Sa­ma­ku­va ape­la ao vo­to mas­si­vo dos an­go­la­nos

Jornal de Angola - - POLÍTICA - RO­DRI­GUES CAMBALA |

O pre­si­den­te da UNITA, Isaías Sa­ma­ku­va, dis­se on­tem, em Lu­na­da, que os an­go­la­nos de­vem efec­tu­ar e fis­ca­li­zar o registo elei­to­ral, bem co­mo con­ti­nu­ar fir­mes na de­fe­sa da in­te­gri­da­de elei­to­ral e so­be­ra­nia po­pu­lar.

Sa­ma­ku­va, que fa­la­va em con­fe­rên­cia de im­pren­sa, fez um ba­lan­ço ne­ga­ti­vo dos pri­mei­ros dois me­ses do pro­ces­so de ac­tu­a­li­za­ção pre­sen­ci­al do registo, ar­gu­men­tan­do ha­ver o que cha­mou de “cri­mes elei­to­rais”, co­mo a obs­tru­ção à ac­tu­a­li­za­ção do registo de ci­da­dãos, vi­o­la­ção dos de­ve­res re­la­ti­vos ao registo e re­co­lha co­er­ci­va de car­tões de elei­tor por par­te de mem­bros do MPLA.

Ao as­se­gu­rar que a mai­or par­te dos agen­tes da UNITA que fis­ca­li­zam o pro­ces­so de registo elei­to­ral já es­tá cre­den­ci­a­da, o lí­der do mai­or par­ti­do da opo­si­ção acres­cen­tou que a so­lu­ção pa­ra o nor­mal fun­ci­o­na­men­to do pro­ces­so é o cum­pri­men­to das leis. “Com o registo po­de­re­mos ope­rar a mu­dan­ça pa­ra uma An­go­la me­lhor”, dis­se Isaías Sa­ma­ku­va.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Angola

© PressReader. All rights reserved.