Ben­to XVI so­fre da vis­ta

Jornal de Angola - - SOCIEDADE -

O pre­fei­to re­gi­o­nal da Ca­sa Pon­ti­fí­cia e ex-se­cre­tá­rio pes­so­al do ago­ra pa­pa emé­ri­to Ben­to XVI, Ge­org Ganswëin, re­ve­lou que “ele es­tá qua­se ce­go” e vê “mui­to mal com o olho es­quer­do”, des­de que em 1994 so­freu uma em­bo­lia e de­pois uma ma­cu­lo­pa­tia.

“O pa­pa qua­se ce­go, quem sa­bia?”, es­cre­veu Ge­org Ganswëin em ar­ti­go pu­bli­ca­do on­tem pe­lo jor­nal ita­li­a­no “Cor­ri­e­re del­la Se­ra”.

O ex-se­cre­tá­rio pes­so­al do pa­pa ale­mão fez es­tas de­cla­ra­ções a pro­pó­si­to do úl­ti­mo li­vro-en­tre­vis­ta so­bre Ben­to XVI pu­bli­ca­do re­cen­te­men­te.

Ge­org Ganswëin ex­pli­ca que a di­mi­nui­ção vi­su­al do pa­pa emé­ri­to te­ve a sua ori­gem em 1991, qu­an­do so­freu uma he­mor­ra­gia ce­re­bral. Pos­te­ri­or­men­te, em 1994, so­freu uma em­bo­lia se­gui­da de uma ma­cu­lo­pa­tia que pro­vo­cou uma per­da sig­ni­fi­ca­ti­va da vi­são no olho es­quer­do.

O pre­fei­to re­gi­o­nal da Ca­sa Pon­ti­fí­ca lem­bra co­mo Ben­to XVI não re­nun­ci­a­va a 7 ou 8 ho­ras de so­no ou à ses­ta e re­fe­re os pas­sei­os pra­ze­ro­sos que o pa­pa re­a­li­za­va, en­quan­to ago­ra “dá ca­da vez pas­sos mais bre­ves”.

Fi­nal­men­te, evo­ca a re­nún­cia de Ben­to XVI, em Fe­ve­rei­ro de 2013, pa­ra afir­mar que foi uma de­ci­são que não se de­veu a ne­nhu­ma pres­são, mas à in­ca­pa­ci­da­de fí­si­ca de o pa­pa de “atra­ves­sar o Atlân­ti­co” pa­ra par­ti­ci­par na Jor­na­da Mun­di­al da Ju­ven­tu­de no Bra­sil, em 2013. “De­ve­ria ter ocor­ri­do em 2014, mas foi an­te­ci­pa­da pa­ra 2013 por cau­sa do Mun­di­al de Fu­te­bol. Se não ti­ves­se si­do as­sim, (Ben­to XVI) te­ria en­con­tra­do uma ma­nei­ra de per­ma­ne­cer até 2014”, ex­pli­cou.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.