Ne­go­ci­a­ções de paz com ou­tros re­bel­des

Jornal de Angola - - DESPORTO -

O Go­ver­no co­lom­bi­a­no e o se­gun­do mai­or gru­po re­bel­de do país, o Exér­ci­to de Li­ber­ta­ção Na­ci­o­nal (ELN), anun­ci­a­ram se­gun­da-fei­ra que vão avan­çar pa­ra ne­go­ci­a­ções, es­te mês no Equa­dor, com o Pre­si­den­te Ju­an Ma­nu­el San­tos a de­se­jar “paz to­tal”.

Os dois la­dos com­pro­me­te­ram-se a fa­zer o pos­sí­vel pa­ra “cri­ar um am­bi­en­te fa­vo­rá­vel à paz”, quan­do as ne­go­ci­a­ções co­me­ça­rem no dia 27, de acor­do com um co­mu­ni­ca­do con­jun­to di­vul­ga­do no Mi­nis­té­rio dos Ne­gó­ci­os Es­tran­gei­ros ve­ne­zu­e­la­no, em Ca­ra­cas.

A de­ci­são sur­ge de­pois de Ju­an Ma­nu­el San­tos ter con­quis­ta­do o Pré­mio No­bel da Paz, mes­mo com a re­jei­ção em re­fe­ren­do do pro­ces­so do acor­do de paz com as FARC (For­ças Ar­ma­das Re­vo­lu­ci­o­ná­ri­as da Colôm­bia).

O Par­la­men­to ale­mão apro­vou uma re­so­lu­ção que vai mu­dar ra­di­cal­men­te o pa­no­ra­ma do mer­ca­do au­to­mó­vel da­qui a pou­co mais de uma dé­ca­da. A ideia é im­pe­dir a ven­da de car­ros no­vos, mo­vi­dos por mo­to­res a com­bus­tão in­ter­na, no mer­ca­do lo­cal, a par­tir de 2030. O par­la­men­tar do par­ti­do Gre­ens, Oli­ver Kris­cher, é pe­remp­tó­rio: “Se o acor­do de Pa­ris, pa­ra re­du­zir as emis­sões de po­lu­en­tes e o aque­ci­men­to glo­bal, for le­va­do a sé­rio, não há co­mo se­rem per­mi­ti­dos car­ros no­vos com mo­tor a com­bus­tão nas es­tra­das de­pois de 2030”. A apos­ta na mo­bi­li­da­de eléc­tri­ca abre uma ja­ne­la de opor­tu­ni­da­de pa­ra em­pre­sas pro­du­to­ras de alu­mí­nio, fi­bra de car­bo­no, lí­tio e ou­tro ma­te­ri­al especial uti­li­za­do no fa­bri­co de ba­te­ri­as.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.