Pre­ven­ção de abu­sos a me­no­res

Jornal de Angola - - SOCIEDADE -

A administração do dis­tri­to ur­ba­no da Sam­ba, em Lu­an­da, deu iní­cio no sá­ba­do ao pro­gra­ma de re­fle­xão em tor­no da pro­tec­ção da cri­an­ça, com a re­a­li­za­ção de uma pa­les­tra su­bor­di­na­da ao te­ma “O abu­so se­xu­al con­tra me­nor é cri­me, pro­te­ja a nos­sa cri­an­ça”.

Paula Vi­di­gal, res­pon­sá­vel da re­pre­sen­ta­ção lo­cal do Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal da Cri­an­ça (INAC), fa­lou na pa­les­tra di­ri­gi­da aos alu­nos da es­co­la Po­vo em Luta, so­bre o abu­so se­xu­al, os si­nais de aler­ta da cri­an­ça ví­ti­ma de abu­sos, as es­tra­té­gi­as do abu­sa­dor, on­de acon­te­ce o abu­so e so­bre as for­mas de pre­ven­ção das do­en­ças se­xu­al­men­te trans­mis­sí­veis.

Dis­se ser ne­ces­sá­rio dar a co­nhe­cer às cri­an­ças, na qua­li­da­de de prin­ci­pais vítimas, os si­nais de aler­ta, de ma­nei­ra a fa­ci­li­tar a iden­ti­fi­ca­ção dos in­frac­to­res. Tam­bém de­fen­deu que os adul­tos de­vem es­tar mu­ni­das de co­nhe­ci­men­tos que lhes per­mi­tam iden­ti­fi­car um ami­go, um co­le­ga ou um fa­mi­li­ar que é ví­ti­ma ou abu­sa­dor. Exor­tou os pais e en­car­re­ga­dos de edu­ca­ção a trans­mi­ti­rem aos fi­lhos uma vi­são po­si­ti­va da se­xu­a­li­da­de e a en­si­na­rem o va­lor da pri­va­ci­da­de do cor­po, im­pe­din­do que al­guém lhes to­que nas par­tes ín­ti­mas do cor­po.

A edu­ca­do­ra Paula Vi­di­gal de­fen­de que os me­no­res de­vem ser, igual­men­te, ins­truí­dos a re­cu­sar as ati­tu­des anor­mais, so­bre­tu­do as pro­pos­tas in­de­cen­tes da par­te dos adul­tos, não im­por­tan­do se são da fa­mí­lia.

A re­pre­sen­ta­ção do INAC na Sam­ba pre­ten­de, em dois me­ses, cri­ar par­ce­ri­as com o Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção, pa­ra a im­ple­men­ta­ção do pro­gra­ma de pro­tec­ção da cri­an­ça con­tra o abu­so se­xu­al nas es­co­las, cen­tros co­mu­ni­tá­ri­os e cre­ches.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.