Cri­an­ças aban­do­nam es­co­la e de­di­cam a vi­da à agri­cul­tu­ra

Jornal de Angola - - PROVÍNCIAS - JO­SÉ CHAVES

As es­co­las do en­si­no pri­má­rio das zo­nas ru­rais do mu­ni­cí­pio do Andulo, na pro­vín­cia do Bié, re­gis­tam, nos úl­ti­mos dois me­ses, um ele­va­do nú­me­ro de ab­sen­tis­mo de cri­an­ças, por es­tas es­ta­rem a de­di­car-se ao tra­ba­lho do cam­po, de­nun­ci­ou sex­ta-fei­ra o director lo­cal da Edu­ca­ção.

Aris­ti­des Gon­çal­ves con­si­de­rou a si­tu­a­ção mui­to pre­o­cu­pan­te, uma vez que em al­dei­as da co­mu­na de Chi­vau­lo se cons­ta­ta que al­gu­mas es­co­las es­tão en­cer­ra­das por fal­ta de alu­nos, en­quan­to, em Cas­sum­be, os es­ta­be­le­ci­men­tos tra­ba­lham com me­nos de 15 alu­nos.

O res­pon­sá­vel afir­mou que es­te ab­sen­tis­mo, pro­vo­ca­do por pais que pre­fe­rem ocu­par os fi­lhos nas la­vras e no cui­da­do do ga­do, in­flu­en­cia, em cer­ta me­di­da, a au­sên­cia de pro­fes­so­res.

Aris­ti­des Gon­çal­ves dis­se que, ape­sar de a mai­o­ria dos ca­sos iden­ti­fi­ca­dos es­tar so­bre­tu­do li­ga­da ao tra­ba­lho in­fan­til nas la­vras e ao pas­to do ga­do, exis­tem ou­tros fac­to­res so­ci­ais que in­flu­en­ci­am a si­tu­a­ção que le­vam os me­ni­nos ao cam­po em de­tri­men­to da es­co­la, co­mo a fo­me.

O director mu­ni­ci­pal da Edu­ca­ção sa­li­en­tou que a ins­ti­tui­ção que di­ri­ge tem es­ta­do a re­for­çar as ac­ções de ins­pec­ção e con­tro­lo den­tro das es­co­las, mas a ac­tu­a­ção é li­mi­ta­da, uma vez que os ca­sos en­vol­vem a fa­mí­lia das cri­an­ças.

Aris­ti­des Gon­çal­ves dis­se que o com­ba­te à fu­ga de me­ni­nos nas es­co­las de­ve ser mul­tis­sec­to­ri­al, por ser uma ac­ção que re­quer a par­ti­ci­pa­ção de to­dos, prin­ci­pal­men­te na sen­si­bi­li­za­ção dos pais.

O director mu­ni­ci­pal pe­diu às au­to­ri­da­des tra­di­ci­o­nais e re­li­gi­o­sas pa­ra sen­si­bi­li­za­rem os en­car­re­ga­dos de edu­ca­ção, no sen­ti­do de le­va­rem as cri­an­ças à es­co­la. “O Go­ver­no fez vá­ri­os in­ves­ti­men­tos pa­ra que os alu­nos apren­dam a ler e a es­cre­ver con­dig­na­men­te”, con­cluiu.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.