, obri­ga­dos a triun­far nas pró­xi­mas cin­co ron­das pa­ra ga­ran­tir a per­ma­nên­cia na pro­va. Os ru­bros e ne­gros aca­ba­ram por con­fir­mar o fa­vo­ri­tis­mo di­an­te dos pu­pi­los de Ivo Tra­ça. Dos 12 jo­gos dis­pu­ta­dos na con­di­ção de vi­si­tan­te, o co­man­dan­te do cam­pe­o­na­to ven­ceu seis, em­pa­tou cin­co e per­deu ape­nas um.

Na pró­xi­ma jor­na­da, o 1º de Agos­to efec­tua a úl­ti­ma des­lo­ca­ção ao ter­re­no do 1º de Maio de Benguela. De­pois en­fren­tam na ca­pi­tal, o Ka­bus­corp do Pa­lan­ca (27.ª jor­na­da), In­ter­clu­be (28.ª), ASA (29.ª) e Pe­tro de Luanda (30.ª). Os “mi­li­ta­res” do Rio Se­co têm mais 15 pon­tos em dis­pu­ta, com ad­ver­sá­ri­os te­o­ri­ca­men­te di­fí­ceis.

Em­ba­la­dos com o triun­fo so­bre a Aca­dé­mi­ca do Lo­bi­to, o Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo man­te­ve a tra­di­ção nas des­lo­ca­ções à ci­da­de de Sau­ri­mo. Em ple­no es­tá­dio das Man­guei­ras, o bi­cam­peão na­ci­o­nal che­gou, viu e ven­ceu a equi­pa de Ki­to Ri­bei­ro por 1-0, com go­lo so­li­tá­rio de Eri­val­do, aos 38 mi­nu­tos. Em ca­sa, os lun­das não per­di­am há cin­co jor­na­das, de­sem­pe­nho que lhes as­se­gu­ra a ma­nu­ten­ção no es­ca­lão prin­ci­pal.

No dér­bi da ca­pi­tal, o Pe­tro de Luanda der­ro­tou o Ka­bus­corp do Pa­lan­ca por 1-0, no Es­tá­dio Na­ci­o­nal 11 de No­vem­bro, com a for­ma­ção pe­tro­lí­fe­ra a man­ter a des­van­ta­gem de três pon­tos em re­la­ção ao 1º de Agos­to, lí­der da pro­va. Aos 87 mi­nu­tos, Ti­a­go Azou­lão deu os três pon­tos aos tri­co­lo­res, apro­vei­tan­do uma de­sa­ten­ção de­fen­si­va dos pa­lan­qui­nos. O 4 de Abril faz pe­la vi­da pa­ra con­ti­nu­ar no con­ví­vio dos gran­des clu­bes no ano de es­treia. No du­e­lo de equi­pas afli­tas, o gré­mio do Cu­an­do Cu­ban­go re­ce­beu e ven­ceu, por 2-0, o Por­ce­la­na do Cu­an­za Nor­te, no Es­tá­dio Mu­ni­ci­pal de Me­non­gue. Aos 40 e 80 mi­nu­tos, Cam­pos e Ma­tam­ba mar­ca­ram os go­los do de­sa­fio.

A dis­pu­ta da jor­na­da ter­mi­na ho­je com três de­sa­fi­os, sen­do dois em Luanda e ou­tro no Lo­bi­to. O Pro­gres­so Sam­bi­zan­ga re­ce­be o Re­cre­a­ti­vo da Caá­la, às 15h30, no Es­tá­dio Na­ci­o­nal da Ci­da­de­la, num jo­go que se es­pe­ra re­nhi­do. Os sam­bi­las não ven­cem há seis jor­na­das, tal co­mo os ca­a­la­en­ses. Se­pa­ra­dos por oi­to pon­tos, Aca­dé­mi­ca e Sa­gra­da Es­pe­ran­ça de­fron­tam-se, às 15h30, no Es­tá­dio Mu­ni­ci­pal do Bu­ra­co, em de­sa­fio de fa­vo­ri­tis­mo re­par­ti­do. Es­tu­dan­tes e di­a­man­tí­fe­ros dis­pu­tam a ma­nu- ten­ção na com­pe­ti­ção.

ASA e In­ter­clu­be me­dem for­ças, às 17h00, no Es­tá­dio Mu­ni­ci­pal dos Co­quei­ros, com as du­as equi­pas apos­ta­das em ven­cer o de­sa­fio. Com a si­tu­a­ção in­de­fi­ni­da, o ASA está obri­ga­do a ga­nhar ca­so quei­ra con­ti­nu­ar na al­ta-ro­da do fu­te­bol na­ci­o­nal. O In­ter­clu­be am­bi­ci­o­na os três pon­tos, pa­ra ga­ran­tir um lu­gar con­for­tá­vel na tabela clas­si­fi­ca­ti­va, de­pois de es­tar pra­ti­ca­men­te afas­ta­do da lu­ta pe­lo tí­tu­lo.

JO­SÉ SOARES

Tri­co­lo­res so­frem pa­ra der­ro­tar os pa­lan­qui­nos e con­ti­nu­am a per­se­gui­ção aper­ta­da ao co­man­dan­te da tabela clas­si­fi­ca­ti­va

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.