Ges­to­res pú­bli­cos em for­ma­ção na Huí­la

ESTATÍSTICA APLI­CA­DA À GES­TÃO O ob­jec­ti­vo é ga­ran­tir que os mu­ni­cí­pi­os pos­sam ge­rir os seus re­cur­sos hu­ma­nos

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - ARÃO MAR­TINS | Lu­ban­go

Ges­to­res pú­bli­cos das ad­mi­nis­tra­ções mu­ni­ci­pais de Caluquembe, Ca­cu­la, Gam­bos, Hum­pa­ta e Qui­pun­go, na pro­vín­cia da Huí­la, e do Vi­rei, no Na­mi­be, par­ti­ci­pam ama­nhã, na ci­da­de do Lu­ban­go, nu­ma for­ma­ção so­bre “Estatística apli­ca­da à ges­tão, uma fer­ra­men­ta”, nu­ma ini­ci­a­ti­va do Ins­ti­tu­to de For­ma­ção da Ad­mi­nis­tra­ção Lo­cal (IFAL), or­ga­nis­mo do Mi­nis­té­rio da Ad­mi­nis­tra­ção do Ter­ri­tó­rio, im­ple­men­ta­da pelo Fun­do de Apoio So­ci­al (FAS).

In­se­ri­da no pla­no de de­sen­vol­vi­men­to lo­cal (PDL), a for­ma­ção vai abor­dar ainda a “Re­le­vân­cia do pro­ces­so de to­ma­da de de­ci­são na pla­ni­fi­ca­ção e ges­tão, com vis­ta à pro­mo­ção de um de­sen­vol­vi­men­to par­ti­ci­pa­ti­vo sus­ten­tá­vel as­sen­te na ci­da­da­nia”, co­mo es­cla­re­ceu Se­ve­ri­no Ma­teia Ca­va­lo, as­sis­ten­te do FAS.

O as­sis­ten­te do FAS pa­ra o pla­no de de­sen­vol­vi­men­to lo­cal, na Huí­la, dis­se que um dos de­síg­ni­os da im­ple­men­ta­ção do PLD é apoi­ar as ac­ções do Go­ver­no na exe­cu­ção dos prin­cí­pi­os es­ta­be­le­ci­dos na es­tra­té­gia de de­sen­vol­vi­men­to de lon­go pra­zo (An­go­la 2025), que in­clui a cons­tru­ção e re­a­bi­li­ta­ção da re­de de in­fra-es­tru­tu­ras so­ci­ais e eco­nó­mi­cas den­tro do quadro de des­cen­tra­li­za­ção de­fi­ni­do.

Se­ve­ri­no Ca­va­lo in­for­mou ser ainda um dos sig­nos do pla­no, a me­lho­ria da qua­li­da­de dos ser­vi­ços pú­bli­cos pres­ta­dos e o for­ta­le­ci­men­to das ca­pa­ci­da­des ins­ti­tu­ci­o­nais lo­cais, com vis­ta a ga­ran­tir que os mu­ni­cí­pi­os pos­sam ge­rir os seus re­cur­sos hu­ma­nos e fi­nan­cei­ros de for­ma trans­pa­ren­te, efi­caz e efi­ci­en­te.

De­fen­deu ainda a ne­ces­si­da­de do for­ta­le­ci­men­to da ca­pa­ci­da­de de os ci­da­dãos par­ti­ci­pa­rem na for­mu­la­ção de po­lí­ti­cas pú­bli­cas, no con­tro­lo dos res­pec­ti­vos in­ves­ti­men­tos e des­pe­sas pú­bli­cas, o au­men­to das opor­tu­ni­da­des de em­pre­go e a ge­ra­ção de ren­di­men­to a ní­vel lo­cal.

O as­sis­ten­te es­cla­re­ceu que a me­lho­ria do aces­so da po­pu­la­ção po­bre a ser­vi­ços so­ci­ais e eco­nó­mi­cos bá­si­cos e às opor­tu­ni­da­des eco­nó­mi­cas, bem co­mo o au­men­to das ca­pa­ci­da­des de pla­ne­a­men­to e de ges­tão do de­sen­vol­vi­men­to lo­cal dos mu­ni­cí­pi­os al­vo são ou­tros pro­pó­si­tos do pla­no.

O res­pon­sá­vel do FAS de­fen­deu que a im­ple­men­ta­ção do ci­clo de pla­ne­a­men­to es­tra­té­gi­co municipal exi­ge que os qua­dros das ad­mi­nis­tra­ções es­te­jam do­ta­dos de co­nhe­ci­men­tos, pa­ra a sua par­ti­ci­pa­ção cons­ci­en­te no pro­ces­so, no qual se in­se­re a re­a­li­za­ção da for­ma­ção em estatística apli­ca­da à ges­tão.

Se­ve­ri­no Ca­va­lo ex­pli­cou que o pla­no de de­sen­vol­vi­men­to lo­cal con­ta com o fi­nan­ci­a­men­to da União Eu­ro­peia, cu­ja im­ple­men­ta­ção es­tá a ser fei­ta em par­ce­ria com a Fun­da­ção da Co­o­pe­ra­ção Es­pa­nho­la (Fi­i­app) com o ob­jec­ti­vo de apoi­ar o Go­ver­no na im­ple­men­ta­ção dos prin­cí­pi­os es­ta­be­le­ci­dos na sua es­tra­té­gia de de­sen­vol­vi­men­to de lon­go pra­zo.

É pa­ra al­can­çar es­ses ob­jec­ti­vos que es­tá a de­cor­rer a for­ma­ção de ges­to­res pú­bli­cos das ad­mi­nis­tra­ções mu­ni­ci­pais de Caluquembe, Ca­cu­la, Gam­bos, Hum­pa­ta e Qui­pun­go, cin­co re­giões abran­gi­das pe­la in­ter­ven­ção do Fun­do de Apoio So­ci­al.

ARÃO MAR­TINS

Im­ple­men­ta­ção do ci­clo de pla­ne­a­men­to es­tra­té­gi­co municipal exi­ge que os qua­dros das ad­mi­nis­tra­ções es­te­jam do­ta­dos de co­nhe­ci­men­tos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.