Pro­fes­so­res re­gres­sa­ram ao tra­ba­lho

DE­POIS DE DOIS DIAS DE GRE­VE NO BENGO Go­ver­no Pro­vin­ci­al e sin­di­ca­to lo­cal da clas­se che­ga­ram a en­ten­di­men­to

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - ED­SON FON­TES |

Os pro­fes­so­res do Bengo re­to­ma­ram on­tem as au­las, de­pois de dois dias de pa­ra­li­sa­ção, de­cla­ra­da pe­lo Sin­di­ca­to Pro­vin­ci­al dos Pro­fes­so­res (SINPROF), anun­ci­ou o di­rec­tor lo­cal da Edu­ca­ção, Ci­ên­ci­as e Tec­no­lo­gia.

An­tó­nio Qui­no es­cla­re­ceu que a gre­ve dos pro­fes­so­res ti­nha si­do de­cla­ra­da no âm­bi­to das rei­vin­di­ca­ções da dí­vi­da dos de­ten­to­res de car­gos de di­rec­ção e de che­fia e do não pa­ga­men­to de re­tro­ac­ti­vos nos con­cur­sos públicos, en­tre ou­tros.

Hou­ve um me­mo­ran­do de en­ten­di­men­to com o sin­di­ca­to, ex­pli­cou o di­rec­tor pro­vin­ci­al da Edu­ca­ção, pa­ra avan­çar que uma co­mis­são in­ter­mi­nis­te­ri­al es­tá a fa­zer um le­van­ta­men­to na pro­vín­cia, pa­ra pos­te­ri­or­men­te se fa­ze­rem os pa­ga­men­tos.

An­tó­nio Qui­no dis­se que es­ta ini­ci­a­ti­va é uma das con­di­ções que a en­ti­da­de pa­tro­nal, em par­ti­cu­lar a Di­rec­ção Pro­vin­ci­al da Edu­ca­ção, em no­me do go­ver­no lo­cal, e o Se­cre­ta­ri­a­do lo­cal do SINPROF en­con­tra­ram-se pa­ra so­lu­ci­o­nar a ques­tão.

O di­rec­tor pe­diu os pro­fes­so­res que ade­ri­ram à gre­ve e ou­tros, que, por uma ou ou­tra ra­zão não o te­nham fei­to, a re­to­mar as au­las em ple­ni­tu­de. An­tó­nio Qui­no re­fe­riu ain­da que vai ser fei­to um anún­cio pa­ra que os di­fe­ren­tes mu­ni­cí­pi­os da pro­vín­cia pos­sam di­ri­gir-se à Di­rec­ção da Edu­ca­ção com a do­cu­men­ta­ção exi­gi­da, pa­ra que se fa­ça o le­van­ta­men­to re­al das dí­vi­das que exis­tem no sec­tor.

O se­cre­tá­rio pro­vin­ci­al do SINPROF no Bengo, Cé­sar An­tó­nio, in­for­mou que com a as­si­na­tu­ra do um me­mo­ran­do de en­ten­di­men­to, o se­cre­ta­ri­a­do con­cor­dou em can­ce­lar a gre­ve. “Con­tra­ri­a­men­te ao anún­cio fei­to pe­lo di­rec­tor pro­vin­ci­al da Edu­ca­ção, não há des­con­tos sa­la­ri­ais re­fe­ren­tes aos dois dias de pa­ra­li­sa­ção e os co­or­de­na­do­res es­tão li­vres de ac­ções de exo­ne­ra­ções”, dis­se Cé­sar An­tó­nio pa­ra quem hou­ve um acor­do em que o não pa­ga­men­to das dí­vi­das cons­tan­tes do ca­der­no rei­vin­di­ca­ti­vo vai con­di­ci­o­nar o ar­ran­que do ano lec­ti­vo de 2017, uma vez que exis­te uma co­mis­são mi­nis­te­ri­al, com re­pre­sen­tan­tes dos mi­nis­té­rio da Ad­mi­nis­tra­ção do Ter­ri­tó­rio e da Edu­ca­ção e do Se­cre­ta­ri­a­do Pro­vin­ci­al do SINPROF. O se­cre­tá­rio do SINPROF ape­lou os pro­fes­so­res pa­ra re­to­ma­rem o tra­ba­lho e que “se de­vem di­ri­gir à Di­rec­ção Pro­vin­ci­al de Edu­ca­ção, pa­ra fa­ze­rem a pro­va de vi­da”, le­van­do con­si­go a có­pia do Bi­lhe­te de Iden­ti­da­de e o ter­mo de iní­cio de fun­ções. De igual mo­do, ex­pli­cou que os di­rec­to­res e co­or­de­na­do­res de­vem apre­sen­tar a có­pia do Bi­lhe­te de Iden­ti­da­de, ter­mo de iní­cio de fun­ções, des­pa­chos de cri­a­ção de es­co­la e de no­me­a­ção, en­quan­to os pro­fes­so­res de 2012 de­vem ape­nas apre­sen­tar-se à Di­rec­ção Pro­vin­ci­al, em co­or­de­na­ção com o sin­di­ca­to, on­de vão en­con­trar as fo­lhas de sa­lá­rio.

ARÃO MAR­TINS

Es­co­las da pro­vín­cia do Bengo vol­tam a re­gis­tar a pre­sen­ça mas­si­va de alu­nos que ti­nham fi­ca­do dias sem au­las por cul­pa de uma gre­ve de pro­fes­so­res

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.