Wig­gins ad­mi­te uso de pro­du­to proi­bi­do

Jornal de Angola - - DESPORTO -

O ci­clis­mo vol­ta a de­ba­ter-se com um pro­ble­ma de do­ping, des­ta vez com Bra­dley Wig­gins, ven­ce­dor do “Tour” de Fran­ça em 2012 e me­da­lha de ou­ro nos Jo­gos Olím­pi­cos de Lon­dres, em con­tra-relógio no mes­mo ano, além de vá­ri­as ou­tras vi­tó­ri­as, ad­mi­tiu, em en­tre­vis­ta à BBC, ter con­su­mi­do tri­am­ci­no­lo­ne, uma dro­ga po­de­ro­sa e ba­ni­da por ser con­si­de­ra­da do­ping.

Os da­dos mé­di­cos do ci­clis­ta, as­sim co­mo de ou­tras fi­gu­ras mun­di­ais do des­por­to, fo­ram re­ve­la­dos por um gru­po de pi­ra­tas in­for­má­ti­cos rus­sos, e abri­ram no­vo debate so­bre o do­ping. Wig­gins, po­rém, su­bli­nhou que não é ba­to­tei­ro e des­ta­cou que o uso do me­di­ca­men­to foi au­to­ri­za­do e ser­viu pa­ra se co­lo­car ao ní­vel dos res­tan­tes ci­clis­tas. “So­fro de as­ma há mui­tos anos e con­sul­tei, com o mé­di­co da mi­nha equi­pa, um es­pe­ci­a­lis­ta pa­ra ver co­mo se po­dia cu­rar es­sa si­tu­a­ção. Es­te me­di­ca­men­to foi a cu­ra pa­ra uma si­tu­a­ção mé­di­ca, não foi uma ma­nei­ra de ga­nhar uma van­ta­gem in­jus­ta. Foi pa­ra co­lo­car-me num ní­vel em que pu­des­se com­pe­tir com to­dos os ou­tros ci­clis­tas do pe­lo­tão”, re­ve­lou.O ci­clis­ta de 36 anos des­ta­ca que vi­veu vá­ri­os pro­ble­mas res­pi­ra­tó­ri­os, de­ri­va­dos da as­ma, em 2012, o que o le­vou a pro­cu­rar so­lu­ções mé­di­cas mais efi­ca­zes. O uso de subs­tân­ci­as des­te gé­ne­ro, proi­bi­das, pode ser au­to­ri­za­do em ca­sos ex­cep­ci­o­nais, em que se­ja cli­ni­ca­men­te ne­ces­sá­rio.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.