País pas­sa de es­ca­la a pon­to de em­bar­que

Jornal de Angola - - CLASSIFICADOS - VICTORINO JOAQUIM |

An­go­la po­de ser trans­for­ma­da num pon­to de em­bar­que e de­sem­bar­que de pas­sa­gei­ros, ao in­vés de ser ape­nas uma es­ca­la, no ter­mo de conversações em cur­so en­tre o Ins­ti­tu­to de Fo­men­to do Tu­ris­mo (INFOTUR) e a com­pa­nhia de na­vi­os cruzeiro MSC.

O director do INFOTUR, Eu­gé­nio Cle­men­te, re­ve­lou nu­ma con­fe­rên­cia de im­pren­sa a cri­a­ção de uma co­mis­são in­ter­mi­nis­te­ri­al pa­ra re­ce­ber os na­vi­os de cruzeiro que des­de há já al­guns anos atra­cam em di­fe­ren­tes por­tos an­go­la­nos.

Mas a MSC - uma das mai­o­res com­pa­nhi­as in­ter­na­ci­o­nais do ra­mo - e uma agên­cia de vi­a­gens an­go­la­na pre­ten­dem trans­for­mar An­go­la num pon­to de em­bar­que e de­sem­bar­que de tu­ris­tas, apro­vei­tan­do a li­ga­ção com o mer­ca­do sul-afri­ca­no que já tem cer­ca de dez anos de ex­pe­ri­ên­cia em ac­ti­vi­da­des de cruzeiro.

O director da INFOTUR apon­tou os por­tos de Lu­an­da, Lo­bi­to e Na­mi­be pa­ra be­ne­fi­ci­a­rem de con­di­ções a fim de re­ce­be­rem os na­vi­os, e mais tar­de os de Ca­bin­da e Por­to Am­boim. Um mem­bro da MSC vai apre­sen­tar nu­ma con­fe­rên­cia en­tre os di­as 13 e 16 des­te mês a vi­são da com­pa­nhia so­bre o mer­ca­do do tu­ris­mo an­go­la­no e téc­ni­cas de co­mer­ci­a­li­za­ção de des­ti­nos de cruzeiro.

Em Ju­nho do ano pas­sa­do, quan­do um na­vio cruzeiro com 600 pas­sa­gei­ros atra­cou em Lu­an­da por al­gu­mas ho­ras, o director das Ac­ti­vi­da­des Tu­rís­ti­cas do Mi­nis­té­rio da Ho­te­la­ria e Tu­ris­mo, Des­ti­no Ale­xan­dre, afir­mou que o Go­ver­no es­ta­va a tra­ba­lhar com as agên­ci­as de vi­a­gem e ou­tros ope­ra­do­res pa­ra que os por­tos an­go­la­nos se­jam ins­cri­tos nos per­cur­sos des­sas em­bar­ca­ções.

O na­vio pas­sou por Lu­an­da de­pois de es­ca­lar a Ci­da­de do Ca­bo, Áfri­ca do Sul, e Lu­de­ritz e Wal­vis Bay, Na­mí­bia, se­guin­do de­pois pa­ra São To­mé e Prín­ci­pe, Ca­bo Ver­de, In­gla­ter­ra, Fran­ça, Por­tu­gal, Es­pa­nha e Mar­ro­cos. Aque­le era o oi­ta­vo na­vio e um dos mai­o­res a es­ca­lar An­go­la, até Ju­nho do ano pas­sa­do, quan­do se pre­via que ou­tros oi­to es­ca­las­sem Lu­an­da.

PAU­LO MULAZA

Director-ge­ral do INFOTUR (cen­tro) Eu­gé­nio Cle­men­te ao anun­ci­ar pro­jec­tos ins­ti­tu­ci­o­nais

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.