BRE­XIT

Fran­çois Hol­lan­de de­fen­de fir­me­za nas ne­go­ci­a­ções com o Rei­no Uni­do

Jornal de Angola - - PARTADA -

O Pre­si­den­te fran­cês, Fran­çois Hol­lan­de, con­si­de­ra que a União Eu­ro­peia tem de ne­go­ci­ar com fir­me­za a saí­da dos bri­tâ­ni­cos da União Eu­ro­peia, já que os pró­pri­os op­ta­ram por um “bre­xit di­fí­cil.”

“O Rei­no Uni­do de­ci­diu por um 'bre­xit' e creio que um 'bre­xit' di­fí­cil. Há que re­ti­rar to­das as con­sequên­ci­as da von­ta­de dos bri­tâ­ni­cos de sair da União Eu­ro­peia”, afir­mou Hol­lan­de na quin­ta-fei­ra à noi­te num dis­cur­so no âm­bi­to do 25º aniversário do Ins­ti­tu­to Jac­ques De­lors.

“Te­mos de ser fir­mes. Se não so­mos fir­mes, se­rá ques­ti­o­na­do o pró­prio es­pí­ri­to da União Eu­ro­peia” e “ou­tros paí­ses ou par­ti­dos” po­de­ri­am sen­tir-se ten­ta­dos a sair da união pa­ra ob­te­rem “ale­ga­das van­ta­gens”, dis­se.

“A fir­me­za é a ga­ran­tia de que a Eu­ro­pa po­de­rá man­ter os seus prin­cí­pi­os e, em par­ti­cu­lar as qua­tro li­ber­da­des, a li­ber­da­de de cir­cu­la­ção”, acres­cen­tou.

O Che­fe de Es­ta­do fran­cês de­fen­deu, pa­ra que es­sa ne­go­ci­a­ção se­ja efi­caz: “tem de ha­ver uma ame­a­ça, tem de ha­ver um ris­co, tem de ha­ver um pre­ço”, por­que ca­so con­trá­rio is­so te­rá “con­sequên­ci­as eco­nó­mi­cas e hu­ma­nas.”

Hol­lan­de in­sis­tiu que o re­sul­ta­do do re­fe­ren­do de 23 de Ju­nho não se de­ve “à in­tran­si­gên­cia da Eu­ro­pa” pa­ra com o Rei­no Uni­do.

Se­gun­do a sua aná­li­se, o vo­to des­se re­fe­ren­do “jo­gou es­sen­ci­al­men­te com a imi­gra­ção, com a vi­da em co­mum, com a acei­ta­ção do ou­tro, que nes­te ca­so era eu­ro­peu.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.