Di­rec­ção do MPLA en­via con­do­lên­ci­as

Jornal de Angola - - POLÍTICA -

O se­cre­ta­ri­a­do do bu­re­au po­lí­ti­co do MPLA la­men­tou on­tem, num co­mu­ni­ca­do, o fa­le­ci­men­to de Ca­ta­ri­na Fran­cis­co Do­min­gos Es­cór­cio Ne­to, guer­ri­lhei­ra do MPLA e di­ri­gen­te da OMA, du­ran­te o pe­río­do da Lu­ta de Li­ber­ta­ção Na­ci­o­nal de An­go­la.

Ca­ta­ri­na Ne­to, que fa­le­ceu no dia 19 de Ou­tu­bro, por do­en­ça aos 87 anos, in­gres­sou no MPLA em 1961, na ci­da­de de Kinsha­sa, Re­pú­bli­ca De­mo­crá­ti­ca do Con­go, ten­do si­do uma das im­pul­si­o­na­do­ras da or­ga­ni­za­ção da I Re­gião Po­lí­ti­co-Mi­li­tar, que te­ve um pa­pel de­ter­mi­nan­te no com­ba­te às for­ças co­lo­ni­ais por­tu­gue­sas.

Co-fun­da­do­ra, em 1958, do mo­vi­men­to Ku­di­ban­gue­la, que, em 1962, deu lu­gar à Or­ga­ni­za­ção de Pi­o­nei­ros An­go­la­nos (OPA) e per­so­na­gem do his­tó­ri­co fil­me Sam­bi­zan­ga, ao la­do de Do­min­gos Xa­vi­er “Yayá” e de Jo­a­qui­na de An­dra­de, Ca­ta­ri­na Ne­to foi uma das mi­li­tan­tes que, em 1964, acom­pa­nhou a di­rec­ção do MPLA pa­ra Braz­za­vil­le, de­pois da sua ex­pul­são de Kinsha­sa, pe­las en­tão au­to­ri­da­des con­go­le­sas.

EDI­ÇÕES NO­VEM­BRO

Na­ci­o­na­lis­ta foi fun­da­do­ra da OPA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.