Pe­tro e 1.º de Agos­to con­ti­nu­am can­di­da­tos

Jornal de Angola - - DESPORTO - ANAXIMANDRO MAGALHÃES |

As exi­bi­ções me­nos con­se­gui­das dos eter­nos ar­qui-ri­vais de Lu­an­da, 1.º de Agos­to e Pe­tro Atlé­ti­co, na 8.ª edi­ção do Tor­neio Victorino Cu­nha em bas­que­te­bol sé­ni­or mas­cu­li­no, não são pre­nún­cio de que Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo, ven­ce­dor da pro­va, e In­ter­clu­be, se­gun­do clas­si­fi­ca­do, têm meio ca­mi­nho an­da­do pa­ra a con­quis­ta do Cam­pe­o­na­to Na­ci­o­nal, de­sig­na­do BIC-Bas­ket.

Com a mai­or par­te dos seus jo­ga­do­res ain­da em bus­ca da for­ma des­por­ti­va ide­al, e com o tem­po a jo­gar em be­ne­fí­cio des­ses, pois a épo­ca ter­mi­na ape­nas em Maio de 2017, pe­tro­lí­fe­ros, ori­en­ta­dos por La­za­re Adin­go­no, e mi­li­ta­res às or­dens de Ri­card Ca­sas, con­ti­nu­am a de­ter, pe­lo me­nos em te­o­ria, o es­ta­tu­to de cró­ni­cos e as­su­mi­dos can­di­da­tos à con­quis­ta do prin­ci­pal tí­tu­lo do ca­len­dá­rio de pro­vas da Fe­de­ra­ção An­go­la­na de Bas­que­te­bol (FAB).

Nem o fac­to de te­rem fi­ca­do aquém do ex­pec­tá­vel, ao ocu­pa­rem o ter­cei­ro lu­gar, Pe­tro de Lu­an­da, e 1.º de Agos­to, quar­to e úl­ti­mo, os dois gi­gan­tes da bo­la ao ces­to do­més­ti­ca de­tém o his­tó­ri­co de equi­pas com mais tro­féus ga­nhos no cam­pe­o­na­to. Jun­tos so­mam 30 ta­ças em 38 edi­ções.

Hu­go Ló­pez, téc­ni­co es­pa­nhol de 41 anos, con­tra­ta­do es­te ano em subs­ti­tui­ção do por­tu­guês Nor­ber­to Al­ves pa­ra ori­en­tar os li­bo­len­ses, sa­be que não se po­de aco­mo­dar no con­for­to da re­cen­te con­quis­ta, pois o ob­jec­ti­vo su­pre­mo, re­al pa­ra umas e ir­re­al pa­ra ou­tras equi­pas é a aqui­si­ção do cep­tro.

O es­tá­gio de pre­pa­ra­ção em Por­tu­gal, on­de dis­pu­tou o Tor­neio In­ter­na­ci­o­nal da Luz, ten­do ga­nho o pri­mei­ro en­con­tro por 93-86, di­an­te da for­ma­ção es­pa­nho­la do Ovi­e­do, e per­di­do a de­ci­são do tro­féu, após der­ro­ta por 70-75, pa­ra o Sport Lis­boa e Ben­fi­ca, or­ga­ni­za­dor do even­to, deu uma ba­ga­gem di­fe­ren­te aos ca­lu­len­ses pa­ra abor­da­rem sem eva­si­vas a com­pe­ti­ção em ho­me­na­gem a Victorino Cu­nha, um dos prin­ci­pais res­pon­sá­veis da sen­da vi­to­ri­o­sa de An­go­la no con­tex­to afri­ca­no. Con­tra­ri­a­men­te aos seus ad­ver­sá­ri­os, o con­jun­to da vi­la de Ca­lu­lo já po­de con­tar com os prés­ti­mos de dois jo­ga­do­res es­tran­gei­ros per­mi­ti­dos ins­cre­ver pe­los re­gu­la­men­tos da FAB. Tra­ta-se de Je­kel Fos­ter e An­dre Har­ris, am­bos de na­ci­o­na­li­da­de nor­te-ame­ri­ca­na.

Do quar­te­to das cha­ma­das equi­pas “gran­des”, sur­pre­sa pa­ra a pres­ta­ção con­se­gui­da pe­lo In­ter­clu­be de Al­ber­to Ba­bo, ao con­quis­tar a se­gun­da po­si­ção. Con­tra to­das as ex­pec­ta­ti­vas, os po­lí­ci­as, com um gru­po de atle­tas bas­tan­te jo­vens, on­de se des­ta­ca Ale­xan­dre Jun­go, cam­peão afri­ca­no Sub-16, em 2013, ver­ga­ram por 78-72, os tri­co­lo­res do Ei­xo Viá­rio, e 86-76, os ru­bros e ne­gros do Rio Se­co. Já o Li­bo­lo su­pe­ri­o­ri­zou-se ao Pe­tro, por 92-80, . de Agos­to, 78-57 e 7163 so­bre o In­ter­clu­be. O Pe­tro su­plan­tou ape­nas, por 79-77, o 1.º de Agos­to. Es­te ano, o pres­sá­gio po­de ser o de uma tem­po­ra­da pon­de­ra­da, on­de os prin­ci­pais pos­tu­lan­tes de­vem en­ca­rar ca­da jo­go de for­ma co­me­di­da. Eis o pal­ma­rés do tor­neio: o 1.º de Agos­to ven­ceu as edi­ções de 2009, 2011, 2012, 2014 e 2015. Em 2010 ga­nhou o Pe­tro de Lu­an­da. Em 2013 e 2016 o Re­cre­a­ti­vo do Li­bo­lo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.