Marc Már­quez an­te­ci­pa fes­ta do tí­tu­lo

Jornal de Angola - - DESPORTO -

As hi­pó­te­ses eram re­du­zi­das, mas es­ta­vam lá. Marc Mar­quez sa­grou­se on­tem cam­peão de Mo­toGP, o que acon­te­ce pela ter­cei­ra vez na car­rei­ra. O es­pa­nhol ven­ceu o Gran­de Pré­mio e be­ne­fi­ci­ou das que­das de Va­len­ti­no Ros­si e Jor­ge Lo­ren­zo pa­ra se sa­grar cam­peão na cor­ri­da ca­sei­ra da Hon­da.

A Mar­quez era pre­ci­so ven­cer e es­pe­rar que Ros­si não con­se­guis­se me­lhor que o 15º lu­gar e Lo­ren­zo me­lhor que o quin­to lu­gar. Os dois aca­ba­ram por aban­do­nar e en­tre­gar o tí­tu­lo ao es­pa­nhol da Hon­da, quan­do fal­tam ain­da três pro­vas pa­ra a con­clu­são da tem­po­ra­da.

Foi, de res­to, a quin­ta vi­tó­ria do es­pa­nhol na tem­po­ra­da. O pi­lo­to de 23 anos tor­nou-se as­sim o mais jo­vem a ven­cer três tí­tu­los mun­di­ais, cin­co ao todo, se in­cluir­mos os tí­tu­los em to­das as ca­te­go­ri­as, em ape­nas sete anos de car­rei­ra.

Par­tin­do da se­gun­da po­si­ção, Már­quez, pas­sou pa­ra a fren­te ain­da nas pri­mei­ras vol­tas após ter ul­tra­pas­sa­do Jor­ge Lo­ren­zo, que vi­nha a li­de­rar a cor­ri­da des­de os pri­mei­ros me­tros.

O es­pa­nhol apro­vei­tou o su­pe­ri­or an­da­men­to pa­ra de ime­di­a­to ga­nhar van­ta­gem, be­ne­fi­ci­an­do da ver­da­dei­ra he­ca­tom­be por par­te dos pi­lo­tos da Ya­maha. Pri­mei­ro foi Ros­si, que caiu na Cur­va 10, quan­do era se­gun­do. Ain­da re­gres­sou à pis­ta mas aca­bou por aban­do­nar. De­pois, a qua­tro vol­tas do fi­nal e quan­do era se­gun­do, foi Lo­ren­zo a ir ao chão e, des­ta forma, a en­tre­gar o tí­tu­lo a Mar­quez, que ape­nas pre­ci­sou de le­var a Hon­da até à ban­dei­ra de xa­drez.

E as­sim foi, com o es­pa­nhol a dei­xar o se­gun­do clas­si­fi­ca­do, An­drea Do­vi­zi­o­so a cer­ca de 3 se­gun­dos, com o pó­dio a fi­car com­ple­to com Ma­ve­rick Viña­les. O pi­lo­to es­pa­nhol ba­teu o seu com­pa­nhei­ro de equi­pa, Aleix Es­par­ga­ró, que al­can­çou em Mo­te­gi até ao mo­men­to o seu me­lhor re­sul­ta­do da épo­ca. O Mun­di­al de Mo­toGP re­gres­sa já no pró­xi­mo fim-de-se­ma­na, com a re­a­li­za­ção do Gran­de Pré­mio da Aus­trá­lia, no es­pec­ta­cu­lar cir­cui­to de Phil­lip Is­land.

Reacção de Már­quez

Nem Már­quez pre­via is­to nos seus me­lho­res so­nhos: “Não es­ta­va à es­pe­ra de che­gar ao tí­tu­lo aqui no Ja­pão, mas es­tou mui­to fe­liz. Quan­do vi que o Ros­si es­ta­va fo­ra, de­ci­di aper­tar o rit­mo pa­ra ten­tar tu­do por tu­do, mas quan­do me dis­se­ram que o Lo­ren­zo es­ta­va fo­ra per­di a con­cen­tra­ção e co­me­ti vá­ri­os er­ros”, co­me­çou por di­zer.

“Mas es­tou fe­liz, é mui­to es­pe­ci­al ser cam­peão de­pois da mi­nha épo­ca pas­sa­da. Es­tou mui­to con­ten­te com a mi­nha equi­pa, de­di­co es­ta vi­tó­ria à mi­nha avó, que mor­reu es­te ano”, su­bli­nhou o es­pa­nhol no fi­nal da cor­ri­da. So­bre a tem­po­ra­da de 2016, Már­quez revela que o se­gre­do es­te­ve na abor­da­gem mais cau­te­lo­sa, so­bre­tu­do em com­pa­ra­ção com a de 2015, re­ple­ta de er­ros e que­das.

“Quan­do a tem­po­ra­da co­me­çou, so­fre­mos bas­tan­te. Mas nun­ca dei­xá­mos de acre­di­tar e dar nos­so me­lhor. Es­te ano, mu­dá­mos a nos­sa es­tra­té­gia, eu es­ta­va mais cal­mo. Em al­guns mo­men­tos, pu­de for­çar e an­dar bem rá­pi­do”, ex­pli­cou Már­quez à bri­tâ­ni­ca BT Sport.

AFP

Pi­lo­to es­pa­nhol con­quis­ta ter­cei­ro tí­tu­lo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.