Ban­co cen­tral man­tém ju­ros

Jornal de Angola - - ECONOMIA -

O Fe­de­ral Re­ser­ve (FED), o ban­co cen­tral nor­te-ame­ri­ca­no, man­tém a ta­xa de ju­ros na quarta-feira, em meio a uma in­fla­ção fra­ca e a re­cen­tes da­dos eco­nó­mi­cos fra­cos, mas pode si­na­li­zar uma ele­va­da pro­ba­bi­li­da­de de al­ta até o fi­nal do ano.

O Fe­de­ral Re­ser­ve ele­vou a ta­xa de ju­ros re­fe­ren­ci­al pa­ra uma fai­xa de 0,25 por cen­to a 0,50 por cen­to em De­zem­bro, a pri­mei­ra al­ta em qua­se uma dé­ca­da, mas des­de en­tão não fez mais al­te­ra­ções.

Eco­no­mis­tas con­sul­ta­dos pe­la Reu­ters pre­vi­am uma pe­que­na opor­tu­ni­da­de de al­ta na con­clu­são da reu­nião de dois di­as do Fe­de­ral Re­ser­ve, nes­ta quarta-feira, com a mai­o­ria a es­pe­ra por uma ele­va­ção dos ju­ros na reu­nião de De­zem­bro. “A úl­ti­ma coi­sa que o Fe­de­ral Re­ser­ve quer é per­tur­bar os mer­ca­dos fi­nan­cei­ros com uma gran­de sur­pre­sa”, dis­se o eco­no­mis­ta do Deuts­che Bank, Tors­ten Slok.

As 17 au­to­ri­da­des do Fe­de­ral Re­ser­ve de­vem con­tra­por um mer­ca­do de tra­ba­lho for­te, mar­ca­do por uma ta­xa de de­sem­pre­go de 4,9 por cen­to e ga­nhos de em­pre­go que es­tão a ul­tra­pas­sar o cres­ci­men­to da po­pu­la­ção, com a in­fla­ção ain­da bem abai­xo da me­ta de dois por cen­to do ban­co cen­tral e lei­tu­ras fra­cas em Agos­to pa­ra a ac­ti­vi­da­de da indústria e de ser­vi­ços.

O Ban­co do Ja­pão adop­tou na quarta-feira uma me­ta pa­ra a ta­xa de ju­ros de lon­go pra­zo, nu­ma re­for­mu­la­ção da sua es­tru­tu­ra de po­lí­ti­ca mo­ne­tá­ria, des­ti­na­da a ace­le­rar o cum­pri­men­to da sua me­ta de in­fla­ção de dois por cen­to. O Ban­co do Ja­pão re­ve­lou que vai con­ti­nu­ar a com­prar tí­tu­los do go­ver­no.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.